caceres

Vítimas de violência doméstica participam de encontro na Delegacia de Cáceres

Publicados

em

Seguindo os protocolos de segurança, mulheres que foram atendidas na delegacia nos últimos meses, foram convidadas para participar de uma palestra explanada pela delegada Judá Marcondes que explicou os tipos de violência doméstica.A Polícia Civil, através da Delegacia da Mulher de Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá), promoveu nesta quinta-feira (26.08), evento às mulheres vítimas de violência doméstica, em referência ao Agosto Lilás. O encontro realizado na unidade policial contou com parceria de psicólogos especializados em atendimento pós-traumas.

Ainda durante o evento, os psicólogos discorreram sobre o medo enfrentado pelas vítimas e estratégias para combatê-lo. Ao final, as mulheres receberam brindes fornecidos pelas lojas da cidade e participaram de um coquetel.

“O objetivo é a busca do resgate da autoestima das mulheres inseridas no campo da violência doméstica, mostrando-lhes mecanismos e estratégicas de rompimento do ciclo de violência a que estão sujeitas”, disse a delegada.

Colaboradores: Mapili decorações, Psicoclínica, psicólogos Carla Souza, Vanessa Melo, Wanderson Meroti, Eliane Ortiz, Gazin, Juba Supermercados, laboratório exame.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Propaganda

caceres

Mato Grosso enfrenta a pior seca dos últimos 100 anos e rio Paraguai quase desaparece; veja vídeo

Publicados

em

Um internauta fez um vídeo impressionante, mostrando a situação do famoso rio Paraguai – aquele da música Chalana, do Almir Sater (lá embaixo tem o vídeo e nas imagens da pra se ter o contraste do que era o rio e como está hoje).

A região Centro-Oeste sofre a pior seca e mais longa dos últimos 100 anos.  Com graves consequências para a fauna e flora.  O rio Paraguai atingiu nesta terça-feira (28/09) a altura negativa de -34 centímetros na régua de medicação.

A marca supera os 32 centímetros negativos (-32 cm) registrados nos dias 23 e 25 de outubro do ano passado, segundo monitoramento do Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste, organização militar subordinada ao Comando do 6° Distrito Naval da Marinha do Brasil. Em 2020, houve a maior estiagem em 50 anos.

 

Projeções do Serviço Geológico do Brasil – CPRM indicam para marcas ainda mais baixas e que podem se igualar a seca de 1910, quando em outubro daquele ano, o nível mínimo do rio Paraguai, em Ladário, chegou aos 48 centímetros negativos (-48 cm).

“Os modelos começam a indicar a tendência à estabilização do nível d’água em algumas estações. Considerando que para as próximas semanas, as precipitações previstas na bacia serão pouco significativas, o rio Paraguai continuará a apresentar a tendência ao declínio do seu nível principalmente a partir da estação de Ladário e a jusante da mesma”, informa o boletim do Serviço Geológico do Brasil – CPRM.

O maior ciclo de seca registrado no Pantanal foi de dez anos consecutivos (1964 a 1973). Nesse ciclo, o nível mínimo foi de 61 centímetros abaixo do zero da régua, ocorrido em 1964, segundo a Embrapa Pantanal.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana