municipios

Tenente-coronel assume nesta terça-feira 15º Comando Regional

Com sede em Peixoto de Azevedo (691 km de Cuiabá), o 15º CR tem sobre sua abrangência de atuação 10 municípios

Publicados

em


Da Assessoria

Tenente-coronel James Jacio Ferreira

Tenente-coronel James Jacio Ferreira

O tenente-coronel James Jacio Ferreira assume na manhã destaca terça-feira (23), às 10h, o comando do 15º Comando Regional da Polícia Militar, em substituição ao também tenente-coronel Gildazio Alves da Silva. 

 

Com sede em Peixoto de Azevedo (691 km de Cuiabá), o 15º CR tem sobre sua abrangência de atuação 10 municípios.  Além de Peixoto de Azevedo, essa regional da PMMT atua nos municípios de Matupá, Marcelândia, Terra Nova do Norte, Itaúba, Nova Guarita, Nova Santa Helena, Guarantã do Norte e Novo Mundo.

 

Com a presença do comandante geral da PMMT, coronel Jonildo José de Assis, e de outras autoridades militares e civis, a solenidade ocorrerá na Câmara de Vereadores.

 

Novo comandante 

 

Na semana passada, o TC James deixou o comando da Academia de Polícia Militar Costa Verde, com sede em Várzea Grande, com a missão de assumir o CR de Peixoto. Na Academia Costa Verde permaneceu por pouco mais de dois anos. Ele também já havia comandando a Escola Superior de Formação de Praças(Esfap), com sede em Cuiabá.

 

Mestre em Educação pela UFMT, o novo comandante é dono de um extenso currículo acadêmico e profissional. Pós-graduado em Segurança Pública pela Unemat e em Segurança Pública e Direitos Humanos pela UFMT, o tenente-coronel James também é bacharel em Direito e tem curso de Prevenção e Enfrentamento do Tráfico de Pessoas, entre outras capacitações.

 

Nas atividades operacionais ele ocupou diversas funções, entre as quais a de comandante do 4º Batalhão, sediado em Várzea Grande e de coordenador do projeto Escola Segura, desenvolvido pela PM em parceria com as secretarias de Educação e de Justiça.  

 

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Ministério Publico requer fechamento de Fort Atacadista inaugurado nesta sexta

Publicados

em

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso ingressou com ação civil pública, com pedido liminar, requerendo o fechamento e a paralisação imediata das atividades exercidas pelo Fort Atacadista inaugurado nesta sexta-feira (27.11), na Rodovia Emanuel Pinheiro, saída para Chapada dos Guimarães.

O MPMT ressalta que o empreendimento não possui Alvará de Ocupação (Habite-se do prédio) e nem Licença Ambiental de Instalação e Operação. Além disso, parte do empreendimento foi edificado em Área de Preservação Permanente.

A 17ª Promotoria de Justiça Cível, que atua na defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural, enfatiza que para viabilizar a obra, foi realizada a tubulação de um córrego localizado na área sem qualquer autorização, colocando em risco a integridade física da população e degradando o meio ambiente.

Consta na ação que durante o trâmite do inquérito civil houve tentativas de resolução consensual e a empresa foi notificada por diversas vezes para que submetesse à aprovação do órgão municipal o projeto arquitetônico do prédio e a retirada de toda e qualquer edificação/construção/impermeabilização da Área de Preservação Permanente.

Segundo o MPMT, a inexistência de Habite-se (Alvará de Ocupação) apresenta risco iminente à população cuiabana, posto que somente o documento expedido pela Prefeitura Municipal certifica a adequação da edificação aos parâmetros técnicos de segurança.

CONFIRMAÇÃO

Em audiência realizada com o Ministério Público Estadual nesta quinta-feira (25), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável demonstrou que a empresa SDB Comércio de Alimentos Ltda não cumpriu os requisitos para a expedição do Habite-se, da Licença de Instalação e da Licença de Operação, não protocolou o Plano de Recuperação de Área Degradada e não possui projeto aprovado.

Atuando na defesa da coletividade, o pedido do MPMT é para que o empreendimento somente volte a funcionar após a regularização da edificação por meio da apresentação do Habite-se do prédio e licenças ambientais. A ação foi proposta na quinta-feira (25).

Fonte: MP MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana