ecossistemas

Animais silvestres voltam ao habitat

Serpentes e um mamífero foram capturados e devolvidos em áreas de vegetação

Publicados

em


CBMMT

Captura de cascavel - animal media 1,5 metros.jpg

Captura de cascavel – animal media 1,5 metros

No último fim de semana, o Corpo de Bombeiros Militar trabalhou no resgaste de quatro animais silvestres, três serpentes e um tamanduá, vistos em zonas urbanas de cidades de Mato Grosso. A corporação também retornou os animais para o seu habitat natural. 

 

No sábado (25.01), o Corpo de Bombeiros Militar em Tangará da Serra, capturou uma cobra cascavel. O réptil estava escondido em meio a um amontoado de madeiras em uma residência próxima ao Aeroporto Municipal da cidade. na casa estavam idosos e crianças, que ligaram pa o número 193 solicitando ajuda. A cobra media aproximadamente 1,5m.

CBMMT

Cobra vermelha capturada em Alta Floresta.jpg

Cobra vermelha capturada em Alta Floresta 

Em Alta Floresta, também no sábado, moradores viram uma cobra na rua GS e ligaram para os Bombeiros solicitando a captura do animal. Uma equipe foi até o local e encontrou o animal sobre um gramado na área do passei público. Com tamanho aproximado de 1,3 m e coloração avermelhada, a cobra foi identificada como uma jiboia arco-íris. O animal se mostrou hostil durante a captura, sendo necessário utilizar gancho de captura de cobra, pinção de captura de cobra e caixa de transporte e contenção provisória.

CBMMT

Jiboia capturada em Juína.jpg

Jiboia capturada em Juína 

Em Juína os bombeiros foram acionados para captura um tamanduá mirim e uma jiboia, que estavam em uma residência na zona urbana da cidade, no domingo (26). Os dois animais foram levados para uma área de floresta.

CBMMT

Tamanduá-mirim

Tamanduá-mirim

 

 

 

Comentários Facebook
Propaganda

ecossistemas

Fotógrafo mexicano filma onça atacando jacaré no Pantanal de Mato Grosso; veja o vídeo

Publicados

em

O fotógrafo mexicano Diego Rodriguez filmou o ataque de uma onça-pintada a um jacaré durante uma expedição no Pantanal mato-grossense.

Veja vídeo:

Apesar de viajar o mundo registrando a vida selvagem, Rodriguez disse que foi a primeira vez que conseguiu gravar um ataque como esse.

Nas imagens, é possível ver a onça tentando levar o jacaré, ainda vivo, para a mata. O jacaré consegue escapar em determinado momento, mas é pego pelo felino novamente.

Segundo o fotógrafo, as imagens foram feitas nas margens do Rio Cuiabá, na região de Porto Jofre. A área é conhecida por ter a maior concentração de onças-pintadas do mundo. A reserva tem 108 mil hectares. Turistas do país e do exterior procuram o parque para ver as onças-pintadas, durante passeios de barco.

O melhor período para observar a onça é entre julho e final de setembro, período da seca. Nesses meses, as onças ficam mais próximas das margens dos rios em busca de água e caça, então, é mais fácil se deparar com o animal.

Em 2013 o fotógrafo americano Justin Black flagrou cena semelhante e publicou as seguintes fotos:

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana