Cuiabá

Taxa de transmissão e de internações por covid-19 apresentam tendência de queda em Cuiabá

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

A taxa de transmissão da covid-19 em Cuiabá ficou estimada em 0,92, entre os dias 8 e 21 de agosto (Semanas epidemiológicas 32 e 33), de acordo com o Informe Epidemiológico nº 23/2021, elaborado pela Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em parceria com pesquisadores do Instituto de Saúde Coletiva e dos Departamentos de Geografia e de Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Além disso, conforme o Boletim Informativo nº 541 da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado no último dia 31, Cuiabá saiu do risco moderado para o risco baixo de contaminação pelo coronavírus.  

No penúltimo Informe Epidemiológico, a taxa de transmissão na Capital estava estimada em 1,0, o que significa que 100 pessoas infectadas poderiam transmitir o vírus para outras 100. O novo patamar de 0,92 então indica um crescimento desacelerado da doença entre a população cuiabana. 

Outro indicador que aponta desaceleração da pandemia na Capital é a taxa de internação. No dia 1º de agosto, havia 387 internados em Cuiabá, sendo 216 residentes em Cuiabá e 171 não residentes. Esse número chegou a 406 no dia 4 de agosto, mas, nos dias que se seguiram, foi caindo paulatinamente até fechar o mês em 262 internados. Nesta quarta-feira (1º de setembro), havia 249 internados por covid-19, sendo 155 residentes e 94 não residentes de Cuiabá. Mesmo com a queda nas internações, a Prefeitura de Cuiabá mantém 163 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com covid-19, sendo 60 leitos adulto no Hospital Municipal São Benedito e 95 leitos no Hospital Referência à Covid-19, sendo 80 para adultos e 15 pediátricos. O Município ainda mantém 8 leitos de UTI covid no Hospital Universitário Júlio Muller.

Para o prefeito Emanuel Pinheiro, o cenário de estabilidade é resultado de uma política organizada de enfrentamento ao que classifica como a maior crise sanitária da história recente da Humanidade. Ele reforça ainda que todos precisam contribuir para superar o desafio, conclamando todos os cuiabanos a uma consciência coletiva em prol da saúde individual e de todos os demais. “Apesar de todas as dores e perdas que já sofremos ao longo de quase um ano e meio de pandemia, Cuiabá é uma das capitais que tem respondido melhor nesse enfrentamento à covid-19, com decisões bem acertadas na gestão da saúde, com ações firmes na instauração e fiscalização de medidas de biossegurança, com humanização, sempre amparando aqueles que foram mais afetados pela situação de emergência. E assim vamos seguir atuando. Onde a Prefeitura puder agir, nós vamos agir! Por outro lado, o combate ao coronavírus também passa pela consciência e pela atitude de cada um. O comportamento da população tem que estar em sintonia com aquilo que as autoridades sanitárias e políticas entendem como mais apropriadas. Todos sabemos dos perigos de uma pandemia e todos temos responsabilidade de nos mantermos vigilantes para com a nossa própria saúde, daqueles a quem amamos e de toda a coletividade”, afirma. 

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Nota Oficial – Prefeito Emanuel Pinheiro irá recorrer de medidas judiciais por contratação de 259 servidores

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

Sobre a apuração do Ministério Público Estadual, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, esclarece:

– Ao contrário do que vem sendo maldosamente propagado, a instauração de inquérito em questão pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE), não aponta desvio de valores. A investigação averigua denúncia de contratação excepcional de 259 (duzentos e cinquenta e nove)  servidores para Saúde no ano de 2018 em detrimento de realização de concurso público; 

 – Na manhã desta terça-feira (19), equipes do MPE encontram-se cumprindo mandado de busca e apreensão nas salas do chefe de gabinete do Prefeito e da secretária-adjunta de Governo. 

– O expediente no Palácio Alencastro transcorre normalmente, excetuando-se nos dois locais em que as equipes do MPE concentram os trabalhos; 

– Por considerar desproporcionais e midiáticas, o prefeito Emanuel Pinheiro informa que irá recorrer das medidas desferidas pelo poder judiciário.

– Reitera que está à disposição das autoridades para esclarecimentos dos fatos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana