TECNOLOGIA

Sony revela novos óculos de realidade aumentada para jogos do PlayStation

Publicados

em


source

Olhar Digital

PlayStation VR original
Reprodução/James Bareham/The Verge

PlayStation VR original

Nesta terça-feira (23), a Sony anunciou que trabalha em uma nova geração do PlayStation VR , óculos de realidade virtual lançado pela empresa há mais de quatro anos. De acordo com a companhia, as novidades do novo aparelho incluem melhorias de desempenho e interatividade.  

“Os jogadores terão uma sensação de presença ainda maior e ficarão ainda mais imersos em seus mundos de jogo assim que colocarem o novo aparelho”, escreve a empresa em uma postagem em seu blog oficial.  

Você viu?

O novo aparelho, que não teve nenhuma imagem revelada, se conectará ao PS5 usando apenas um cabo. O objetivo disso é o de facilitar o uso, permitindo uma experiência visual de alta fidelidade.

“Continuamos a inovar com o nosso novo sistema VR para que os nossos fãs possam continuar a desfrutar das experiências únicas que são sinônimos de PlayStation”, comenta a companhia. 

Falando de melhorias, a Sony afirma que aprendeu muito sobre realidade virtual desde o lançamento do primeiro PS VR no PS4 . Por isso, a resolução, campo de visão dos usuários e o modo como tudo é configurado foi aprimorado.  

Outra novidade falando em periféricos, é o novo controle exclusivo para a experiência de realidade virtual. A novidade vai misturar alguns dos principais recursos já encontrados no controle  DualSense  com um aparelho ergonômico.

Por fim, foi revelado que, apesar do anúncio, ainda há muito a ser desenvolvido no sistema. Por isso, o equipamento não deve chegar às lojas em 2021.  

Produtores de jogos em VR 

A empresa também usou o espaço para agradecer os produtores de jogos focados em realidade virtual pelo apoio à tecnologia. ‘After The Fall’, ‘Sniper Elite VR’ e ‘Humanity’ são apenas alguns dos títulos que devem chegar em breve e que utilizam o sistema da Sony .

“Com o PlayStation VR e o sistema VR de última geração que estamos construindo, nosso compromisso com a realidade virtual como meio para jogos está mais forte do que nunca”, finaliza a empresa. 

Comentários Facebook
Propaganda

TECNOLOGIA

Facebook paga R$ 3,6 bilhões a usuários para encerrar processo nos EUA

Publicados

em


source

Olhar Digital

Facebook fecha acordo com EUA
Unsplash

Facebook fecha acordo com EUA

A justiça dos Estados Unidos confirmou um acordo para o Facebook pagar US$ 650 milhões a moradores de um estado por violação de privacidade envolvendo sistemas de reconhecimento facial . A decisão faz parte de um processo movido por 1,6 milhão de moradores do estado de Illinois – todos receberão uma pequena parcela da quantia paga pela rede social para quitar o processo.

Você viu?

O caso é antigo e vem de 2015, quando o advogado Jay Edelson processou o Facebook alegando que o uso do sistema de reconhecimento facial para marcar pessoas em fotos violava uma lei estadual de Illinois que impede o armazenamento de dados biométricos sem consentimento do usuário. Novas pessoas foram se juntando ao caso, até superar a marca de 1,6 milhão de envolvidos.

Todo o valor disponibilizado pelo Facebook será distribuído entre os usuários da rede social que vivem em Illinois e “cujas fotos estão no site a partir de 2011”. Três das pessoas que processaram o Facebook receberão US$ 5 mil, enquanto o restante ficará com US$ 345 cada.

O juiz James Donato, da Califórnia, também disse que o Facebook deve pagar a multa o mais rápido possível. Donato também chamou o acordo de “uma grande conquista para consumidores na altamente contestada área de privacidade digital”.

Facebook celebra acordo e pagará multa

Em um comunicado, o Facebook comemorou ter enfim finalizado o processo. “Estamos felizes em chegar a um acordo para que possamos deixar essa questão para trás, que é o melhor para os interesses da nossa comunidade e acionistas”.

A rede social já alterou a forma como o reconhecimento facial para marcação funciona, e usuários têm a opção de escolher se querem ou não que seus dados sejam armazenados pelo Facebook. O Facebook tinha oferecido US$ 100 milhões a menos, mas aumentou a proposta, já que um juiz negou a anterior, alegando que a empresa não seria “punida adequadamente”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana