JURÍDICO

TRF4 realiza primeiro processo seletivo para estagiários totalmente virtual

Publicados

em


Foi aplicada, na tarde desta quarta-feira (02/12), a prova do Edital 5/2020 para o curso de Direito (análise processual) voltado ao preenchimento das vagas de estágio nos gabinetes. O processo ocorreu de forma totalmente online, pela plataforma Zoom.

A seleção, organizada pelo Setor de Estágios/Núcleo de Gestão de Pessoas em parceria com o Núcleo de Capacitação da Diretoria de Recursos Humanos, contou com a presença de 58 candidatos que tiveram suas inscrições homologadas na fase anterior do processo seletivo e puderam realizar a prova de redação através da Plataforma EAD da Justiça Federal.

O anúncio do resultado das provas está previsto para o dia 15/01/2021, com ingresso dos estagiários a partir de fevereiro.

Fonte: TRF4

Comentários Facebook
Propaganda

JURÍDICO

Publicada resolução que estabelece paridade de gênero e cotas raciais nas eleições da OAB

Publicados

em


Foi publicado nesta quarta-feira (14) a Resolução 5/20, que altera o Regulamento Geral do Estatuto da Advocacia e da OAB para estabelecer paridade de gênero (50%) e a política de cotas raciais para negros (pretos e pardos), no percentual de 30%, nas eleições da OAB. Ambas as alterações foram aprovadas pelo Conselho Pleno, instância máxima da OAB Nacional, na sessão do dia 14 de dezembro de 2020, e valem para as eleições de 2021.

“São duas mudanças históricas para a OAB. As cotas raciais e a paridade de gênero são mais do que uma necessária e indispensável política de reparação e de inclusão. É o caminho para fortalecer a OAB como grande organização que é. Para mim é motivo de orgulho presidir a Ordem em um momento histórico, mesmo em período tão difícil. Volto a agradecer a todos pela votação histórica que tivemos no dia 14 de dezembro e por aqueles que trabalharam para que esse dia chegasse. A advocacia compreendeu a necessidade de adotar políticas transformadoras”, disse o presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz.

Com a mudança aprovada pelo Conselho Pleno, a paridade de gênero torna-se válida para a composição das chapas nas eleições do Conselho Federal, das seccionais, subseções e Caixas de Assistência. A medida estabelece ainda que as chapas, para obterem o registro nas eleições, a partir de 2021, deverão atender ao percentual de 50% para candidaturas de cada gênero, tanto para titulares como para suplentes.

Em relação à nova regra que estabelece as cotas raciais para pretos e pardos, ela também se estende para além do Conselho Federal, abrange a composição das chapas nas eleições das seccionais, subseções e Caixas de Assistência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana