Saúde

Tom Bueno estreia coluna sobre diabetes no iG

Publicados

em

source
Tom Bueno trocou a TV pelo YouTube em 2021
Reprodução/Instagram

Tom Bueno trocou a TV pelo YouTube em 2021


O jornalista Tom Bueno, criador do canal de YouTube Um Diabético, é o novo colunista de Saúde do Portal iG. O comunicador vai trazer semanalmente informações sobre controle e prevenção da doença, além de curiosidades do dia a dia de quem convive com o diabetes.

O lançamento acontece após o canal do jornalista ultrapassar a marca de 5 milhões de visualizações na plataforma de vídeos. “Essa união de forças entre Um Diabético e Portal iG fará com que as informações cheguem a um número maior de pessoas e mais gente, muitas desesperadas depois do diagnóstico, seja acolhida e ajudada”, destaca.

No texto de estreia , Tom Bueno fala sobre a descoberta da doença, aos 22 anos, a resistência em aceitar o diagnóstico e o impacto de questões como a própria sexualidade no controle da glicemia. “Tudo melhorou quando entendi que o conhecimento era a base de todo o meu tratamento e capaz de aliviar toda a carga que um diagnóstico como o do diabetes traz”, relembra.

Natural de Campinas, interior de São Paulo, o jornalista atuou por mais de 10 anos na Record TV, onde trabalhou ao lado de nomes como Sabrina Sato, Gugu, Reinaldo Gottino e Geraldo Luís. Foi contando histórias nos programas da emissora que decidiu abrir a própria vivência com o diabetes na televisão aberta. O retorno do público, em especial das pessoas que também conviviam com a doença, o levou a criar e investir no próprio canal.

Os textos de Tom Bueno no Portal iG são publicados nas quintas-feiras em saude.ig.com.br/colunas/tom-bueno .

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Hepatite misteriosa: OMS registra mais de 920 casos e 18 mortes

Publicados

em

source
Brasil registrou sete mortes pela doença
Pixabay

Brasil registrou sete mortes pela doença

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já registrou 920 casos prováveis de hepatite aguda de origem misteriosa em criança s. Destas, 45 (5%) necessitaram de transplantes e 18 (2%) morreram.

O número representa um aumento de 240,7% em relação ao boletim anterior, publicado no dia 27 de maio, que contabilizava 270 casos suspeitos da doença. O surto afeta 33 países. No Brasil, o Ministério da Saúde investiga 88 casos e sete mortes.

A doença, que atinge crianças e adolescentes, tem preocupado autoridades sanitárias do mundo, uma vez que ainda não foi identificado seu agente causador. Metade dos ​​casos notificados está na Europa.

O Reino Unido é o país mais afetado, com 267 registros. Em segundo lugar, estão as Américas, com 383 casos, incluindo 305 nos Estados Unidos da América, seguido do Pacífico Ocidental, Sudeste Asiático e Mediterrâneo Oriental.

Acredita-se que o número real de casos seja maior do que isso, devido à baixa vigilância para detecção da doença. O surto foi inicialmente detectado em 5 de abril, quando o Reino Unido notificou dez casos de hepatite aguda grave de causa desconhecida em crianças menores de 10 anos, à OMS. Todas eram previamente saudáveis.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana