TECNOLOGIA

Yahoo Respostas é apagado da internet nesta terça-feira

Publicados

em


source

Tecnoblog

Yahoo Respostas chega ao fim
Divulgação

Yahoo Respostas chega ao fim

Desde 20 de abril, o Yahoo Respostas não aceita mais perguntas . Nesta terça-feira (4), o serviço é “enterrado” de vez, e todo o conteúdo da plataforma deixa de ficar acessível na internet . Aos usuários, só resta uma opção: fazer download de suas perguntas e respostas antes de 30 de junho.

Lançado em 2005, o Yahoo Respostas foi, por muitos anos, um celeiro de perguntas e respostas de todos os tipos, das mais complicadas e elaboradas às mais bizarras e inusitadas — daquelas que muita gente não teria coragem de discutir nem mesmo com as pessoas mais próximas.

Você viu?

A variedade de perguntas era tão ampla que, não raramente, o conteúdo do Yahoo Respostas aparecia com destaque na primeira página de resultados do Google . O problema é que o serviço parou no tempo e, aos poucos, perdeu relevância. De acordo com o comunicado do Yahoo enviado aos usuários, essa é a principal razão para o serviço ser descontinuado.

Uma mudança de layout implementada entre o fim de 2013 e o início de 2014 deu alguma sobrevida ao Yahoo Respostas, mas isso não foi suficiente para que o interesse pelo serviço caísse progressivamente, bem como os destaques ao conteúdo do serviço nas páginas de buscas.

É de se presumir que, com relação às buscas, parte da queda de relevância tenha sido efeito do conteúdo de baixa qualidade que podia ser encontrado ali: o sistema de pontuação do Yahoo Respostas fazia muitos usuários darem respostas rasas ou imprecisas em uma tentativa de subir de nível dentro da plataforma. Também é possível que os atuais esforços de combate à desinformação na internet tenha pesado para a decisão de encerramento do Yahoo Respostas. Ainda que o Yahoo não tenha comentado esse aspecto, respostas com teor extremista ou manipulador não eram incomuns por lá.

Backup pode ser baixado até o fim de junho

A partir de 4 de maio, todos os acessos feitos ao Yahoo Respostas serão redirecionados à página inicial do Yahoo. Pelo menos o prazo para baixar o conteúdo é maior: usuários poderão requisitar o backup de suas perguntas, respostas e imagens compartilhadas se fizerem a solicitação antes de 30 de junho de 2021. Porém, não é possível baixar o conteúdo gerado por outros usuários.

Comentários Facebook
Propaganda

TECNOLOGIA

YouTube vai pagar R$ 500 milhões para TikTokers migrarem para a plataforma

Publicados

em


source
YouTube vai pagar para quem publicar conteúdo
Unsplash

YouTube vai pagar para quem publicar conteúdo

Focado em alavancar a novidade da plataforma, o YouTube irá pagar cerca de US$ 100 milhões (mais de R$ 520 milhões) para as pessoas e criadores de conteúdo – que já fazem vídeos para o TikTok – aderirem ao seu novo recurso, o Shorts . A ideia é começar a testar anúncios nesses clipes curtos e verticais em loop, tornando assim algo mais competitivo em relação ao rival chinês.

A verba será lançado dentre os próximos meses e será pago ainda este ano, de acordo com o comunicado que o YouTube fez em seu blog, nesta terça-feira (11). A plataforma disse que o Shorts está se tornando mais amplo em seu serviço, lançando assim a capacidade de remixar áudio de vídeos em breve.

Antes disso, o rival da área – TikToklançou um fundo de criadores em 2020 , para pagar mais de US$ 1 bilhão para os influenciadores digitais investissem e enchessem a rede social de conteúdo.

Você viu?

Para fazer isso acontecer, o YouTube arrecadou dinheiro pelos anúncios que geram cerca de US$ 100 milhões em receita durante um dia e meio. No período de um pouco mais de um ano, a plataforma vai investir US$ 100 milhões no Shorts e paga cerca de US$ 15 bilhões para quem se qualificar para adquirir dinheiro com o novo recurso.

De acordo com a marca, o plano é recompensar também “milhares de criadores cujos Shorts receberam mais engajamento e visualizações” a cada mês. O YouTube dará mais detalhes sobre essa distribuição de pagamentos nos próximos meses. 

Portanto, qualquer usuário que poste vídeos no Shorts pode ganhar dinheiro com esta iniciativa, porém, é preciso seguir com as diretrizes da comunidade do YouTube .

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana