POLÍTICA NACIONAL

“The Guardian” cita colunista e proprietário do DIA sobre derrota de Crivella

Publicado


source
Marcelo Crivella perdeu a reeleição para a prefeitura do Rio
O Antagonista

Marcelo Crivella perdeu a reeleição para a prefeitura do Rio

O The Guardian , um dos jornais mais influentes do mundo, localizado no Reino Unido, publicou na última segunda-feira (30) em seu site, uma matéria sobre a derrota de Marcelo Crivella (Republicanos), que buscava a reeleição para a prefeitura no Rio de Janeiro.

Nuno Vasconcellos , presidente do Portal iG e diretor no jornal “O Dia”, onde mantém uma coluna dominical, nomeada de “Um olhar sobre o Rio”, com informes sobre a política e a vida carioca foi citado na matéria do jornal inglês.

O The Guardian trouxe opiniões de influentes jornalistas residentes do país que registraram suas considerações sobre o resultado das eleições na capital fluminense:

“O colunista e proprietário de O Dia, Nuno Vasconcellos, saudou os eleitores por desprezar a ‘falsa pregação’ do prefeito evangélico e disse: “[o Rio] rejeitou o lobo em pele de cordeiro encarnado por Marcelo Crivella”, é dito na matéria.

No artigo ” Viva o povo carioca! “, escrito por Nuno na última segunda, manifestou os parabéns a Eduardo Paes (DEM) pela vitória nas urnas, mas ponderou que “manifesta ao eleitor a intenção de continuar cobrando do poder público a transparência, a eficiência e o bom uso do dinheiro do povo”.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Arthur Lira gastou dinheiro público em compra de gado e fazendas, diz PF

Publicado


source
Arthur Lira
Agência Brasil

Arthur Lira (PP-AL) teria usado dinheiro público para comprar gados e fazendas. Ele foi condenado por improbidade administrativa em 2ª instancia, mas recorre

O candidato à  presidência da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), usou dinheiro público para comprar gados e fazendas, segundo relatório da Operação Taturama, deflagrada em 2007 pela Polícia Federal.

O Político  apoiado por Jair Bolsonaro teria comprado duas fazendas em Pernambuco, em 2005 e 2007, que, somadas, valiam R$ 3,8 milhões.

O pagamento teria sido feito com os recursos desviados da Assembleia Legislativa de Alagoas. As informações são do jornal  O Globo.

Lira foi condenado por improbidade administrativa em 2ª instancia, mas está recorrendo no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Outro processo da Receita Federal aponta que Arthur Lira também teria usado recursos do esquema criminoso para pagar empréstimos bancários entre 2005 e 2008. Os valores teriam sido arrecadados dos salários de laranjas e funcionários fantasmas de seu gabinete.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana