AGRO & NEGÓCIO

Startup faz certificação internacional

Publicados

em


  A startup CertifiCafé, acelerada na primeira edição (2019) do Avança Café, programa idealizado pela Embrapa Café, já fez a certificação internacional de 21 produtores de café abrindo oportunidade de negócios, especialmente na área de produção orgânica e de cafés especiais. Os cafeicultores que adotam a tecnologia da CertifiCafé obtém o selo Rainforest Alliance. A certificação internacional identifica cafés cultivados em propriedades que seguem rigorosamente as leis do país e os padrões socioambientais estabelecidos pela certificadora.

   A startup elabora o diagnóstico da propriedade e disponibiliza um aplicativo que mostra aos cafeicultores as adequações a serem feitas, de forma rápida e dinâmica. A cada etapa concluída, os produtores lançam na plataforma as comprovações em texto, áudio ou imagens e recebem relatórios sobre os progressos alcançados. Assim, de forma bem ágil, toda a documentação necessária para a certificação fica disponível digitalmente para os produtores e os auditores, simplificando e diminuindo o custo do processo e otimizando o tempo de auditoria na propriedade. 

   O Avança Café funciona a partir da iniciativa da Embrapa Café, executado pelas universidade federais de lavras(UFLA) e da Viçosa(UFV) em Minas Gerais. Para a edição deste ano, unem-se aos parceiros (OCB e FAEMG) o Instituto Federal de Rondônia. As inscrições estão abertas, basta acessar o site do programa aqui

   Para mais informações sobre o processo de certificação e saber mais da startup que se lançou a partir do programa da Embrapa basta acessar o site aqui.

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Propaganda

AGRO & NEGÓCIO

MILHO/CEPEA: Menor oferta mantém preços em alta

Publicados

em


Cepea, 02/08/2021 – As cotações do milho continuam em alta no mercado brasileiro, conforme apontam dados do Cepea. Esse cenário está atrelado à diminuição da oferta de vendedores, que seguem atentos à colheita da segunda safra e à redução na produtividade, em decorrência do desenvolvimento prejudicado pela seca e pelas geadas. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas/SP) subiu 1,41% de 23 a 30 de julho, fechando a R$ 101,40/saca de 60 quilos na sexta-feira, 30 – em julho, a alta acumulada foi de 13,21%. CAMPO – No Paraná, a Seab/Deral indica baixa de 58% na produção em relação à expectativa inicial (de 14,6 milhões de toneladas), passando para 6,1 milhões de t. Em Mato Grosso, o Imea aponta queda na produtividade, passando de 106,29 sacas/hectare em janeiro para 93,8 sc/ha em julho, o que deve resultar em produção de 32 milhões de toneladas, redução de 4 milhões de t em relação à expectativa inicial e de praticamente 3 milhões de t na comparação com o ano anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana