POLÍTICA MT

Thiago Silva defende criação de centros de reabilitação pós-covid nas cidades-polo

Publicados

em


Reunião na AL-MT sobre a saúde em Rondonópolis

Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

Preocupado com o percentual de pessoas que ficam com sequelas pós-covid, o deputado estadual Thiago Silva (MDB) apresentou a Indicação 2593/2021 para que o Estado crie centros de reabilitação nas cidades-polo de Mato Grosso.

A indicação tem por objetivo atender os pacientes que obtiveram sequelas respiratórias, motoras ou emocionais decorrentes do coronavírus. Estima-se que a cada 10 pacientes recuperados, oito ainda apresentem sintomas de Covid nas duas semanas após a cura da doença, sendo, portanto, necessário o tratamento destas sequelas o quanto antes para que estas não convertam-se em deformidades permanentes.

“Queremos que o Estado tenha essa atenção especial com as pessoas que ficaram com sequelas e precisamos criar nas cidades-polo, centros de recuperação para fazer este atendimento pelo Sistema Único de Saúde”, disse o deputado.

O centro de reabilitação deverá ser composto por fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, educadores físicos, nutricionistas e psicólogos.

Em reunião na Assembleia Legislativa na segunda-feira (3), o deputado Thiago Silva parabenizou a luta do vereador de Rondonópolis, Dr. Jonas Pereira (Solidariedade), pela implantação do centro de reabilitação para pessoas que ficaram com sequelas da covid na unidade de reabilitação Nilmo Júnior.

Durante a reunião, que também contou com a presença do senador Welinton Fagundes (PL); dos vereadores, Reginaldo Santos (Solidariedade), Marildes Ferreira (PSB), Denilson Roberto (Solidariedade); do secretário de saúde do município, Vinicius Amoroso e dos deputados Sebastião Rezende (PSC) e Wilson Santos (PSDB); o deputado Thiago Silva reforçou junto dos colegas parlamentares, o pedido ao primeiro secretário da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), para que o Legislativo ajude na implantação do “Corujão da Vacina”, que oferece atendimento 24 horas e um centro de triagem, em Rondonópolis.

De acordo com o servidor público, Wiliam Lima, essa indicação é de grande valia para atender milhares de pacientes que precisam de atendimento especializado para a recuperação e voltar às atividades normais.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA MT

Deputado Claudinei visita Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis

Publicados

em


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) esteve na sede da Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (APOR), nesta sexta-feira (7), para conhecer os trabalhos e projetos desenvolvidos pela instituição que atende a população das regiões sul e sudeste de Mato Grosso. O vice-presidente Adevaldo Narciso da Costa e a gestora Silvana Faustino Santana da entidade receberam e deram as informações necessárias ao parlamentar.

“Conhecemos os trabalhos preventivos que são feitos, exames como o ultrassom para prevenção ao câncer de mama, sendo que todos os encaminhamentos vão para a Santa Casa de Rondonópolis. Conhecemos toda a estrutura física, como a Casa de Apoio que tem poucos lugares para receber pacientes e familiares e os Centros de Imagens e Prevenção que garantem um atendimento humanizado ao público”, detalha Claudinei.

Casa de Apoio

De acordo com Adevaldo, a entidade é sem fins lucrativos, de caráter beneficente e assistencial, que depende do apoio voluntário e de parcerias para conseguir obter recursos para a manutenção do atendimento ao público. “Hoje, precisamos de uma Casa de Apoio com 60 lugares para abrigar os pacientes e familiares e contamos com o apoio do deputado Claudinei”, comenta o vice-presidente.

A atual Casa de Apoio da instituição existe desde 2010, com capacidade para abrigar 23 pessoas. Segundo Silvana, a APOR tem um projeto que foi orçado em R$ 1,6 milhões para a construção de um novo espaço, em terreno de cerca de 1 mil m², para ampliar a quantidade de lugares aos pacientes e familiares que não residem em Rondonópolis. “O espaço atual está sendo revitalizado e reformado com o apoio da Lions Clube de Rondonópolis. Só que o espaço é muito pequeno. Terminamos de pintar e colocamos móveis”, explica.

“Vou continuar na luta para ter um espaço para atender este público que não mora em Rondonópolis e precisa ter assistência necessário para o tratamento oncológico. Com o Centro de Radioterapia da Santa Casa, o propósito é atender os municípios das regiões sul e sudeste, como, também, do Vale do Araguaia, que resultará em 25 cidades. Vamos buscar os recursos necessários, seja por meio da Assembleia Legislativa, emendas parlamentares e pelo Consórcio Regional de Saúde Sul de Mato Grosso (Coress)”, diz o parlamentar.

Estrutura

Silvana também apresentou o Centro de Imagens que é um espaço para a realização de mamografias, em que os pacientes recebem almoço e café da manhã, fazem consultas, biopsias e, conforme aqueles que realizam quimioterapia, a Associação providencia os cateteres.

Ela explica que, no ano de 2012, foi firmada a parceria com a Santa Casa de Rondonópolis, onde foi construído no segundo andar da unidade hospitalar 18 apartamentos, centros cirúrgicos, instalação de 42 leitos, aquisição de móveis e equipamentos que foram investidos pela Associação. “Agora, este andar atende casos de pacientes com Covid-19 e tudo foi restruturado para o terceiro andar. A parceria continua. O Centro de Prevenção, com fisioterapia, nutricionistas e psicólogo, agora é na APOR por causa da Covid-19. Antes era na Santa Casa”, esclarece a gestora.

Entidade – A APOR foi fundada em 2009 e é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). Outros projetos que visam o acolhimento e atendimento humanizado pela instituição envolvem os trabalhos de voluntários como o projeto “Doutores da Alegria”, distribuição de cestas básicas, doação de cabelos para a produção perucas, prótese de silicone que são inseridos em sutiãs, lenços para a cabeça, entre outras iniciativas que visam contribuir com a auto-estima das mulheres. Neste ano, a unidade teve 20 novos casos de pacientes com câncer e 29 estão sendo acompanhados e foram diagnosticados no ano passado.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana