mato grosso

Várzea Grande comemora 154 anos com investimentos de mais R$ 130 milhões em diversas áreas

Publicados

em


Várzea Grande, com quase 300 mil habitantes, comemora neste sábado, 15 de maio, seu 154º aniversário, com ações do Governo do Estado em infraestrutura rodoviária, urbana, educacional e na área de saúde, cujos investimentos somam, na atual gestão, mais de R$ 130 milhões.

São obras de duplicação de avenida, pavimentação de rodovia, construção de pontes, reforma de escolas, em conjuntos habitacionais, complexo penitenciário e no Hospital Metropolitano.

Também na atual gestão estadual, o município recebeu, em repasses obrigatórios, cerca de R$ 265 milhões relativos a ICMS, IPVA, Fethab, assistência à saúde, assistência social e transporte escolar.

Em convênio com o município, foram investidos R$ 27 milhões na duplicação de 10 quilômetros na Avenida Filinto Müller, em drenagem, pavimentação, calçadas, meio fio, sarjeta, sinalização, paisagismo e iluminação em LED, além de R$ 2,19 milhões na ponte de concreto sobre o Ribeirão dos Cocais, na MT-050, entre os distritos de Praia Grande, em Várzea Grande, e Cedral, em Nossa Senhora do Livramento.

Duplicação da Avenida Filinto Muller /Secom/MT

Está em execução a construção da ponte sobre o Rio Cuiabá, com 320 metros de extensão, interligando o Parque do Lago, em Várzea Grande, e Parque Atalaia, em Cuiabá, cujos investimentos somam R$ 40,428 milhões.    

Está previsto o recapeamento de 212 mil metros quadrados em ruas e avenidas do município, com aplicação de concreto betuminoso. Entre elas, 2,74 quilômetros de pista dupla da Avenida da FEB.

Habitação, saúde e segurança – O Governo do Estado garantiu quase R$ 10 milhões na retomada e conclusão do residencial Santa Bárbara, no bairro Jardim Maringá II. Foi construído o sistema de tratamento de água e esgoto, composto por cinco etapas, em 18 prédios de cinco pavimentos, além de área de lazer e estacionamento.  

Entrega de chaves do residencial Santa Bárbara – Foto: Christiano Antonucci

Pelo PPI Favelas, estão sendo investidos R$ 8,362 milhões na urbanização de assentamentos e residenciais nos bairros Icaraí e Parque São João (270 unidades), Padre José Carniel (566 unidades) ,Colinas Douradas I (1 mil unidades).

Após 10 anos, foi inaugurado em junho do ano passado o Complexo Penitenciário de Jovens e Adultos Ahmenon Lemos Dantas. Considerado o maior do Estado, tem capacidade para abrigar 1.008 presos. Foram investidos cerca de R$ 28,3 milhões, entre recursos do Ministério da Justiça e do Governo do Estado.     

Complexo Penitenciário de Várzea Grande – Foto: Mayke Toscano

Além da penitenciária, o Governo, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), pavimentou 13,4 quilômetros da MT-351, em Várzea Grande, permitindo o acesso direto da Rodovia dos Imigrantes à unidade e ao Distrito de Limpo Grande.

Foram investidos R$ 16 milhões, em recursos do Governo e da Assembleia Legislativa, na reforma e ampliação do Hospital Metropolitano, referência no atendimento e tratamento de casos graves da Covid-19.

Em fevereiro de 2020, antes da pandemia, dispunha de 58 leitos clínicos e 10 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adulto. Em maio, passou contar com 238 leitos clínicos e 40 UTIs.  A reforma contemplou ainda a construção de estrutura para acomodação de leitos clínicos e UTI emergencial para o combate à Covid-19.  

Hospital Metropolitano – Foto: Marcos Vergueiro

Educação – Por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), está em reforma a Escola Estadual Arlete Maria da Silva, no bairro Asa Bela. São 11 salas de aula, setor administrativo, cozinha, biblioteca, laboratório de informática, quadra poliesportiva com vestiários masculino e feminino e almoxarifado.

Também pela Seduc será construída uma quadra poliesportiva na Escola Estadual Macedo Rodrigues, no bairro Mapim, além da reforma completa na Escola Estadual Honório Rodrigues Amorim, na Cohab Dom Orlando Chaves.

Cestas básicas – Pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc), foram entregues, em 2020, 16,8 mil cestas básicas e 9,5 mil cobertores, por meio dos programas Vem Ser Mais Solidário e Aconchego, coordenados pela primeira-dama Virginia Mendes. Em 2019, foram 17 mil cobertores entregues.                                 

Família recebe cesta básica em Várzea Grande –  Foto: João Reis  

Repasses – Entre março de 2020 e março de 2021, Várzea Grande recebeu R$ 199,9 milhões em repasses provenientes de ICMS, IPVA Fethab; R$ 62,98 milhões para a Saúde, dos quais R$ 2,57 milhões exclusivos para prevenção e tratamento da Covid 19, entre 2019, 2020 e nos primeiros meses de 2021; e R$ 2,16 milhões, entre 2019 e 2020, em assistência social e transporte escolar.

Ações de combate à Covid – Atualmente, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) financia 10 leitos de UTI para atender pacientes com Covid-19, a um custo R$ 2 mil a diária de cada leito, num total de R$ 20 mil por dia.

Entre 2020 e 2021, pagou R$ 1,2 milhão, em verba indenizatória extraordinária, aos profissionais da SES, que atuam no município.

A SES distribuiu no município 124.158 comprimidos de Azitromicina 500mg, 22.796 de Ivermectina, 427.440 de dipirona 500 mg, 60 mil de Dexametazona 4 MG, além de vários outros como Atracúrio, Cisatracúrio, Rocurônio, Midazolam, Fentanila e Propofol .     

Também foram repassados ao município 51.165 testes rápidos da Covid-19, entre IGG e IGM e antígenos, além 105 mil máscaras cirúrgicas de uso civil, 110,25 mil máscaras cirúrgicas descartáveis, 43,5 mil luvas de procedimento (tamanhos pequeno, médio e grande), além de máscaras cirúrgicas de três camadas e N95, macacão de segurança, óculos de proteção, protetor facial e touca descartáveis.                              

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Distribuição de vacinas para lactantes e trabalhadores da assistência social é definida

Publicados

em

Mato Grosso deve iniciar, nos próximos dias, a vacinação contra Covid-19 de lactantes e trabalhadores da assistência social, conforme pactuação da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT). O colegiado de saúde definiu a distribuição para este e outros grupos das 71.440 doses de vacinas enviadas nesta sexta-feira (18.06) pelo Ministério da Saúde, sendo 37.440 da Pfizer e 34.000 da CoronaVac.

De acordo com a Resolução Nº 63, devem ser vacinadas com primeira e segunda doses do imunizante CoronaVac as lactantes de bebês de até 1 ano de idade completos. As doses correspondentes à segunda aplicação deste grupo ficarão reservadas nas Redes de Frio dos Escritórios Regionais de Saúde e entregues em data mais próxima do prazo para a aplicação. Ao todo, deverão ser contempladas com essa remessa de vacina 20% das lactantes.

O documento ressalta ainda que, completado este grupo de lactantes e caso o município ainda disponha de doses destinadas para este público, os imunizantes poderão ser destinados para a vacinação das lactantes de crianças de 1 ano e um dia de idade até 2 anos completos.

Já os trabalhadores da assistência social serão imunizados com a primeira dose da Pfizer. A pactuação prevê a vacinação de 91,6% deste público. A imunização ocorrerá conforme a relação atualizada destes trabalhadores, com base nos cadastrados do Sistema Nacional de Cadastro de Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social, mantido pelo Ministério da Cidadania.

Outros grupos

A resolução ainda definiu que um quantitativo das doses da Pfizer deverá contemplar a aplicação da primeira dose em gestantes e puérperas com comorbidades e sem comorbidades com prescrição médica, pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente grave, forças de segurança, salvamento e forças armadas, além de trabalhadores da educação.

Parte das doses da CoronaVac serão destinadas a seis municípios do Estado, que farão a segunda aplicação para conclusão do esquema vacinal dos grupos de trabalhadores da saúde, pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas, em pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, gestantes e puérperas pertencentes. Serão contemplados com essas doses os municípios de Apiacás, Campo Verde, Cuiabá, Luciara, Rondonópolis e Tesouro.

Para a vacina da Pfizer, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 12 semanas. Já para a vacina CoronaVac, o prazo da segunda dose varia entre 14 e 28 dias. O detalhamento das vacinas por público-alvo pode ser acessado no documento em anexo.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 1.572.670 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira a seguir, em anexo, a quantidade de doses que cada município vai receber.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana