economia

Mato Grosso cresce 4 vezes mais que o Brasil e faltam trabalhadores

Publicados

em

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, na manhã desta segunda-feira (02.05) o superintendente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Mauro Santos, falou sobre a falta de mão de obra como sendo um dos principais desafios enfrentados por nossa indústria, além da falta de matérias-primas por conta da pandemia de covid-19.

Superintendente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Mauro Santos

“A economia de Mato Grosso impulsionada pelo agronegócio e pela agroindústria, cresce 12% ao ano enquanto que o Brasil como um todo cresce meio por cento. Nossa indústria cresce 9% aos ano”, disse Mauro Santos. Segundo ele, há falta de mão de obra (e não apenas especializada) em quase todos os setores da economia.

“A gente estima que ano passado (2021) nosso Produto Interno Bruto (PIB) tenha ficado na casa dos R$ 160 bilhões e nossa indústria representa 20% do total deste PIB o que dá cerca de R$ 30 bilhões. Dos 617mil empregos gerados pelo setor, com carteira assinada, quase 20%, ou seja algo em torno de 163 mil empregos são da indústria. Isso mostra que nossa indústria vem evoluindo”.

“Uma curiosidade é que quem gera esse PIB que em média cresceu mais de 11% ao ano – enquanto que a média nacional é de apenas 1% – é uma força de trabalho de 1,7 milhão de pessoas. Deste total, temos 400 mil pessoas qu trabalham por conta, 1,2 milhão são empregados – sendo 617 mil trabalham com carteira assinada, 221 mil são empregados sem carteira assinada, temos 190 mil servidores públicos e temos 71 mil empregadores”.

“O mundo está comprando nossos produtos, existe uma demanda pelos alimentos, por energia, por tudo que produzimos, a indústria em Mato Grosso cresce de forma significativa, mas nossa população em idade ativa para trabalhar está quase toda ocupada. Temos quase pleno emprego, temos apenas 1.8 mil desempregados e isso dá cerca de 5% de desempregados e isso significa que quase o pleno emprego. Dessas 108 mil pessoas existe uma necessidade de qualificação, mas essas pessoas precisam passar por um processo de qualificação e ou de readequação”, explicou.

Veja a entrevista

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Mega-Sena sorteia R$ 3 milhões nesta quarta-feira; veja os números

Publicados

em

Mega-Sena sorteia R$ 7 milhões nesta quarta-feira
Felipe Moreno

Mega-Sena sorteia R$ 7 milhões nesta quarta-feira

A Caixa Econômica Federal realizou nesta quarta-feira (17) o sorteio 2.511 da Mega-Sena com prêmio estimado em R$ 3 milhões. A Caixa deve divulgar os vencedores nas próximas horas. Em caso de nenhum acerto das seis dezenas, o prêmio irá acumular e se aproximar de R$ 6 milhões no próximo sorteio.

04 – 10 – 15 – 39 – 41 – 49

Como participar do próximo sorteio? O próximo concurso da Mega-Sena acontece no sábado (20), às 20h. É possível apostar até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio , em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa do país.

Também é possível apostar pela internet. O bilhete simples da Mega-Sena, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram  e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Como apostar online na Mega-Sena? Para aqueles que apostarem pela internet, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma. Veja aqui como apostar.

Para fazer uma aposta maior, com 7 números, dando uma maior chance de ganhar, o preço sobe para R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são outra opção viável.

Como funciona a Mega-Sena? O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e o vencedor pode receber milhões de reais se acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem pelo menos duas vezes por semana – geralmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, conhecidas como Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha. Esse modelo consiste na escolha automática, realizada pelo sistema, das dezenas jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como Teimosinha.

Premiação da Mega-Sena Os prêmios costumam iniciar em, aproximadamente, R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. Dessa forma, o valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor.

Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante. O prêmio total da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana