artigos

Transumantes 

Publicado

Por Emanuel Filartiga 

Os Rarámuri, gentes do México, conhecidos como “los de los pies ligeros”, correm distâncias de mais de 100 km. Não são esportistas de elite; são camponeses.

É dito que na África começou a viagem humana pelo mundo. Darwin e Dart afirmaram isso há muito tempo. Há mais de 3 milhões de anos, gentes eram capazes de trabalhar com pedra e osso, construir cabanas e viver em grupos. Dali elas se lançaram ao planeta. (Andando pelas escolas, uma criança me perguntou se Adão e Eva eram negros)

O rosto de cada um conta a história desse Brasil, estamos vivos e pulsantes rumo ao destino tudo.

Migrantes… sempre além do horizonte, avante ao desconhecido. Como canta a canção: “somos uma espécie em viagem, não temos pertences, mas sim bagagens. Vamos como pólen ao vento, estamos vivos porque estamos em movimento”.

Não tomemos o entroncamento pelo fim da linha, amigo leitor. É bom lembrar, com Aristóteles, que é parte da probabilidade que o improvável aconteça. Ah! O inesperado sempre acontece.

Há de ter interesse – quero o espírito dessa palavra – vem do latim, “estar entre”. Se estou interessado, transcendo meu ego, abro-me pro mundo e salto dentro dele.

Interesse é a atitude relativamente constante que permite que, a qualquer momento, a pessoa compreenda intelectualmente e emocionalmente o mundo exterior. É uma atitude da pessoa viva em tudo o que é vivo e que cresce (Fromm).

Há de ter esperança. Ter esperança significa estar pronto a todo momento para aquilo que ainda não nasceu e todavia não se desesperar se não ocorrer nascimento algum durante nossa existência (Fromm).

Somos mais semente que fruto. E a semente não é só o início, são todas as partes também.

Se for preciso voltaremos milhões de anos, quando as terras todas se juntavam, para que possamos caminhar ao encontro, ao grande encontro… do outro e de nós mesmos.

“Viver – não é? – é muito perigoso. Porque ainda não se sabe. Porque aprender – a – viver é que é o viver, mesmo.” (Guimarães Rosa)

Emanuel Filartiga é promotor de Justiça

Comentários Facebook
publicidade

artigos

A ansiedade baixa a imunidade

Publicado

Por Eluise Dorileo

Nesses tempos de Covid-19 muitas pessoas têm ficado isoladas e isso gera ansiedade. Com isso o  cortisol que é o hormônio do estresse é liberado baixando a imunidade.

Imunidade baixa é um campo fértil para várias doenças de ordem física, mental e emocional.  E vem a pergunta: Como lidar com as emoções que o coronavírus pode trazer?

 Esse momento que estamos passando é muito sério, onde cada um deve se perceber neste processo para poder mudar seu destino e ressignificá-lo.

 A Lei da Atração é algo inevitável em nossas vidas, e que quanto mais focamos nosso pensamento em alguma coisa a possibilidade de materialização da mesma é enorme.

 Devo acrescentar também que se o pensamento vier acompanhado de sentimento, aí a potência de concretização é ainda maior. Entenda que o que muda positivamente ou faz o milagre em nossa vida é você sentir que está completamente imunizado. Desta forma, acionamos a possibilidade de não adoecer.

 A frase que deve vir com o sentimento de paz e confiança é: “Dou graças por ter a saúde perfeita, total e definitiva”.

 Eu sei que é difícil não pensarmos no perigo de se contaminar pelo coronavírus. Mas tente esquecer a ideia do perigo do vírus enquanto ora.

 Olhando para essas informações, imagino que seja adequado acionar a autorresponsabilidade e apesar desta eminente situação, devemos reconhecer nossos medos para não agir e atrair a partir deles.

 Se nossas emoções, ações e pensamentos se tornam o nosso campo vibracional, temos responsabilidade grande sobre o que vamos colher neste momento tão desafiador para a humanidade.

 Busque pegar para você a sua força interior e o seu poder de cura e de se imunizar contra o coronavírus. Seu organismo pode focar em não adoecer ao simples comando do cérebro.

 Diga não à ansiedade e ao medo de ser contaminado pelo coronavírus e bora para a vida.

 Eluise Dorileo é psicóloga, terapeuta familiar e maestria nas novas constelações quânticas – Email [email protected]

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana