TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Usuários externos podem sanar dúvidas do PJe pelos canais de atendimento

Publicados

em


O Poder Judiciário de Mato Grosso mantém o Portal de Atendimento SDM (https://sdm.tjmt.jus.br/) e o telefone 3617-3900 como canais diretos com os usuários do Sistema Processo Judicial Eletrônico (PJe).
 
Tanto usuários internos (magistrados e servidores), quanto externos (advogados e operadores do Direito), que necessitarem de suporte em relação ao sistema eletrônico usam o suporte ofertado pela equipe de técnicos da central de atendimento Coordenadoria da Tecnologia da Informação (CTI) do Tribunal.
 
“Atualmente, o PJe é o principal serviço utilizado pelos usuários dos sistemas do TJMT. O suporte ao usuário está disponível aos advogados e operadores do Direito das 6hs à meia-noite, 7 dias por semana”, destaca o diretor do Departamento de Suporte da TI do Tribunal, Marcos Gomes.
 
De acordo com o diretor, mesmo com a suspensão de prazos processuais e durante todo o recesso forense, o PJe nunca paralisou as atividades, exceto em momentos de manutenção ou atualizações realizadas pela TI com objetivo de atender a contento aos usuários da plataforma. Porém, sempre que há este tipo de ação, o TJMT emite um comunicado informando que o PJe está indisponível.
 
Dificuldades com o PJe use um dos canais: Telefone: 65 3617-3900 ou abertura de chamado: sdm.tjmt.jus.br
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Comentários Facebook
Propaganda

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Mestrado acadêmico: aula magna será realizada nesta quinta-feira

Publicados

em


O desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF), Aluísio Gonsalves de Castro Mendes, que é professor titular de Direito Processual Civil da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), ministra aula magna do mestrado acadêmico em Direito para a área de concentração “Pensamento Jurídico e Relações Sociais”, nesta quinta-feira (24), às 19h (horário de Mato Grosso).
 
O evento será transmitido pelo canal oficial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) no Youtube e abre a programação do mestrado acadêmico oferecido pelo Poder Judiciário de Mato Grosso. A pós graduação, que tem como linha de pesquisa será “Teoria e Filosofia do Direito (com ênfase em sistemas de justiça e aspectos constitucionais e processuais)”, é realizada pela Escola Superior da Magistratura (Esmagis-MT), em parceria com a UERJ e a Faculdade Instituto de Pesquisa e Ensino (Faipe).
 
Aluísio Gonsalves de Castro Mendes é Pós-Doutor pela Universidade de Regensburg (Alemanha); Doutor em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR); Mestre em Direito – Johann Wolfgang Goethe – Universitat; E mestre em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).
 
O juiz do 3º Juizado Especial Cível de Cuiabá, Antônio Peleja Júnior, membro do corpo docente da Esmagis, destaca que o mestrado é uma oportunidade única dos magistrados do Judiciário de Mato Grosso ofertada pelo Tribunal e parceiros de se qualificarem com uma instituição tão gabaritada quanto a UERJ.
 
Peleja lembra que fazem parte do corpo docente da instituição grandes nomes do meio jurídico como os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux e Luís Roberto Barroso, e já passou o ícone do Processo Civil, José Carlos Barbosa Moreira, falecido em 2017.
 
A desembargadora Maria Erotides que deixa a diretoria da Esmagis no final de fevereiro ressalta que, a escola busca atender todas as demandas dos magistrados. Os temas dos cursos são escolhidos de acordo com a necessidade deles e após conversa com os desembargadores, especialmente com o Corregedor-Geral da Justiça.
 
Mestrado – A pós-graduação foi lançada em dezembro de 2020 com 22 vagas disponibilizadas para desembargadores e juízes mato-grossenses, uma vaga destinada ao Faipe e duas vagas de livre concorrência, sendo, totalizando, 25 vagas. Veja a lista de aprovados AQUI.
 
O curso terá início em março de 2021 e os discentes deverão defender a dissertação de mestrado até o mês de março de 2023. As aulas serão presenciais ou remotas, seguindo os critérios definidos pelo Colegiado do Programa de Pós-graduação, em consonância com as regras gerais da UERJ e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC).
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana