POLÍTICA MT

Ulysses Moraes indica melhorias em trecho na MT-246

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

O deputado Ulysses Moraes apresentou uma Indicação nº 1267/2022 à Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado de Mato Grosso (Sinfra) sobre a necessidade de pavimentação asfáltica da Rodovia MT-246, no trecho que interliga o Distrito de Nova Fernandópolis a Barra do Bugres.

“Essa demanda chegou através dos moradores da região que estão indignados com as condições completamente intrafegáveis da rodovia. De acordo com eles, além de não ter a pavimentação, existe um excesso de buracos nesta via”, disse Moraes.

A Indicação afirma que segundo os moradores, nenhum projeto de pavimentação asfáltica foi sequer licitado na referida região e não há planos de fazê-lo. O anunciado trecho viário é responsável por ligar o Distrito de Nova Fernandópolis, que possui mais de 200 famílias, e o Assentamento Antônio Conselheiro, que é hoje o maior assentamento da América Latina, além de outras fazendas e assentamentos nas redondezas.

“Fizemos essa indicação e esperamos que a população tenha uma solução para essa situação, visto que se trata de uma via tão importante para centenas de famílias e para o fortalecimento do comércio local. Esperamos agora uma intervenção do Poder Público na melhoria da MT-246, garantindo, assim, mais segurança para aqueles que trafegam diariamente pela supracitada rodovia. E vamos continuar cobrando por isso”, finalizou o parlamentar.

A Indicação foi lida  provada em votação única no dia 23 de fevereiro. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA MT

CFAEO promove segunda audiência sobre o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias

Publicados

em

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizou, na tarde desta quarta-feira (10), audiência pública para discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano de 2023 (PLDO-573/2022). O debate foi conduzido pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária e contou com participação de representantes da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz/MT), sindicatos, Defensoria Pública, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).

A receita total líquida para o ano de 2023 prevista na PLDO é de cerca de R$ 28,6 bilhões. O secretário-adjunto da Receita Pública da Sefaz/MT, Vinícius José Simioni da Silva, explicou os indicadores e parâmetros levados em consideração para chegar ao número apresentado na peça orçamentária. Porém, a estimativa foi alvo de questionamentos de participantes que acreditam na possibilidade de excesso de arrecadação.

Segundo o secretário-adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano, números podem ser atualizados para apresentação do projeto de lei orçamentária, que deve chegar em setembro para apreciação da Assembleia. O representante da Sefaz ainda destacou que a PLDO-2023 cria dispositivo para medir impactos e retorno econômicos das políticas públicas feitas pelo Estado de Mato Grosso.

Entre as prioridades contidas no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2023 estão manutenção de espaços educacionais, construção e reforma de estabelecimentos assistenciais de saúde, implementação de programas sociais e pavimentação e conservação de rodovias e gestão da regularização ambiental de imóveis rurais.

Representantes de sindicatos do funcionalismo público estadual cobraram a realização de concursos públicos para diferentes órgãos e secretarias e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos anos em que a correção não foi concedida. A falta de oferta de qualificação profissional e a efetividade da renúncia fiscal dada pelo governo também foram alvo de discussões.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana