artigos

Vencer a crise demanda trabalho e fé

Publicados

em

Por Paiva Netto

Jesus, em Seu Evangelho, consoante Lucas, 4:4, recordando o Deuteronômio de Moisés, adverte: “Nem só de pão vive o homem, mas de toda a Palavra de Deus”. Igualmente ocorre na Economia. Contudo, quantos dão a merecida importância ao ensinamento? A não ser quando a dor bate.

Por oportuno, reporto-me ao que proferi durante Prece ao Divino Estratego, em janeiro de 1991:

Grandes nações avantajaram-se nas horas de embate; os mais destacados caracteres revelaram-se nas ocasiões tempestuosas. A crise é o teste da inteligência. A luta instiga o nosso valor. Por que temer os desafios? É a maneira escolhida por Deus para premiar a nossa capacidade. E qualquer vitória no campo espiritual e físico exige sacrifício.

Um fato singular é digno de apontamento: Jesus sobrepujou a dolorosa crise da crucificação! Quando julgaram havê-Lo morto, ao erguer o Seu corpo dorido para escárnio da multidão em suspense, foi então que O glorificaram, colocando-O acima da craveira comum. E todos os povos, perante a História, puderam contemplá-Lo. Depois, houve a magnífica Ressurreição…

Como exclamou o Irmão Flexa Dourada (Espírito), pela psicofonia do sensitivo cristão do Novo Mandamento Chico Periotto, durante manifestação espiritual no Rio Grande do Sul: “Feliz de quem suporta a prova com resignação, mas suporta mesmo! Para os Céus, é isso que importa!”

E foi assim que Jesus fez: suplantou o martírio da crucificação! Em seguida, como fênix, ressurgiu vitorioso das cinzas da morte, razão por que Deus Lhe confirmou o Poder.

Você não entende bem o Poder de Jesus?!

Vamos, então, continuar a analisá-lo juntos.

Valorizar o Capital de Deus

O exemplo de fé do Divino Mestre inspira-nos coragem, tendo em vista o panorama planetário, que suscita vigorosa criatividade para superar os óbices que pelo caminho aparecerem, mormente os econômico-financeiros. É inadiável valorizar o Capital de Deus, ou seja, a criatura humana e seu Espírito Eterno, molas propulsoras do progresso, o cerne da economia altruística, segundo escrevi, em 1987, na Folha de S.Paulo.

O social vem pelo espiritual

E retorno a um ponto que considero indispensável termos sempre em pauta: a reforma do social vem pelo espiritual. Em 1983, no Programa Boa Vontade, exibido na época pela Band, fiz este comentário:

Muita gente pensa que Jesus seja uma ficção religiosa ou uma figura apenas a ser lembrada nos respeitáveis cultos das devoções cristãs. Todavia, vamos além. Estamos convictos de que o Sublime Taumaturgo deva ser constantemente perquirido, porque, em Suas prédicas, encontramos não só o lenitivo, mas a resposta para as indagações que nos afligem. É Ele Quem diz: “Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu não vos dou a paz do mundo. Eu vos dou a Paz de Deus, que o mundo não vos pode dar. Não se turbe o vosso coração nem se arreceie, pois estarei convosco, todos os dias, até ao fim do mundo” (Evangelho do Cristo, segundo João, 14:27; e Mateus, 28:20).

Trata-se de uma promessa e tanto, sobre a qual precisamos meditar, pois há bastante que aprender com Ele.

José de Paiva Netto é Jornalista, radialista e escritor – [email protected] — www.boavontade.com

 

Comentários Facebook
Propaganda

artigos

Surto de Hepatite Infantil Aguda deixa países em alerta

Publicados

em

Por Mayara Meotti

Você provavelmente já ouviu falar do surto de hepatite infantil aguda de causa desconhecida, que está ocorrendo em pelo menos 25 países, inclusive no Brasil, e vem causando preocupação.

Vamos começar explicando que a hepatite é uma inflamação do fígado causada por uma variedade de vírus infecciosos e agentes não infecciosos, existindo 5 cepas principais do vírus referidas como tipos A, B, C, D e E e que podem levar a sérios problemas de saúde, podendo ser fatais em alguns casos.

Estes casos de hepatite aguda de causa ainda desconhecida, ocasionam uma inflamação do fígado de forma abrupta, com enzimas hepáticas acentuadamente elevadas. Conforme o Instituto Butantan, o adenovírus foi detectado em pelo menos 74 casos; sendo que em 18 casos, testes moleculares identificaram a presença do adenovírus F tipo 41 e em 20 foi identificada a presença do SARS-CoV-2. Além disso, em 19 houve uma co-infecção por SARS-CoV-2 e adenovírus.

Segundo a OMS, os vírus comuns que causam hepatite viral aguda (vírus da hepatite A, B, C, D e E) não foram detectados em nenhum desses casos. Viagens internacionais ou conexões em outros países não foram identificados como fatores da doença. Sua real causa ainda está sob investigação pela OMS.

Por isso é fundamental que as vacinas contra alguns tipos de hepatite estejam em dia. Assim é possível descartar os vírus que a pessoa está imune e pesquisar a verdadeira causa da hepatite aguda.

Dados da OMS mostram que cerca de 4,5 milhões de mortes prematuras poderiam ser evitadas em países de baixa e média renda até 2030 por meio de vacinação, testes de diagnóstico, medicamentos e campanhas educativas.

A estratégia global da OMS, endossada por todos os Estados Membros, visa reduzir as novas infecções por hepatite em 90% e as mortes em 65% entre 2016 e 2030.

Portanto pais e mães não deixem de completar o ciclo vacinal de seu filho, você estará preservando a vida dele e a de vocês e ajudando o país a exterminar tipos de doenças que só com a prevenção podem ser evitadas.

Mayara Meotti é enfermeira da Saúde Livre clínicas de vacinação

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana