Cuiabá

Vice-prefeito destaca responsabilidade e assegura entrega do viaduto Murilo Domingos em abril

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, destacou que a Prefeitura de Cuiabá agiu com extrema responsabilidade ao atender ao pedido para a extensão do prazo de conclusão do viaduto Murilo Domingos. A solicitação foi feita pela empresa responsável pela execução da obra, em dezembro de 2020, após identificar a necessidade de substituição de solo em uma das cabeceiras que faz a ligação entre a pista e a estrutura.

Conforme explicado pelo vice-prefeito a nova data de entrega, marcada para abril, é o período necessário para que todos os procedimentos pertinentes sejam realizados com eficiência e, ao fim, a população usufrua de uma obra de qualidade e segurança. Stopa reforçou ainda que solucionar o problema já de início é a melhor maneira de evitar futuros problemas estruturais e desperdício do dinheiro público.

“Se agíssemos com irresponsabilidade e fizéssemos a ligação da pista com o viaduto sem a substituição do solo, daqui a quatro ou cinco anos, talvez fosse necessário interditar e refazer a obra. Isso, além dos transtornos no dia a dia do cidadão, também geraria novos custos ao erário. Não adianta passar por cima desses problemas inesperados sem resolvê-los já no início”, argumentou.

De acordo com o relatório técnico apresentado ao Município, na cabeceira nº 2 (no sentido da Avenida Fernando Corrêa da Costa — Unic) foi encontrado na área de aterramento uma camada de barro com profundidade de 1,6 metro. Dessa forma, a empresa precisará remover essa camada por completo e substituir por um solo de melhor qualidade, já que, conforme as normas técnicas, o processo de aterro deve ser efetuado sobre uma base sólida.

Com base nos apontamentos feitos pela equipe de engenharia da empresa e da Secretaria de Obras Públicas, Stopa lembrou que há muitos anos Cuiabá vem sofrendo pela ausência de cuidado na execução de algumas obras. Segundo ele, essa é uma marca que a Prefeitura de Cuiabá não carrega e, dessa forma, continuará adotando todas as medidas cabíveis para garantir qualidade nos serviços prestados à população.

“Sabemos que a população está ansiosa, que o trânsito na região está um pouco mais complicado, mas voltamos a pedir um pouco mais de paciência. Não vamos entregar obras que depois ficarão como uma herança ruim. Cuiabá até hoje sofre com isso, por conta das obras da Copa. Temos hoje a herança de trincheiras e viadutos que rotineiramente precisam ser interditados para realizar o conserto. Isso não irá acontecer com nossas obras”, pontuou.

O VIADUTO

O viaduto é construído na Avenida Manoel José de Arruda (Beira Rio) também constará com uma estrutura semelhante. A estrutura tem 200 metros de extensão e 18 metros de largura e recebe o investimento de R$ 13.992.929,79. O viaduto é batizado em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, Murilo Domingos, falecido aos 78 anos.

Neste momento, paralelo ao trabalho de substituição do solo, os operários atuam no levantamento do muro em escama de terra armada nas duas pontas do elevado. Também já foi realizado o processo de instalação do sistema de iluminação de LED na parte superior do viaduto. Posteriormente, será executado o serviço de pavimentação da pista de rolamento, acompanhado da sinalização viária horizontal e vertical. 

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Pinheiro é eleito presidente do Consórcio do Vale do Rio Cuiabá e assegura atuação no resgate da região

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito Emanuel Pinheiro foi eleito, por unanimidade, o novo presidente do Consórcio do Vale do Rio Cuiabá. A escolha pelo nome do gestor da Capital foi feita pelos 13 prefeitos das cidades que integram a associação, na manhã desta sexta-feira (15), na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Pinheiro assegura que irá trabalhar para promover o resgate da importância política, econômica e social da região metropolitana.

“É preciso entender que, quando mais se precisou, nós fomos a mola propulsora para o crescimento do nosso estado. Esse resgate da nossa importância na geografia política, econômica e social é um dos principais vetores da nossa gestão. Por isso, vamos fazer desse consórcio um modelo de gestão compartilhada, que é a gestão do futuro. É de onde tudo começou que vamos mostrar como é fazer uma gestão compartilhada de sucesso”, disse.

Pinheiro agradeceu a confiança recebida dos gestores municipais e também o trabalho de articulação realizado pelo deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho. O chefe do Executivo cuiabano lembrou de todo sacrifício feito pela região para que o desenvolvimento se estendesse ao longo de todo estado e destacou que agora é o momento de verdadeiramente reconhecer toda a contribuição dos 13 municípios.

“Agradeço ao voto de confiança nesse momento muito especial. É um momento que marca a reunião da região pioneira e dos desbravadores de Mato Grosso, que é a Baixada Cuiabana. Nós somos a capital do estado. Foi aqui que tudo começou. Somos a favor de que se reconheça que essa região abriu mão de quase três séculos de desenvolvimento para que Mato Grosso pudesse crescer”, comentou o prefeito.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, que conduziu o evento, reforçou a necessidade de municípios de maior porte, como Cuiabá e Várzea Grande, participarem de forma mais efetiva do Consórcio do Vale do Rio Cuiabá. Segundo ele, com essa união é possível fazer com que o desenvolvimento chegue às cidades que possuem um menor aporte financeiro e, consequentemente, gere uma série de benefícios aos seus habitantes.

“Os municípios pequenos da Baixada Cuiabana são os que possuem menos recursos. É por isso que há uma grande migração de conterrâneos de outras cidades para Cuiabá. Essas pessoas vêm em busca de emprego, habitação, renda, saúde e educação. Se Cuiabá e Várzea Grande participam ativamente do consórcio, eles ajudam a fortalecer e a fazer o desenvolvimento chegar nesses municípios periféricos”, explicou.

Criado em dezembro de 2005, o Consórcio Vale do Rio Cuiabá é formado por Cuiabá, Várzea Grande, Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Poconé, Rosário Oeste e Santo Antônio de Leverger. Com uma área aproximada de 76 mil quilômetros quadrados, esses municípios somam mais de 1 milhão de habitantes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana