TECNOLOGIA

TikTok é a marca que mais cresce no mundo e Apple é a mais valiosa

Publicados

em


source
TikTok é a marca que mais cresce em todo o mundo
Unsplash/Kon Karampelas

TikTok é a marca que mais cresce em todo o mundo

O TikTok é a marca que mais cresce em todo o mundo, de acordo com o relatório Global 500 2022, da Brand Finance. O aplicativo de vídeos curtos teve crescimento de 215%, com valor de marca saltando de US$ 18,7 bilhões, em 2021, para US$ 59 bilhões, neste ano.

“O consumo de mídia aumentou durante a pandemia de Covid-19 mas, além disso, a maneira como consumimos mudou irrevogavelmente. Para competir nesse mercado em evolução, as organizações de mídia investiram pesadamente em suas marcas – desde a aquisição de conteúdo até a experiência do usuário. O crescimento meteórico do TikTok é a prova: a marca passou de relativa obscuridade para renome internacional em apenas alguns anos e não mostra sinais de desaceleração”, diz no relatório David Haigh, presidente e CEO da Brand Finance.

Depois do TikTok, o ranking de marcas com maior crescimento é seguido pela rede social Snapchat, pela marca de internet sul-coreana Kakao, a fabricante de processadores AMD, a fabricante de automóveis BYD, a empresa de computação NVIDIA e o Twitter. Confira:

  1. TikTok – crescimento de 215%
  2. Snapchat – crescimento de 184%
  3. Kakao – crescimento de 161%
  4. AMD – crescimento de 122%
  5. BYD – crescimento de 100%
  6. Nvidia – crescimento de 100%
  7. Twitter – crescimento de 85%

Já quando o assunto são as marcas mais valiosas do mundo, a Apple é a grande campeã, com valor de US$ 355,1 bilhões, o maior já registrado no ranking Brand Finance Global 500. “A Apple comanda um nível incrível de fidelidade à marca, em grande parte graças à sua reputação de qualidade e inovação. Décadas de trabalho duro para aperfeiçoar a marca fizeram a Apple se tornar um fenômeno cultural, o que permite não apenas competir, mas prosperar em um grande número de mercados”, afirma Haigh.

Leia Também

Na sequência, vêm a Amazon (US$ 350,3 bilhões), o Google (US$ 263,4 bilhões), a Microsoft (US$ 184,2 bilhões) e o Walmart (US$ 111,93 bilhões).

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Senac-MT ‘imprime’ robôs educacionais para auxiliar ensino de linguagens de programação

Publicados

em

Eles medem entre 9 e 14 centímetros, pesam cerca de 250 gramas, têm membros articulados e atendem pelos nomes de Otto Wheels e Otto Starter.

Os robôs educacionais foram fabricados utilizando a tecnologia de impressão 3D, em laboratório do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Mato Grosso (Senac-MT), para auxiliar alunos da instituição na programação para robótica e no desenvolvimento de inovações e aplicações para o comércio.

No Lab Microsoft do Senac-MT, em Cuiabá, são ofertados cursos de tecnologia com foco em processos de codificação, automação e construção de protótipos como, por exemplo, as formações em ‘Desenvolvimento Web Back-End’  e em ‘Programação para Robótica’.

O diretor regional do Senac-MT, Carlos Rissato, salienta que a robótica educacional vem sendo incorporada por escolas de diversos países, partindo de problemas do cotidiano para mostrar o funcionamento de dispositivos tecnológicos.

“Seja como parte da grade curricular obrigatória, disciplina extracurricular ou integrando outras matérias, a construção de robôs tem o poder de transformar o processo de aprendizagem. E o Senac Mato Grosso está revisando seu portfólio de cursos para estar, cada vez mais, à frente das inovações e do desenvolvimento de habilidades necessárias ao mercado de trabalho contemporâneo”, enfatiza o dirigente.

Fabricando robôs

Na impressora 3D instalada na unidade, sucessivas camadas de filamento plástico aquecido são sobrepostas, seguindo um modelo configurado previamente, até que sejam materializadas, em três dimensões, as peças expansíveis e modulares que formarão os robôs, que podem possuir rodinhas ou braços, pernas e pés capazes de se movimentarem.

Após a junção das peças impressas é feita a instalação dos circuitos elétricos e eletrônicos. A partir disso, os alunos são estimulados a colocarem os robôs para funcionar, criando códigos que enviem comandos para que os robôs executem determinadas tarefas, como evitar obstáculos, solucionar labirintos, criar sons e melodias emocionais.

O orientador pedagógico do Senac-MT, Paulo Costa, destaca as vantagens dos robôs educacionais nos processos de ensino e aprendizagem.

“A montagem dos robôs desenvolve a criatividade, habilidades manuais e de motor fino. A programação estimula o raciocínio lógico e a linguagem do método padronizado. A colaboração é fundamental, tendo em vista que é necessário trabalho em grupo, escuta, respeito ao próximo e iniciativa. E tudo isso acompanhado pela interdisciplinaridade, ao se utilizar tecnologias aplicadas ao ensino”, elenca o educador.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana