GERAL

Vale retira nível de emergência de barragem em Minas Gerais

Publicados

em


A mineradora Vale anunciou nesta terça-feira (23) a retirada do nível de emergência da Barragem Itabiruçu, localizada no Complexo de Itabira, em Minas Gerais. A medida é parte do plano de retomada de produção de minério de ferro.

Segundo a empresa, a medida foi tomada após “profunda análise” das caraterísticas geotécnicas da barragem. “A partir deste momento, a barragem está desinterditada e dentro dos parâmetros legais de segurança”, disse a companhia, em nota à imprensa.

Barragem

A disposição de rejeitos na Barragem Itabiruçu foi suspensa temporariamente pela Vale em outubro de 2019, seguindo avaliação da própria empresa e de órgãos de fiscalização externos. Durante a paralisação, a barragem adotou o protocolo de emergência em Nível 1, em linha com recomendação da Agência Nacional de Mineração (ANM). O protocolo em Nível 1 não requer evacuação da população a jusante. “Ao longo desde período, permaneceu válida a Declaração de Condição de Estabilidade (DCE)”, informou a mineradora.

A retirada do nível de emergência ocorreu depois de extensa campanha de investigação geotécnica da estrutura, que durou cerca de um ano. Nesse período, com apoio de empresas especializadas, como o Engineer of Record (EoR), foram efetuados diversos estudos de fundação, geologia, método construtivo, entre outras áreas, que indicaram, com maior precisão, as condições atuais da barragem. Todo o trabalho foi acompanhado pela assessoria técnica do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e validado pela ANM.

Itabira

A Vale informou ainda que, em 2020, foram produzidas 23,9 milhões de toneladas (Mt) de minério de ferro no complexo de Itabira, bem abaixo dos 40 milhões de toneladas por ano (Mpta) de capacidade potencial do complexo. Segundo a empresa, estão sendo feitas investigações geotécnicas complementares para determinar as medidas de engenharia necessárias à continuidade das obras de alteamento da barragem. Tais obras vão aumentar a flexibilidade operacional do complexo, enquanto os projetos de filtragem de rejeitos como solução definitiva para o complexo vão sendo implementados, com expectativa de conclusão em 2022.

De acordo com a companhia, “a adequação da segurança da barragem Itabiruçu reforça o compromisso da Vale em ser uma das mineradoras mais seguras do mundo, e é mais um passo importante na retomada dos 400 Mtpa de capacidade de produção de minério de ferro no final de 2022”, concluiu a nota.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Propaganda

GERAL

Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra neste sábado

Publicados

em


A tripulação da Inspiration4 – a primeira missão espacial totalmente composta por civis  deve pousar nas águas do Atlântico às 20h06 (horário de Brasília) deste sábado (18).

Segundo informa a empresa responsável pela aventura, a SpaceX, o módulo Crew Dragon onde estão os astronautas deu início aos procedimentos de descida na noite de sexta-feira (17), com a ativação de propulsores para reduzir a altitude e fazer o alinhamento ao solo.

Ainda na noite de sexta, os tripulantes da missão orbital fizeram uma ligação inusitada para a Bolsa de Nova York para participar de uma campanha de arrecadação de verbas para o hospital infantil St. Jude – a maior finalidade da empreitada espacial.

Ao longo dos três dias em que ficaram a cerca de 575 quilômetros de altitude, os integrantes da Inspiration4 fizeram transmissões ao vivo e conversaram com internautas e crianças internadas no St. Jude. Segundo informa o controle da SpaceX, os astronautas assistiram 25 vezes ao nascer e ao pôr do sol durante as dezenas de voltas ao redor da Terra.

A escotilha de observação da Crew Dragon também foi destaque entre as curiosidades da missão. É a maior cúpula já feita para observação espacial em uma aeronave. Veja as imagens capturadas pela SpaceX:

Durante o voo, os tripulantes realizaram também alguns experimentos médicos para avaliar o impacto da altitude sobre o corpo humano. Testes cognitivos e aferições sanguíneas e de radiação dos tripulantes foram realizados várias vezes durante a jornada.

O voo, considerado um marco na história da aviação aeroespacial, partiu no dia 15 de setembro rumo à órbita terrestre. Esta missão é a primeira da SpaceX a não ter o envolvimento da agência aeroespacial norte-americana Nasa em nenhuma das etapas de lançamento.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana