POLÍCIA

Três são presos em flagrante e pontos do tráfico são desarticulados durante operação em Campos de Júlio

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (22) a operação “Euphractus”, em Campos de Júlio (553 km a noroeste da Capital), para cumprimento de dois mandados de busca e apreensão que visam desarticular pontos de venda de entorpecentes.

Três suspeitos foram presos em flagrante e apreendidas entorpecentes, celulares, arma, dinheiro e apetrechos para embalar drogas. A operação contou com apoio da Delegacia de Comodoro. 

Em investigações realizadas pela equipe da Delegacia de Campos de Júlio, os policiais civis identificaram o comércio de substâncias ilícitas em dois endereços na cidade.

Após monitoramento e a coleta de indícios sobre as atividades criminosas, o delegado Ricardo Marques Sarto representou pelos pedidos de buscas e apreensões domiciliares deferidos pelo juízo da Comarca de Comodoro.

O primeiro alvo das buscas foi um endereço no bairro Águas Claras, onde os investigadores localizaram fR$ 500 provenientes da venda de entorpecentes, além de porções de maconha e pasta base de cocaína. Dois jovens de 20 e 23 anos foram presos em flagrante.

O suspeito de 23 anos responde a dois homicídios e estava com mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Vitorino Freire, no Maranhão, onde cometeu um homicídio a golpes de facão motivado por dívida de drogas.

Na segunda residência alvo de mandado judicial, no centro da cidade, os policiais civis apreenderam porções maconha e de crack, balança de precisão, R$ 430 em dinheiro e um simulacro de arma de fogo (tipo pistola). O morador de 21 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

O delegado Ricardo Sarto destacou o êxito da operação, tendo em vista que os principais alvos da investigação foram presos em flagrante.“Os presos foram conduzidos até a Delegacia de Campos de Júlio, interrogados e após serem autuados pelos crimes, foram colocados à disposição do Poder Judiciário”.

O nome da operação “Euphractus” faz alusão ao nome científico do tatupeba, que refere-se ao modus operandi utilizados pelos alvos para esconder as drogas, enterradas no quintal das casas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Autor de homicídio de vítima que sofreu tortura é preso pela Polícia Civil

Publicados

em

 

Por Raquel Teixeira

O autor de um homicídio qualificado ocorrido em março deste ano, em Várzea Grande, e identificado nas investigações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) foi preso nesta terça-feira, 26 de outubro, por equipes da unidade policial.

O investigado, de 18 anos, foi localizado no bairro 23 de Setembro e tentou fugir ao avistar os policiais civis. Ele pulou muros de residências, mas na fuga acabou encontrando de frente um dos investigadores da DHPP, que o deteve.

O homicídio pelo qual responde o investigado ocorreu no dia 10 de março deste ano e vitimou José Carlos Pereira da Costa, de 26 anos, encontrado aos fundos de uma região de motéis, em via pública, na área central de Várzea Grande. A vítima foi morta de forma cruel e o corpo apresentava sinais de tortura, uma lesão por esgorjamento (corte profundo na parte anterior do pescoço) e lesões causadas por arma cortante e arma de fogo.

A investigação da DHPP conduzida pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes Jr. apurou que o crime foi cometido por motivo banal e envolveu uma rixa por causa de um suposto furto de R$ 90,00 da vítima. Os policiais identificaram que o crime foi cometido por duas pessoas, um familiar da vítima e um amigo, uma delas presa nesta terça-feira.

Após cometer o crime, o investigado fugiu do bairro em que residia e não foi localizado durante as diligências. A prisão foi representada à 1a Vara Criminal de Várzea Grande, que deferiu o pedido diante dos elementos de autoria atribuídos ao rapaz investigado pelo homicídio.

Durante interrogatório na DHPP, ele se manteve em silêncio. O inquérito já foi finalizado e encaminhado à justiça em maio deste ano.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana