BRASIL E MUNDO

Suspeito de roubar e matar mulher que sumiu após sair para almoçar é preso

Publicados

em


source
Polícia prende suspeito de matar Susana
Reprodução/Facebook

Polícia prende suspeito de matar Susana

Foi preso na noite de domingo (21) pela Polícia Civil de Itapetininga (SP) o suspeito de roubar e matar a vendedora Susana Dias Batista, de 47 anos. Susana tinha sumido na quarta-feira (17) , após sair para almoçar com a picape da empresa onde trabalhava. Ela foi achada morta no dia seguinte, em uma área de mata.

O auxílio das câmeras de segurança de lojas e condomínios e de uma testemunha, ajudaram a confirmar que Raimundo Nonato da Silva Pessoa, era homem que entrou no carro de Susana, sendo o autor do crime.

Raimundo confessou o homicídio, mas negou o estupro. Porém, a mulher foi encontrada seminua. Por isso, a polícia investiga se houve o crime.

Raimundo trabalhava como pedreiro e teve a prisão temporária decretada na sexta-feira (19). Após investigação para descobrir o paradeiro do suspeito, ele foi localizado na Vila Nastri II e preso na noite de domingo. Segundo a polícia, Raimundo tentou resistir à prisão.

No local onde ele foi encontrado, a polícia achou a roupa que ele usava no dia do crime. Raimundo foi levado até a delegacia, onde foi ouvido, sendo transferido para um Centro de Detenção Provisória (CDP) da região.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Deputado pede prisão de Anitta após público gritar contra Bolsonaro

Publicados

em


source
Filippe Poubel e Anitta
Reprodução

Filippe Poubel e Anitta

O deputado Filippe Poubel (PSL), fez publicação pedindo a prisão da cantora Anitta após público gritar contra o presidente Bolsonaro durante show. Segundo o parlamentar, a cantora cometeu “crimes contra a honra”. 

A apresentação aconteceu no último domingo (23), no Rio de Janeiro. Em determinado momento, os fãs puxaram um coro contra o presidente. Como resposta, a cantora afirmou que “a voz do povo é a voz de Deus”. 

Em publicação, o deputado acusou Anitta de calúnia, difamação e injúria. Poubel afirmou que a cantora deve ser presa com base nos artigos 138 a 145 do Código Penal. Veja a publicação: 

Mesmo com a acusão, a cantora não emitiu nenhuma manifestação que se enquadraria no caso mencionado pelo deputado.


Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana