economia

Veja como sacar o FGTS emergencial, liberado a partir desta quarta

Publicados

em


source
Saque do FGTS: Liberada consulta do valor de até R$ 1 mil
Reprodução: ACidade ON

Saque do FGTS: Liberada consulta do valor de até R$ 1 mil

A Caixa Econômica Federal deposita nesta quarta-feira (20) o primeiro lote do Saque Extraordinário do FGTS para 3,9 milhões trabalhadores nascidos em janeiro. Serão mais de R$ 2,7 bilhões. Ao todo, mais de 42 milhões de trabalhadores têm direito ao saque emergencial de até R$ 1 mil de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia.

No dia 30 será a vez de quem faz aniversário em fevereiro. Os saques extraordinários vão ocorrer até 15 de junho. Quem perder a data terá até 15 de dezembro de 2022 para retirar a grana.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

“É o mesmo raciocínio que tivemos no pagamento do Auxílio Emergencial: o objetivo é de otimizar (o processo) e não ter filas, apesar de toda a operação acontecer pelo app Caixa Tem”, explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante uma transmissão ao vivo de tira-dúvidas do saque do FGTS nesta terça-feira, dia 19.

O valor a ser liberado vai depender do saldo que cada pessoa possui no FGTS, considerando a soma dos valores disponíveis de todas as suas contas do FGTS. A maioria dos trabalhadores terá o recurso creditado automaticamente em uma conta criada no aplicativo Caixa Tem. Outra parcela informou através do aplicativo do FGTS um outro banco e outra conta bancária para o recebimento dos valores.

A Caixa informou que trabalhadores que contrataram empréstimos para antecipação do saque-aniversário estão com a conta vinculada do FGTS bloqueada e não poderão efetuar o saque extraordinário de até R$ 1 mil.

“Se houver um valor total que, tirando o valor (da garantia) do saque aniversário, não há saldo na conta, então não pode fazer o saque. O grande ponto é que o saque (extraordinário) é de até R$ 1 mil. Se você tiver, por exemplo, R$ 400 na conta e não tiver feito nenhum tipo de crédito com garantia, você pode pegar os R$ 400; se você tiver R$ 3 mil, poderá pegar R$ 1 mil; e se você tiver os mesmos R$ 3 mil, mas R$ 2,5 mil como garantia desse crédito (saque aniversário), poderá tirar R$ 500”, afirmou o presidente da Caixa.

Leia Também

Como conferir o saldo

A consulta ao saldo pode ser feita ainda pessoalmente, no balcão de atendimento de agências da Caixa, no site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS, que pode ser baixado gratuitamente no celular pela Apple Store ou Play Store.

Na página da Caixa Econômica na internet é preciso informar o NIS (PIS/Pasep), que pode ser consultado na carteira de trabalho ou em algum extrato antigo que o trabalhador tenha, e usar uma senha cadastrada pelo próprio trabalhador. É possível usar ainda a Senha Cidadão. A página oferece a opção de recuperar a senha, mas é preciso informar o NIS.

Quem tem o SMS cadastrado vai receber o valor do saque por mensagem no celular. A adesão é simples: basta acessar a página da Caixa na internet ( https://www.caixa.gov.br/ ), selecionar a opção FGTS, Entrar, “Mensagem via Celular”, informar o número do NIS ou PIS/Pasep e clicar no botão Cadastrar Senha. Pronto! Seu acesso já está liberado. Basta agora selecionar Serviços no Celular.

O acompanhamento online das informações do FGTS permite ao trabalhador a gestão da regularidade dos depósitos em sua conta vinculada.

Outra forma de receber o extrato do FGTS é em casa a cada dois meses. O trabalhador deverá informar seu endereço completo na página da Caixa, em uma agência bancária ou pelo telefone 0800 726 01 01.

Calendário de saque do FGTS

Data de liberação Mês de aniversário

  • 20 de abril Janeiro
  • 30 de abril Fevereiro
  • 4 de maio Março
  • 11 de maio Abril
  • 14 de maio Maio
  • 18 de maio Junho
  • 21 de maio Julho
  • 25 de maio Agosto
  • 28 de maio Setembro
  • 1º de junho Outubro
  • 8 de junho Novembro
  • 15 de junho Dezembro

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Petrobras: Senador quer que STF investigue interferência de Bolsonaro

Publicados

em

source
Bolsonaro é acusado de interferir na Petrobras
Isac Nóbrega/PR

Bolsonaro é acusado de interferir na Petrobras

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o presidente Jair Bolsonaro (PL) por suposta interferência na Petrobras. A ação é motivada após o ex-presidente da companhia Roberto Castello Branco afirmar, em um grupo privado, que seu antigo telefone tinha provas que poderiam incriminar o mandatário.

Em um grupo privado de mensagens com economistas, Castello Branco diz que antigo seu celular corporativo tinha mensagens e áudios que provavam que Bolsonaro tinha interferido na Petrobras. O caso foi antecipado pelo site “Metrópoles”.

O aparelho foi devolvido à companhia após Castello Branco ter deixado a presidência da Petrobras, no início do ano passado. Na conversa, o ex-presidente não detalha quais seriam os crimes que Bolsonaro teria cometido.

No pedido ao STF, Randolfe pede, além da abertura do inquérito contra Bolsonaro, por parte da Procuradoria-Geral da República (PGR), que Castello Branco preste depoimento sobre o caso e que o celular citado seja apreendido para ser periciado. O senador pede também que as mensagens que eventualmente forem encontradas sejam divulgadas.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

“Solicitamos a Vossa Excelência que se oficie ao Procurador-Geral da República para analisar a abertura de inquérito investigativo em face do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, para que esclareçam os fatos e os eventuais crimes cometidos por ele contra o erário público, com a tomada urgente de depoimento do Sr. Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras, e de Rubem Novaes, ex-presidente do Banco do Brasil, bem como a tomada das medidas acautelatórias indispensáveis ao esclarecimentos dos fatos, tais como a busca e apreensão do telefone celular indicado, a sua perícia e a imediata publicidade sobre os conteúdos que digam respeito ao caso, que contempla manifesto interesse público subjacente”, disse no documento.

Randolfe pede ainda que a apreensão do celular seja feita o mais rápido possível a fim de evitar que o conteúdo das mensagens sejam apagados.

“Tal medida acautelatória é, por pressuposto, urgente, na medida em que há real risco de iminente apagamento de todos os dados que porventura impliquem o Presidente da República em atos criminosos.”

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana