MULHER

“Você é virgem, né?”: o mito da virgindade na vida das lésbicas e bissexuais

Publicados

em

O momento de perda da virgindade pode ser um motivo de dúvida para as mulheres lésbicas e bissexuais

 

source
O momento de perda da virgindade pode ser um motivo de dúvida para as mulheres lésbicas e bissexuais
O momento de perda da virgindade pode ser um motivo de dúvida para as mulheres lésbicas e bissexuais

“Era a primeira vez que ia naquele ginecologista. O médico começou a me fazer algumas perguntas até que quis saber se tinha namorado. Eu respondi: ‘Não, tenho relações sexuais com mulheres’”, conta a enfermeira Beatriz Furlanetto, de 23 anos.

“Então você é virgem”, respondeu o médico. “Ele me ignorou totalmente e não me olhou mais nos olhos. A consulta deve ter durado uns 30 minutos porque mal conversamos. Ele estava extremamente desconfortável comigo e eu com ele”.

Após essa situação, Beatriz passou por mais duas  consultas ginecológicas e sempre era questionada sobre relações com homens. “Quando eu dizia que só me relacionei com mulheres, a pergunta era sempre a mesma: ‘Você é virgem, né?’”.

Casos como a de Beatriz são comuns entre mulheres lésbicas e bissexuais , que relatam histórias de preconceito e desinformação sobre a virgindade e orientação sexual dentro e fora do consultório.

Virgindade é uma construção social

O conceito da virgindade está há décadas ligada à penetração do pênis na vagina e ao rompimento de uma pequena membrana conhecida como hímen. O momento de perda da virgindade pode ser um motivo de dúvida para as mulheres lésbicas e bissexuais.

Para a estudante Elisa Bachega, de 23 anos, o processo de perder a virgindade a deixava apavorada. “Nunca me imaginei com um homem e não tinha noção nenhuma de como era transar com uma mulher. Mais velha, eu já sabia como funcionava, mas eu nunca senti vontade de penetração”, conta a estudante.

“Minha primeira vez foi com uma menina e ela foi um amor, disse que não precisava de penetração para transar, coisa que até o momento eu achava que era essencial. Por muito tempo eu me sentia insegura em falar que não era virgem porque tecnicamente eu tinha hímen”, explica.

Quando jovem, a fisioterapeuta Thalita Gondim, de 28 anos, também acreditava que a penetração era o ponto essencial para a perda da virgindade. “Eu sofria uma pressão religiosa de que eu precisaria casar virgem e, caso isso não acontecesse, eu poderia ser punida por Deus. Namorei uma menina escondida, mas nossas relações não podiam ter penetração, até porque, pela falta de informação, eu também acreditava que a virgindade se tratava apenas do hímen”, relembra.

Thalita conta que as relações com penetração aconteceram apenas depois do casamento com seu atual marido. “Dessa maneira poderia dizer que casei ‘virgem’”, relembra a fisioterapeuta.

Você viu?

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a virgindade é uma construção social, cultura e religiosa que reflete a discriminação de gênero contra as mulheres. “A expectativa social de que meninas e mulheres devem permanecer virgens é baseada em noções estereotipadas de que a sexualidade feminina seja restringida no contexto do casamento”, afirma em artigo.

A ginecologista Ana Thais Vargas, voluntária da Casa 1 — centro de acolhida para a população LGBTQIA+ em São Paulo — acrescenta que o termo virgindade não deve ser usado na área médica.

“O médico até consegue identificar quando o hímen está rompido, mas isso não significa nada. Perder a virgindade não significa ter sexo com penetração. Têm meninas que nascem sem hímen e algumas que nascem com hímen totalmente fechado”, explica Vargas.

Sexo lésbico não é preliminar

A visão de que relacionamento sexual entre mulheres não é sexo, e sim preliminar, prejudica também as mulheres lésbicas e bissexuais quando buscam por um atendimento ginecológico.

A estudante Anita Godoy*, de 27 anos, relata que após se relacionar sexualmente pela primeira vez com uma mulher, a ginecologista se recusou a realizar exames de ISTs. “Disse que não se pegava IST em relações entre duas mulheres e que era completamente desnecessário. Tive que recorrer à médica da família para conseguir fazer os exames”, lembra.

Elisa afirma que já passou pela mesma situação. “Nunca me passaram nenhum exame e é bem frustrante. Eles falam que eu não preciso porque nunca tive relação com penetração”, diz.

Além disso, é comum os relatos de mulheres lésbicas que foram orientadas a tomar pílula. “Eles sempre assumem que sou hétero. Normalmente eu tenho que falar que sou lésbica porque, como eu tenho ovários policísticos, sempre falam para eu tomar anticoncepcional para regular a menstruação e proteger de uma gravidez”, comenta Elisa.

“Quando eu digo que sou lésbica, eles ficam: ‘Então o que você gostaria de fazer aqui hoje?’ Como se eu não tivesse motivo para estar lá”, detalha.

Segunda a ginecologista Ana Thais Vargas, os médicos devem pedir que as mulheres lésbicas e bissexuais realizem todos os exames na mesma periodicidade que as heterossexuais, já que as infecções sexualmente transmissíveis podem ser transmitidas durante as relações sexuais entre duas mulheres.

“Mesmo que você use os dedos ou que não tenha penetração, se tem troca de secreção você pode contrair um HPV, por exemplo, que é responsável pelo câncer no colo de utero”, explica.

Caso nunca tenha havido penetração, a ginecologista explica que a coleta do papanicolau deve ser feita mesmo assim, existem equipamentos específicos que podem ser utilizados para não gerar incômodo na paciente.

“As mulheres lésbicas e bissexuais devem ser atendidas e tratadas dentro dos protocolos. Todas merecem e precisam de um atendimento de qualidade e é responsabilidade do profissional de saúde estudar para poder cuidar melhor dos pacientes de diversas identidades de gênero e orientações sexuais.”

Lésbicas e bissexuais devem ter um atendimento ginecológico de qualidade
Pexels/ Cottonbro

Lésbicas e bissexuais devem ter um atendimento ginecológico de qualidade

 

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

MULHER

Tarot das Flores: o que virá para seu signo de 19 a 25 de abril

Publicados

em


source

João Bidu

Tarot das Flores: o que virá para seu signo de 19 a 25 de abril
Fernanda Villas Bôas

Tarot das Flores: o que virá para seu signo de 19 a 25 de abril

Nas narrativas místicas e religiosas, as flores se destacam como representações e instrumentos de emanação de amor, devoção, esperança e transformação. Para descobrir como sua vida estará entre 19 e 25 de abril, confira a flor que rege esse período de acordo com o seu signo!

Áries – Jasmim

Seus desafios parecem crescer a cada dia, mas não é hora de entregar os pontos, e sim de se fortalecer para a batalha. Para escapar do olho do furacão, tente enxergar as coisas sob uma nova perspectiva. Você tem pessoas essenciais para proteger e projetos importantes para realizar. Portanto, aposte na sua fé e na sua imensa capacidade de superação.

Cor da semana: verde-claro

Sugestão de Salmo para leitura: 13

Touro – Palma-de-santa-rita

Você vai precisar tomar decisões de peso. Porém, antes de apressar as coisas para se livrar logo dessa pressão, reflita bastante e ouça a voz do seu coração. Sua sabedoria interior deverá lhe indicar o que fazer, principalmente se estiver em conexão com sua espiritualidade. Aceite com maturidade suas obrigações e não deixe o estresse dominar a cena!

Cor da semana: azul-turquesa

Sugestão de Salmo para leitura: 12

Gêmeos – Acácia

Você vai revelar disposição para concluir pendências e assumir suas responsabilidades. Poderá notar uma força de vontade além do normal, por isso, aproveite essa energia para vencer as adversidades e agarrar as oportunidades. Sua fé será sua grande aliada! Alinhe sua mente aos pensamentos positivos e procure controlar sua ansiedade no dia a dia.

Cor da semana: laranja

Sugestão de Salmo para leitura: 15

Câncer – Jacinto

Espere dias de recolhimento e reflexão. Relembre suas conquistas, assim como as dificuldades enfrentadas, e coloque tudo na balança. O que valeu a pena? O que precisa ser descartado da sua vida? Fase excelente para leituras espiritualizadas: busque os autores mais inspiradores para promover uma renovação nas suas crenças. E enterre o passado de vez!

Cor da semana: azul-marinho

Sugestão de Salmo para leitura: 115

Leão – Violeta

Chegou a hora de assumir as rédeas da sua vida! Então, esforce-se para realizar seus sonhos, lutar pelo que acredita e fazer escolhas conscientes. Algo está estacionado? Reveja objetivos e elimine essa vibração estagnada do seu caminho! Não se esqueça: por mais que as demandas do cotidiano exijam, reserve alguns minutos do seu dia para lapidar sua fé.

Cor da semana: vermelho

Sugestão de Salmo para leitura: 142

Virgem – Camélia

A vontade de agilizar as coisas em todos os setores explica seu ritmo acelerado, mas o que ainda falta é ligação com sua espiritualidade. Por isso, nas horas de folga, tente acolher as mensagens da sua voz interior para ampliar sua visão de mundo. Continue mostrando competência no que faz, mas cuidado com a teimosia excessiva. Seja mais flexível!

Cor da semana: púrpura

Sugestão de Salmo para leitura: 139

Você viu?

Libra – Narciso

Uma série de transformações na sua vida poderá levar você a dois extremos: duvidar da espiritualidade ou se apegar a uma única crença, chegando ao limite do fanatismo. Persiga, portanto, o caminho do meio: confie na proteção divina, mas sem deixar de lado a necessidade de empreender mudanças e recomeçar. Livre-se de ideias ultrapassadas!

Cor da semana: verde

Sugestão de Salmo para leitura: 23

Escorpião – Madressilva

Semana rica em conquistas e pleno sentimento de realização! Desfrute dessa bênção sem se desligar do futuro, ou seja, continue semeando projetos pessoais e cuidando das pessoas fundamentais da sua vida. Sua espiritualidade estará trabalhando para você, por isso, espere proteção, regeneração, confiança e esperança. Viva a vida!

Cor da semana: amarelo

Sugestão de Salmo para leitura: 148

Sagitário – Orquídea

Fase positiva para correr atrás das suas metas e comunicar seus desejos. Você saberá atuar em várias frentes e, graças ao seu carisma, conseguirá apoios e aliados em momentos decisivos. No entanto, sua fé parece apagada. Procure se isolar quando possível para rezar ou meditar. Ao reencontrar sua essência, conseguirá perceber melhor sua intuição.

Cor da semana: rosa

Sugestão de Salmo para leitura: 76

Capricórnio – Peônia

Prepare-se para realizar projetos e se aproximar do destino que você vem idealizando. As coisas já estão em movimento, e deverão trazer mudanças positivas em todos os campos da sua vida. Por isso, não deixe de alimentar sua fé! Faça leituras edificantes para aprofundar sua compreensão do mundo e encarar essa nova etapa com foco, coragem e serenidade.

Cor da semana: vermelho-escuro

Sugestão de Salmo para leitura: 11

Aquário – Antúrio

Sua espiritualidade nunca foi tão necessária! Seja para se libertar de velhos ressentimentos ou se desapegar de pessoas ou coisas que ficaram no passado, dedique-se aos mestres espirituais que trazem significado à sua trajetória. As novas oportunidades estão chegando e caberá a você promover um novo ciclo em sua vida. É hora de tomar fôlego e agir!

Cor da semana: branco

Sugestão de Salmo para leitura: 95

Peixes – Bromélia

Talvez as coisas estejam caminhando a passos mais lentos do que você imaginava. Seja paciente, mas não deixe tudo ao sabor do vento: você precisa partir para a ação! Então, em vez de planejar tanto, faça definições, tome decisões, realize seus ideais, construa sua felicidade. E dê valor à sua espiritualidade, que clareia sua mente e conforta seu coração.

Cor da semana: azul-claro

Sugestão de Salmo para leitura: 78

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana