mato grosso

Sete municípios de Mato Grosso movimentam R$ 9,7 bilhões no agronegócio

Publicado

Sete municípios mato-grossenses (Campo Verde, Campo Novo do Parecis, Juruena, Matupá, Nova Mutum, São José do Povo e Tapurah), cuja população total soma 174.978 habitantes, comemoram aniversário neste sábado, 04 de julho. O governo investe somente nesses municípios R$ 65 milhões em obras de infraestrutura e já repassou pelo menos R$ 110 milhões para saúde, assistência social, transporte escolar, e recursos provenientes de ICMS, Fethab e IPVA desde 2019.

Localizados em diferentes regiões do Estado, quase todos se destacam pela produção agropecuária e pelo peso do setor de serviço na composição do PIB (Produto Interno Bruto), num total de R$ 9,756 bilhões em 2017, segundo o IBGE. Com exceção de São José do Povo, fundado em 1989, os demais completam 32 anos.

Campo Verde, Campo Novo do Parecis, Nova Mutum e Tapurah, com uma produção total de 849,27 mil toneladas de algodão em 2017, avaliadas em R$ 2,214 bilhões, estão entre os maiores produtores do Estado e do país. Campo Verde e Campo Novo ocupam, respectivamente, a segunda e terceira posições no Estado e terceiro e quarto lugar no ranking nacional.

Fardos de algodão em Campo Verde 

Com o milho, a situação se repete. São 3,87 milhões de toneladas, avaliadas em R$ 1,4 bilhão, colhidas em cinco dos sete municípios aniversariantes. Nova Mutum, com 1,39 milhão de toneladas, ocupa as segundas posições mato-grossense e brasileira, enquanto Campo Novo do Parecis, com 1,34 milhão de toneladas fica uma posição abaixo.

O quadro é o mesmo, quando se trata de soja. Foram 5,86 milhões de toneladas, em 2017, avaliadas em R$ 4,013 bilhões. Novamente, Nova Mutum e Campo Novo do Parecis se destacam. Ocupam, respectivamente, a segunda e terceira posição no ranking dos maiores produtores estaduais e quarto e quinto no ranking nacional.

Campo Verde, Nova Mutum e Tapurah estão entre os primeiros do Estado na criação de galináceos, com um rebanho total de 21,27 milhões de cabeças e produção de 44,49 milhões de dúzias de ovos, por um plantel de 2,45 milhões de galinhas.

Vista aérea de Nova Mutum 

Com relação ao rebanho suíno, Tapurah, primeiro no ranking estadual e quinto no nacional, e Nova Mutum (quarto no ranking estadual) respondem pela criação de 715,29 mil cabeças, das quais 84,23 mil matrizes.

Campo Novo do Parecis ainda se destaca por ocupar o primeiro lugar do ranking nacional da produção de girassol, com 45,36 mil toneladas, avaliadas em 52,9 milhões, e pela quarta posição estadual na produção de cana-de-açúcar, com 2,88 milhões de toneladas, avaliadas em R$ 195,39 milhões.

  Girassol em Campo Novo do Parecis 

Presença do Governo do Estado

Por meio de obras, de infraestrutura especialmente, e repasses de recursos financeiros, o Governo de Estado cumpre seu papel de parceiro dos municípios.

Neste ano de 2020 (até maio) repassou, aos sete municípios aniversariantes deste dia 04 de julho, R$ 92,526 milhões em ICMS, IPVA e Fethab. Além de R$ 17,341 milhões sem Assistência Social, Transporte Escolar e Saúde entre 2019 e 2020.

Executadas diretamente pela Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) ou em parceria com as prefeituras, o Governo Estado está investindo mais de R$ 65 milhões em pavimentação, manutenção de rodovias e pontes. São mais de 330 km de rodovias e 30 pontes em obras.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Iniciativa privada cede colaboradores e maquinários para ajudar no combate aos incêndios no Pantanal

Publicado


.

Os empresários da região da Transpantaneira estão auxiliando no combate aos incêndios no Pantanal. Fazendeiros estão cedendo colaboradores para operar as máquinas que farão os aceiros – desbaste de vegetação que impede a propagação do fogo.

“Já temos dois profissionais prontos para iniciar o trabalho nessa missão importante de combate ao fogo e logo haverá mais. Atendemos a demanda do Corpo de Bombeiros, em ação conjunta com a Secretaria de Meio Ambiente, que irá enviar maquinários apreendidos em Mato Grosso para a região”, diz Jefferson Moreno, secretário adjunto de Turismo.

A pasta é vinculada à secretaria de Desenvolvimento Econômico, que está articulando o apoio dos empresários, fazendeiros e moradores da região do Pantanal para este trabalho junto às forças de combate.

Na sexta-feira (07.08), foi deflagrada a Operação Pantanal 2, fruto de uma ação conjunta entre Governo de Mato Grosso, Forças Armadas, Ibama, Governo de Mato Grosso do Sul. Para a força-tarefa que já está atuando no local estão previstos a utilização de dois helicópteros e duas aeronaves do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT), uma aeronave do Ciopaer, uma aeronave do Sesc Pantanal e maquinários. Estiveram presentes o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, e a secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

O efetivo empregado na iniciativa é de 31 bombeiros militares de Mato Grosso, 12 bombeiros militares de Mato Grosso do Sul, 16 fuzileiros navais, além do apoio de 10 brigadistas do Ibama, podendo ter o efetivo aumentado, dependendo das condições encontradas durante a força-tarefa.

“O Pantanal é uma região extremamente importante para Mato Grosso. Lá temos quase 15% do rebanho do Estado e também é um rico atrativo turístico. Este trabalho dos militares do Corpo de Bombeiros, Marinha, Forças Armadas e moradores e empresários é essencial para resguardamos a fauna e flora riquíssima do Pantanal”, diz César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico.

As pousadas Piuval, Rio Claro, Recanto do Jaguar, Pousada do Neco, Pousada Porto Jofre, os hotéis Santa Rosa, Pantanal Mato Grosso Hotel, Hotel Sesc Pantanal e as fazendas São João, Comitivas, São Miguel, Samambaia, a prefeitura municipal de Poconé, entre outros, estão contribuindo com o Governo de Mato Grosso para salvar o Pantanal.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana