agora quando

UNICRED MT: 29 anos de história e evolução

Publicados

em


Reprodução

Presidente da Unicred Ronivaldo Lemos

Ronivaldo Lemos

A Unicred Mato Grosso completa 29 anos. Quando surgimos, no dia 5 de fevereiro de 1991, éramos um grupo formado por 41 médicos. De lá para cá, muita coisa mudou, no mundo e na nossa cooperativa. Hoje, somos mais de 13,5 mil médicos, profissionais da saúde e empresários que são cooperados e donos dessa instituição financeira sólida, forte e rentável.

 

Crescemos de forma exponencial com o esforço de cada um que contribuiu para que a Unicred MT se tornasse a oitava maior instituição do Sistema Unicred e uma das 100 maiores cooperativas de crédito do país.

 

Começamos em Cuiabá, com um atendimento restrito, e hoje estamos presentes em oito municípios do estado, com um grande portfólio de produtos financeiros, gerindo ativos na ordem de R$ 722 milhões. Somos grandes e ainda temos muito para crescer e avançar.

 

Você poderia imaginar, há 29 anos, que hoje seria tão simples usar o celular para depositar cheques, aplicar dinheiro, pagar contas, onde quer que esteja? Em dois anos, saímos de pouco mais de 45% de transações online para 62%. Nossos cooperados querem comodidade, rapidez e segurança e isso nos faz acelerar para poder atende-los cada vez melhor.

 

Foi pensando nisso que tomamos as primeiras medidas, tão logo assumimos a gestão da Unicred MT há cinco meses. Desburocratizamos os processos, enxugamos a estrutura operacional em 10%, sem perder a qualidade ou impactar no atendimento, e colocamos todo o empenho na área de negócios. O resultado foi o aumento na venda de produtos, novas linhas de crédito e melhores negociações. E a partir de março começa a funcionar a nova plataforma de investimentos, fruto da parceria com a Genial.

 

Tudo isso acontecendo no meio de significativas alterações na política econômica nacional, com queda acentuada na taxa Selic de 14,25% para 4,5% ao ano.

 

Levando em consideração que 75% dos resultados da instituição provém da sua carteira de crédito, o impacto na redução dos juros básicos da economia torna indispensável que tenhamos um olhar mais focado no relacionamento completo com nossos cooperados.

 

Números. Dados. Mas o mais importante é que esse novo cenário demandou uma nova postura da Diretoria e do Conselho de Administração. Decisões firmes e agilidade são cruciais e vão continuar sendo parte do nosso cotidiano nos próximos quatro anos, porque estamos de olho no mercado e temos clareza de onde queremos chegar.

 

Nosso objetivo é ser a principal instituição financeira do cooperado, mas 29 anos depois, somos muito mais do que operações bancárias e bits. Somos o trabalho, o suor e os sonhos de milhares de pessoas. É por eles que implementamos tantas mudanças, estamos melhorando e gastando menos.

 

Novas tecnologias. Novas técnicas de gestão. Agilidade. Nesse cenário de mudanças, só temos uma certeza constante: vamos preparar cada vez mais os nossos colaboradores, cuidar cada vez melhor do nosso cooperado e fazer com que ele se sinta cada vez mais dono dessa cooperativa. Quanto mais tecnologia tivermos, mais humanos seremos.

 

Parabéns, Unicred Mato Grosso!!!

 

*Ronivaldo Lemos é presidente da Unicred MT

Comentários Facebook
Propaganda

agora quando

A hora da colheita

Publicados

em

Por


Francisney Liberato

Francisney Liberato

Aquele que espera pelo que plantou nunca se decepcionará. Ainda que demore, o tempo certo para que todas as coisas se cumpram, não se atrasa.

 

Qual seria o momento ideal para uma colheita? Se você é um agricultor e planta o milho, quanto tempo é necessário para colhê-lo? O momento certo da colheita traz outros fatores indispensáveis para o sucesso do plantio.

 

Segundo especialistas do ramo, antes de começarmos a pensar na colheita, é relevante que se planeje o plantio. Você precisa analisar o solo adequado para se plantar o milho, avaliar se o solo precisa de correções para que a plantação seja bem-sucedida.

 

É importante deixar o espaçamento adequado para o plantio. A depender do tipo do milho, alguns podem necessitar de mais espaços, já outros tipos, não; saber escolher bem as sementes; cuidar para que as pragas não invadam e destruam a sua plantação; suprir com irrigação necessária; colocar a temperatura apropriada. O milho precisa de muita iluminação da luz solar. Guardadas as variações das espécies dos milhos, a colheita pode acontecer em cerca de três meses ou levar até dez meses.

 

Então, qual é o tempo necessário para colheita do milho? Conforme acima dito entre três e doze meses. De todo modo, o milho precisa de tempo, entre a sua preparação até chegar o momento da colheita.

 

Já temos debatidos em outros textos sobre o plantio e sempre dei ênfase, na lição de quem planta, colhe; quem não planta, não colhe. Quem planta banana, colherá banana. Quem planta melancia, colherá melancia. Não tem como ser diferente disso, é a lógica do plantio e da colheita.

 

Além dos fatores já mencionados, é importante frisarmos de que todo plantio depende de tempo para a sua maturidade.

Na nossa vida comportamental, muitos não plantam nada, e pretendem colher; outros plantam errado e desejam colher o certo. Além do mais, é necessário tempo para que o fruto esteja maduro. Ninguém em sã consciência planta a semente hoje e espera que o fruto nasça amanhã

Qual é o momento da colheita? Depende, pois assim como o milho, que existem de vários tipos e espécies, e cada qual com o seu tempo de maturidade, nós, como seres humanos não somos diferentes disso, pois, cada indivíduo tem a sua particularidade e o seu tempo para se tornar maduro. Contudo, infelizmente, alguns nunca conseguirão obter a maturidade e gozar da colheita correta.

 

Levando em consideração a criatura ímpar que é o ser humano, a variação de cada um, o solo em que ele está vivendo, o ambiente, os cuidados que têm com a sua plantação, o zelo para que a plantação dê resultados satisfatórios, é difícil o dizer o tempo exato da colheita.

 

O momento da colheita não sabemos quando será. Porém, de um cenário eu tenho certeza, quem planta, colhe, pode ser que a colheita demore um pouco, além do seu esperado, porém, no momento exato, você colherá os frutos desejados.

 

*Francisney Liberato Batista Siqueira é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso, Chefe de gabinete de Conselheiro do TCE-MT, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador, Autor dos Livros “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência” e “A arte de ser feliz”.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana