POLÍTICA NACIONAL

Witzel diz que impeachment é “revoltante” e compara tribunal com terroristas

Publicados

em


source
Governador destituído do Rio de Janeiro Wilson Witzel
Eliane Carvalho

Governador destituído do Rio de Janeiro Wilson Witzel

Destituído oficialmente do cargo de governador do Rio de Janeiro  nesta sexta-feira (30), Wilson Witzel disse ser “revoltante” o resultado que culminou no seu impeachment.

Após a decisão do Tribunal Especial Misto, formado por cinco deputados estaduais e cinco desembargadores, Witzel, que também perdeu seus direitos políticos por 5 anos, se pronunciou pelas redes sociais.

Confira o tuíte:


O ex-juiz federal, que disputou sua primeira eleição em 2018, também usou a publicação para criticar o ex-secretário de Saúde, Edmar Santos, o qual chamou de “delator que escondia 10 milhões (de reais) no colchão”. Além disso, comparou um dos membros do tribunal com um membro do grupo terrorista Estado Islâmico.

Afastado do cargo desde o ano passado, Witzel é acusado de crime de responsabilidade e de irregularidade nos contratos referentes a hospitais de campanha durante a pandemia da Covid-19.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Na gestão Bolsonaro, orçamento ‘paralelo’ é maior que nos governos Temer e Dilma

Publicados

em


source
Emendas de congressistas dão salta na gestão Bolsonaro
Matheus Barros

Emendas de congressistas dão salta na gestão Bolsonaro

A média do orçamento de emendas anuais de relator aprovadas pelo Congresso teve um aumento considerável na gestão de Jair Bolsonaro (sem partido). O salto é quatro vezes maior que no governo de Michel Temer e cinco vezes maior que durante o mandato de Dilma Rousseff (PT). As informações foram levantadas pelo portal UOL .

O episódio conhecido como “Orçamento Paralelo” se trata de trocas orçamentárias entre parlamentares e ministérios, que não constam nos portais de transparência do governo. Além disso, foi apelidado de “tratoraço”, já que houve compra excessiva de máquinas agrícolas. 

Em resposta ao UOL , um levantamento da Consultoria de Orçamento da Câmara mostra que os congressistas propuseram R$ 20,7 bilhões em emendas na atual gestão. As cifras são menores nos governos Temer (R$ 4,8 bilhões) e Dilma (R$ 3,8 bilhões), em média, por ano. 


Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana