GERAL

Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra neste sábado

Publicados

em


A tripulação da Inspiration4 – a primeira missão espacial totalmente composta por civis  deve pousar nas águas do Atlântico às 20h06 (horário de Brasília) deste sábado (18).

Segundo informa a empresa responsável pela aventura, a SpaceX, o módulo Crew Dragon onde estão os astronautas deu início aos procedimentos de descida na noite de sexta-feira (17), com a ativação de propulsores para reduzir a altitude e fazer o alinhamento ao solo.

Ainda na noite de sexta, os tripulantes da missão orbital fizeram uma ligação inusitada para a Bolsa de Nova York para participar de uma campanha de arrecadação de verbas para o hospital infantil St. Jude – a maior finalidade da empreitada espacial.

Ao longo dos três dias em que ficaram a cerca de 575 quilômetros de altitude, os integrantes da Inspiration4 fizeram transmissões ao vivo e conversaram com internautas e crianças internadas no St. Jude. Segundo informa o controle da SpaceX, os astronautas assistiram 25 vezes ao nascer e ao pôr do sol durante as dezenas de voltas ao redor da Terra.

A escotilha de observação da Crew Dragon também foi destaque entre as curiosidades da missão. É a maior cúpula já feita para observação espacial em uma aeronave. Veja as imagens capturadas pela SpaceX:

Durante o voo, os tripulantes realizaram também alguns experimentos médicos para avaliar o impacto da altitude sobre o corpo humano. Testes cognitivos e aferições sanguíneas e de radiação dos tripulantes foram realizados várias vezes durante a jornada.

O voo, considerado um marco na história da aviação aeroespacial, partiu no dia 15 de setembro rumo à órbita terrestre. Esta missão é a primeira da SpaceX a não ter o envolvimento da agência aeroespacial norte-americana Nasa em nenhuma das etapas de lançamento.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Propaganda

GERAL

Sistema de compras governamentais é atualizado

Publicados

em


O Ministério da Economia detalhou hoje (19) as atualizações do sistema de compras do governo federal, o compras.gov.br. As atualizações do “catálogo de compras”, até então comprasnet 4.0, foram apresentadas por técnicos da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital durante o webinar Novo Catálogo de Bens e Serviços.

O compras.gov.br é um sistema desenvolvido pelo Serpro em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o objetivo de atender tanto demandas internas ao governo (planejamento) como do ponto de vista competitivo (seleção do fornecedor) das licitações governamentais. A iniciativa pretende “simplificar o modo de consulta de itens e processos no catálogo do sistema, além de permitir uma integração com módulos de compras em outros sistemas”.

Segundo os técnicos, esta não é ainda a versão finalizada da plataforma. As novidades, no entanto, apresentam avanços no sentido de facilitar o credenciamento de empresas no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf) e para o acompanhamento de oportunidades disponíveis para fornecimento de produtos e serviços ao governo.

A atual versão melhorou a organização e a filtragem das pesquisas, de forma a possibilitar buscas cada vez mais refinadas. Segundo o Ministério da Economia, “com as novas funcionalidades, amplia-se o leque de fornecedores de produtos e serviços ao governo, permitindo que microempreendedores individuais acompanhem as oportunidades”.

As melhorias nos procedimentos de busca, proporcionadas pelo novo design do catálogo, possibilita ao usuário a criação de uma lista de itens para os processos de compras governamentais. Além disso, o novo catálogo permitirá, segundo o ministério, “mais transparência no controle do gasto público e correta identificação dos itens adquiridos”.

De acordo com o Painel de Compras, em 2020 o sistema de compras do governo federal foi utilizado para operacionalização de cerca de 176 mil processos de contratação, com mais de 306 mil fornecedores habilitados.

No mesmo período, as compras governamentais homologadas no sistema movimentaram cerca de R$ 108,6 bilhões, o equivalente a 1,47% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) brasileiro.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana