POLÍCIA

Suspeito é preso em flagrante por estupro de vulnerável em comunidade da fronteira

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 28 anos foi preso em flagrante na segunda-feira (24.01), pela Polícia Civil, em um assentamento na fronteira do estado, após cometer estupro contra uma criança de oito anos.

Os policiais da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade foram comunicados pela equipe do Gefron sobre uma pessoa que estava detida pelos moradores da comunidade de Nova Fortuna, na fronteira com a Bolívia. Ao chegar ao local, as equipes policiais encontraram o suspeito com ferimentos provocados pelos moradores, que o detiveram após saber do crime contra a criança, que mora na mesma comunidade.

A menina de oito anos foi encaminhada para atendimento médico em Vila Bela. Conforme a ocorrência registrada, ela pediu aos pais para brincar próximo à residência, na tarde de domingo, e quando deu por volta das 18h, ela não havia não retornou para casa. Os pais saíram à procura da criança e ouviram gritos vindos de uma casa nas imediações. Ao entrar no local, flagraram

o homem no quarto com a menina e ela com sangramento. O suspeito do crime fugiu em seguida, para uma mata, em direção à Bolívia.

Na segunda-feira, as equipes policiais foram avisadas de que o autor do crime foi trazido até a comunidade de Nova Fortuna.

Após a prisão, ele foi encaminhado para atendimento médico em razão dos ferimentos e depois conduzido à Delegacia da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável.

A prisão faz parte da Operação Hórus-Vigia, programa do Ministério da Justiça e Segurança Pública, de vigilância nas regiões de fronteira do Brasil e que envolvem todas as forças de segurança.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Investigação possibilita recuperação de valor subtraído de vítima em golpe de venda pela internet

Publicados

em

Trabalho investigativo das Delegacias da Polícia Civil em Alta Floresta e a unidade que investiga crimes informáticos no estado possibilitou a recuperação de R$ 1.200,00 de uma vítima de estelionato virtual.

Na terça-feira (24.05), um morador de Alta Floresta foi vítima do ‘golpe do anúncio duplicado’ ou ‘golpe do falso intermediador de vendas’.

A vítima viu o anúncio da venda de um vídeo game em uma rede social e negociou com um intermediador. Contudo, o golpista havia copiado o anúncio de outra plataforma e fez a negociação convencendo a vítima a efetuar o pagamento.

Após perceber que havia caído em golpe, a vítima procurou a Delegacia de Alta Floresta e registrou a ocorrência.

Foram realizados os procedimentos para o bloqueio dos valores transferidos, com apoio da Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI).

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana