GERAL

TV Brasil estreia nova programação a partir desta segunda

Publicados

em


Atrações inéditas, novas temporadas e novos horários de produções já consagradas estão em destaque na programação que a TV Brasil estreia nesta segunda-feira (4). Sempre com foco em qualidade e credibilidade, a emissora pública oferece ainda mais informação e entretenimento para o público com a nova grade.

O presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Glen Valente, ressalta que a nova programação traz novidades pensadas para fidelizar o público que já assiste à TV Brasil e para atrair novas audiências. “O conteúdo jornalístico vai aumentar, com edições aos sábados dos Repórteres locais e Repórter Brasil Noite. Vamos estrear os realities Mata Viva e Arte na Fotografia e exibir novas edições na faixa de documentários da tarde”.

Entre as estreias do canal está o seriado Mata Viva – Ciência e Aventura na Mata Atlântica, que ganha as telinhas aos sábados, às 12h15. A série documental de oito episódios acompanha o trabalho de pesquisadores que se aventuram em busca de descobertas científicas na maior reserva privada de mata atlântica do Brasil, conhecida como “Legado das Águas”. Localizada a menos de duas horas da cidade de São Paulo, a reserva conta com uma área de mais de 31 mil hectares.

Série de documentários sobre o samba na região Norte do país, Amazônia Samba, também está na lista de novidades da nova programação. No ar aos sábados às 22h45, o seriado realizado pelo sambista paraense Arthur Espíndola viaja até diversos municípios, vilarejos e comunidades do interior do Pará para entrevistar compositores que nunca tiveram oportunidade de gravar ou sequer registrar suas obras. Depois das entrevistas, a produção selecionou 24 sambas que ganharam arranjos e a interpretação de artistas consagrados da música brasileira, como Dudu Nobre, Fundo de Quintal, Leci Brandão, Leila Pinheiro, Simoninha, Pedro Luis, Moacyr Luz, João Cavalcanti, Fabiana Cozza, Toninho Geraes, Ana Costa, Pinduca, Lia Sophia, Cleide Moraes, Bilão, Arthur Espíndola, entre outros.

Reality shows

Aos domingos, às 19h30, estreia o Arte na Fotografia, primeiro reality show brasileiro sobre foto. Para atrair um universo cada vez maior de pessoas interessadas em fotografar, o programa dá dicas práticas e lições primorosas ao desafiar seis jovens fotógrafos amadores a criarem trabalhos autorais. Ao longo de oito episódios apresentados por Thalma de Freitas, os participantes competem em provas de diferentes estilos e temas, entre eles fotojornalismo, moda, dança e esporte.

Na sessão Cine Retrô de domingo, às 16h, o público poderá curtir novamente os primeiros filmes da coleção Os Trapalhões, que voltam à programação da TV Brasil. Formado por Renato Aragão (Didi), Dedé Santana, Mussum e Zacarias, o grupo de comediantes marcou gerações com o seu jeito de fazer humor. Os títulos adquiridos pelo canal têm temas diversos e vão desde as paródias de filmes clássicos a versões bem-humoradas de histórias conhecidas. No total, 15 longas-metragens produzidos entre os anos de 1967 e 1990 ganham nova exibição na emissora pública.

Inédito na TV Brasil, o programa Visite Paraná entra na grade do canal às 6h de segunda-feira. Produzido pela emissora pública TV Paraná Turismo, a produção apresenta e explora localidades paranaenses com belas paisagens, atrações turísticas, dicas de passeios, gastronomia e muitas curiosidades.

Também na nova programação, a partir da próxima segunda a sessão TV Brasil Docs ocupa o horário das 22h, logo após o Sem Censura, para exibir documentários.

O diretor de Conteúdo e Programação, Denilson Morales, conta que a nova grade da TV Brasil aumenta a oferta de produções de qualidade em sinal aberto, nos aplicativos e redes sociais, on demand e em tempo real, todos alinhados à missão da EBC. “São produtos próprios, co-produções, licenciamentos e parcerias que chegam, a partir de 4 de abril, aos lares dos brasileiros de forma gratuita e com informação, entretenimento, educação, saúde, cultura”.

TV Brasil Animada TV Brasil Animada

TV Brasil Animada tem novidades que estão no ar desde o fim de março – TV Brasil Animada

Novos dias e horários

Ganham espaço, ao vivo, na nova grade de sábado da emissora pública o Repórter Brasil Noite e os telejornais locais de Brasília, do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Com a cobertura dos principais acontecimentos do dia no país e no mundo, o Repórter Brasil Noite será exibido às 19h, com meia hora de duração. Já os noticiários locais terão 15 minutos e vão ao ar ao meio-dia, divulgando dicas de trânsito, previsão do tempo, flashes ao vivo e prestação de serviços.     

Nos domingos, a premiada atração jornalística Caminhos da Reportagem passa a ser exibida às 22h, seguida do programa de entrevistas Brasil em Pauta, também com novo horário, às 22h30.

Novidades já estão no ar

Entre as novidades da programação que já estão no ar desde o fim de março, a série de animação infantil Charlie, o Entrevistador de Coisas estreou na TV Brasil Animada, faixa com diversas atrações para as crianças. Com 26 episódios de 11 minutos e dedicada à turminha em idade pré-escolar, a produção é apresentada de segunda a sexta, às 9h05.

Também já está em exibição na TV Brasil nos domingos, ao meio-dia, a nona temporada do Samba na Gamboa – atração em que Diogo Nogueira canta com grandes intérpretes das nova e velha gerações de sambistas brasileiros e ícones da MPB. Há mais de dez anos na telinha, o programa traz agora edições que mesclam trechos musicais de episódios exibidos em outras temporadas.

Ao vivo e on demand

Acompanhe a programação da TV Brasil pelo canal aberto, TV por assinatura e parabólica. Sintonize: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Seus programas favoritos estão no TV Brasil Play, pelo site play.ebc.com.br ou por aplicativo no smartphone. O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV: tvbrasil.ebc.com.br/webtv.

Serviço

Estreia da nova programação da TV Brasil – a partir de segunda-feira, dia 04/04

Facebook – https://www.facebook.com/tvbrasil

Twitter – https://twitter.com/TVBrasil

Instagram – https://www.instagram.com/tvbrasil

YouTube – https://www.youtube.com/tvbrasil

TikTok – https://www.tiktok.com/@tv.brasil

Para saber como sintonizar a TV Brasil em sua cidade, acesse: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Propaganda

GERAL

Familiares se despedem de Dom Phillips em funeral em Niterói

Publicados

em

Familiares e amigos se despediram do jornalista Dom Phillips em um funeral realizado na manhã de hoje (26), em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. O profissional de imprensa foi assassinado no Vale do Javari, no Amazonas, onde estava a trabalho acompanhado do indigenista Bruno Pereira, que também foi morto. 

A família do jornalista britânico chegou ao cemitério Parque da Colina por volta das 9h, quando começou o velório de Phillips. A cerimônia foi seguida da cremação de seus restos mortais, realizada no mesmo cemitério.

A viúva de Dom, Alessandra Sampaio, e a irmã do jornalista, Sian Phillips, leram pronunciamentos em português e inglês para a imprensa, destacando o amor do britânico pelo Brasil, seu compromisso com a conservação do meio ambiente e a necessidade de continuar sua luta. 

Alessandra Sampaio agradeceu o apoio que recebeu dos povos indígenas, da imprensa, de amigos jornalistas e de todos que participaram das buscas e se solidarizaram com Dom, Bruno e suas famílias.  

“Hoje, Dom será cremado no país que amava, seu lar escolhido, o Brasil”, disse. “Dom era uma pessoa muito especial, não apenas por defender aquilo que acreditava como profissional, mas também por ter um coração enorme e um grande amor pela humanidade”.

A viúva disse que a família seguirá atenta a todos os desdobramentos das investigações, “exigindo Justiça no significado mais abrangente do termo”, destacou. “Renovamos nossa luta para que a nossa dor e a da família de Bruno Pereira não se repitam, como também das famílias de outros jornalistas e defensores do meio ambiente, que seguem em risco”. 

Casal planejava adoção

Sian Phillips contou que Alessandra e o jornalista planejavam adotar duas crianças brasileiras e lembrou que Dom era apaixonado pelo futebol, música e paisagens naturais do Brasil.

“Ao lembramos Dom como um amável, divertido e legal irmão mais velho, ficamos tristes que foi negada a ele a chance de compartilhar essas qualidades, como pai, à próxima geração.”, disse.

A irmã do jornalista destacou que ele foi um profissional que compartilhou um leque diverso de histórias sobre os brasileiros, de ricos e poderosos a moradores de favelas e povos indígenas. 

“Ele foi morto porque tentou dizer ao mundo o que estava acontecendo com a floresta e seus habitantes. Sua missão confrontou os interesses de indivíduos que estão determinados a explorar a Floresta Amazônica sem se preocupar com o impacto destrutivo de suas atividades ilegais”, disse.

Sian contou que Dom trabalhava no projeto de um livro sobre modelos de desenvolvimento sustentáveis que podem assegurar a preservação da Amazônia, tanto como lar dos povos tradicionais como fator estabilizante para o clima global. 

“Dom entendeu a necessidade de uma mudança urgente tanto na abordagem política quanto econômica da conservação. Família e amigos estamos comprometidos a continuar este trabalho, mesmo nesse momento de tragédia. A história precisa ser contada”.

Mortos a tiros

Do lado de fora do cemitério, um grupo de manfestantes levou uma faixa que questionava: “Quem mandou matar Dom e Bruno?”. Segundo o inquérito da Polícia Federal, não há indícios de que haja mandantes na ação criminosa que matou os dois.

O jornalista e o indigenista foram vistos no Vale do Javari pela última vez no dia 5 de junho, e, após buscas, restos mortais foram encontrados no dia 15 de junho. No dia seguinte, os corpos foram levados para Brasília, onde foram periciados e identificados pelo Instituto Nacional de Criminalística.

Os restos mortais foram localizados em um local indicado pelo pescador Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como “Pelado”, que é um dos suspeitos do crime, confessou sua participação e foi preso. 

Em nota divulgada no último dia 18, a Polícia Federal informou que Bruno Pereira foi morto com dois tiros na região abdominal e torácica, e um na cabeça, enquanto Dom Phillips levou um tiro no abdômen/tórax. A munição usada no assassinato foi típica de caça.

Dom Phillips era colaborador do jornal britânico The Guardian e já havia produzido reportagens sobre desmatamento na Floresta Amazônica. Bruno Pereira, por sua vez, era servidor licenciado da Funai e denunciava ameaças sofridas na região, informação confirmada pela PF. Ele atuava como colaborador da Univaja, uma entidade mantida pelos próprios indígenas da região, que tinha como foco impedir invasão da reserva por pescadores, caçadores e narcotraficantes.

Na última quinta-feira, a Polícia Federal transportou os corpos de Bruno e Dom de Brasília para os estados em que seriam realizados seus funerais. O corpo de Bruno Pereira foi velado e cremado na última sexta-feira, em Paulista, na região metropolitana do Recife (PE). 

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana