economia

Vigilância sanitária fecha tradicional restaurante após cliente flagrar barata

Publicado


source

Brasil Econômico

barata pedido massas dourado santos
Reprodução

Vigilância sanitária fechou tradicional restaurante de Santos Massas Dourado após cliente encontrar barata no pedido

O restaurante Massas Dourado, tradicional estabelecimento na Ponta da Praia, em Santos (SP), foi fechado nesta segunda-feira (12) pela vigilância sanitária. O local é acusado de servir ‘barata gratinada’, supostamente entregando um pedido com uma barata a um cliente, que flagrou o inseto ao lado de suas batatas. O episódio ocorreu no fim de agosto, mas só agora o estabelecimento foi alvo da vigilância sanitária.

A barata teria sido servida misturada a frango, farofa e batatas no prato de Alexandre Corrêa, repórter-cinematográfico. Segundo ele, o inseto estava dentro da embalagem da refeição, comprada no restaurante da Ponta da Praia e levada diretamente para sua casa.

“Comprei o frango e, quando abrimos em casa, veio a surpresa. A minha esposa viu a barata. Imagina a situação. Voltei lá para devolver e um dos donos, que estava no caixa, nem deu muita bola para a situação”, contou Alexandre ao jornal de Santos A Tribuna .

Antes da atuação da vigilância sanitária , o restaurante Massas Dourado já havia sido multado pela prefeitura de Santos, que julgou a denúncia como procedente. O estabelecimento tem mais de 50 anos de tradição na Baixada Santista.

A Secretaria de Saúde de Santos informa que o estabelecimento foi fiscalizado pela Seção de Vigilância Sanitária (Sevisa) no dia 9 de setembro e autuado em R$ 1.868,84 após confirmação parcial de uma denúncia e devido às condições da casa de massas. Além disso, o restaurante também foi intimado para providências, dentre elas a limpeza rigorosa local, o armazenamento adequado de alimentos e a atualização da dedetização.

Passsado o prazo para cumprimento das medidas sanitárias estipuladas, o local foi alvo de nova vistoria, que constatou o não cumprimento das condições para o funcionamento. Assim, o restaurante teve as atividades comerciais interditadas. Após uma nova denúncia, equipe da vigilância sanitária voltou à casa de massas na manhã desta segunda e verificou funcionamento irregular. Intimado, o proprietário do local fechou o comércio.

Comentários Facebook
publicidade

economia

Maioria dos reajustes até outubro teve ganhos reais, diz Dieese

Publicado


A maioria dos reajustes salariais no país, considerando o período do início do ano até outubro, resultou em ganhos reais para os trabalhadores (acima da inflação). Em 41% das negociações houve reajustes superiores ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Os dados, divulgados hoje (24), são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Segundo o levantamento, 18,3% dos reajustes trouxeram ganhos de até 0,5%; 12,8% tiveram ganhos entre 0,51% e 1%; 6,6%, ganhos de 1,1% a 2%; e 3,3% ganho real acima de 3%. Os reajustes iguais ao INPC foram observados em 31% das negociações; e em 28% ficaram abaixo da inflação medida pelo índice.

Outubro

No décimo mês do ano, 48,3% dos reajustes salariais analisados na data-base de outubro ficaram abaixo do INPC. O percentual de reajustes iguais à inflação atingiu o patamar de 20,7%; e 31% das negociações no mês trouxeram aumentos reais.

Em outubro, ante uma inflação de 3,89% nos 12 meses anteriores (INPC), o percentual de reajustes iguais a 0%, ou seja, a manutenção do salário sem acréscimo nenhum atingiu o patamar de 12,1% das negociações. É a terceira maior incidência no ano, atrás somente de maio (16,4%) e julho (12,6%).

Este ano, 676 negociações não tiveram reajustes, o que representam cerca de 9% do total. Para comparação, em 2019 foram observadas 39 negociações sem reajustes salariais, o que corresponde a 0,3% do total analisado no ano.

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana