mato grosso

Sesp reativa Câmara Temática de Grandes Eventos para planejar segurança do Brasileirão

Publicados

em


Depois de 35 anos, Mato Grosso voltará a sediar, com time mandante, jogos da série A do Campeonato Brasileiro, maior evento esportivo do País. Para isso, foi reativada a Câmara Temática de Grandes Eventos pela Secretaria de Estado de Segurança Pública nesta segunda-feira (17.05).

A Câmara Temática atuou durante os jogos da Copa do Mundo realizados em Cuiabá, em 2014, e agora retoma suas atividades para o planejamento e organização da segurança na série A do Brasileirão. O Cuiabá Esporte Clube deve disputar com 19 times jogos na Arena Pantanal até dezembro.  

Até o final do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, os jogos devem permanecer fechados ao público, conforme informou o diretor de Competições da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), Diogo Carvalho. Na próxima quinta-feira (20), haverá uma reunião com a CBF para definir as diretrizes de como será o quantitativo de pessoas para trabalhar dentro do estádio como imprensa e pessoas ligadas aos órgãos públicos.

“Ainda não há previsão de volta do público nos estádios. Falam em liberar 10%, 20%, mas neste primeiro momento, até o fim do primeiro turno, não há previsão de retorno do público. Estamos aguardando definição da CBF, mas se houver algo diferente, vamos comunicar a todos”.

Uma das definições da reunião desta segunda-feira foi estabelecer um Procedimento Operacional Padrão (POP) criando rotina para que cada um dos integrantes, o Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Politec, Corpo de Bombeiros e a Polícia Penal. Durante as partidas, todos esses órgãos vão ficar em um espaço dentro da Arena Pantanal em atendimento aos casos dos crimes previstos no Estatuto do Torcedor.

“Assim como na Copa do Mundo as agências que participam dos grandes eventos vão estar dentro da arena. O Juizado é deslocado para Arena e fica mais fácil para decisão da magistrada que fará alinhamento com o MP e a Defensoria. O nosso papel da segurança é se colocar a disposição. Vamos trabalhar com cenários com jogos com portões fechados e com a possível reabertura”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Confusões e aglomeração no entorno

A magistrada Patrícia Ceni, do Juizado Especial do Torcedor, destacou que mesmo com os jogos com portões fechados, o Estatuto do Torcedor prevê que quem praticar atos de violência e vandalismo em um raio de 5 km dos estádios, promover confusão ou invadir o campo pode ser punido com o pagamento de multa, banimento dos locais das partidas e prisão de um a dois anos.

“Os primeiros jogos que são do Cuiabá contra o Juventude e o Atlético Goianiense, acredito que não deva atrair tantas pessoas no entorno da Arena, como deve acontecer no jogo contra o Flamengo. A vinda de outros times do Rio e de São Paulo devem atrair muitas pessoas para os bares no entorno da Arena Pantanal”, destacou. O Cuiabá enfrenta o Flamengo, no dia 1º de julho, às 19 horas.

O comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel PM Luís Fernando Oliveira Dias, planeja atuar com três cenários, assim como é feita avaliação de risco pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. A quantidade de efetivo empregada depende se é com portões fechados, quem vai jogar e a situação do time no campeonato.

“Fora e dentro dos estádios, a segurança é uma atuação Público Privada. A responsabilidade da segurança interna é do time, mas a segurança e a vida do cidadão também é responsabilidade do Estado. Temos que estar preparados! No Rio de Janeiro, o jogo do Flamengo contra o Internacional foi estressante no entorno do estádio”.

Foi definido que o Batalhão de Trânsito será responsável pela escolta dos times, o efetivo do 10º Batalhão, se necessário com reforço de policiais do 1° e 2º Comando Regional, pela segurança do entorno. Já a Rotam, que é o Batalhão de Choque, estarão dentro do estádio.

Centro de triagem x jogos da série A

O secretário adjunto de Esportes e Lazer de Mato Grosso, Jefferson Neves, destacou que a pasta esta trabalhando de forma cronológica para obtenção dos alvarás de segurança e pânico de forma gradativa, pois ainda não há previsão de jogos abertos ao público e que a Arena Pantanal passa por reforma.

“Esse alvará não será liberado pleno agora exatamente porque temos o Centro de Triagem da Covid-19, Centro de Distribuição de Alimentos funcionando. A gente acredita que o público será liberado para o estádio a partir do momento que a pandemia estiver mais controlada e aí não terá sentido de ter o centro de triagem na Arena”.

Como ainda os jogos serão com portões fechados, o Centro de Triagem vai continuar funcionando em paralelo, conforme informou Jefferson Neves. “A gente experimentou isso na série B e fomos modelo de atuação a nivel nacional. Compramos túnel de desinfecção para que todos os jogadores que chegassem na arena passassem por ele. O Centro de Triagem é interrompido 5 horas antes do jogo e todo espaço, inclusive os que não são usados, são desinfectados. Tivemos todo esse controle  na série B já pensando no acesso a seria A”.

Também participaram da reunião na Sesp o promotor de Justiça Mauro Poderoso; o delegado Regional de Cuiabá, Wagner Bassi; o gerente do Serviço de Operações Especiais do Sistema Penitenciário (SOE), Edson Cassimiro da Silva Filho; o coordenador de Perícias em Vivos da Politec, João Marcos Rondon de Lima; comandante regional de Cuiabá do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel BM Wendell Carlos Arruda Silva, além dos secretários adjuntos da Segurança Pública.    

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Virginia Mendes participa de inauguração do ‘Núcleo Florescer’ do projeto Chita & Fuxico

Publicados

em

Neste sábado (25.09) aconteceu a inauguração do segundo núcleo de produção formal do Chita & Fuxico da BPW, que tem como embaixadora do projeto a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. O Núcleo Florecer foi instalado no instituição Seara de Luz, no bairro Liberdade, em Cuiabá.

O objetivo do núcleo é ser um espaço que receba mulheres em situação de vulnerabilidade social, para dar qualificação a elas através da costura, tendo como principais elementos a chita e o fuxico, gerando renda as assistidas. Outro objetivo também é fazer do projeto ‘Chita & Fuxico’ uma grife regional, com projeção para o mercado da moda em nível nacional e internacional. Esse é o segundo núcleo instalado, tendo como primeiro o Núcleo Flor Ribeirinha, localizado no Quintal da Domingas no bairro São Gonçalo Beira Rio.

“É gratificante receber esse projeto e sermos prestigiadas pela primeira-dama Virginia Mendes aqui no Seara de luz. Esse projeto ampara as mulheres em situação de vulnerabilidade social. É uma oportunidade de trabalho e de qualificação profissional de “ensinar a pescar”, e é isso que a gente quer, criar maneiras para que as pessoas caminhem com as suas próprias pernas e saiam da exclusão”, contou Elione Fátima, presidente da Seara de Luz.

A inauguração de hoje uniu a força dos projetos Chita & Fuxico e a MT Mamma – Amigos do Peito, que já reforça a importância da Campanha Outubro Rosa 2021. Juntos, os dois projetos criaram a coleção ‘Mamma&Chita’, que traz uma edição limitada de camisetas e máscaras da campanha Outubro Rosa customizada pelas mulheres ribeirinhas assistidas pelo projeto. Essa união irá proporcionar renda em prol das pessoas em tratamento e pós-tratamento do câncer de mama e de mulheres ribeirinhas em situação de vulnerabilidade social, já que o valor arrecado na venda será dividido entre os dois projetos.

Durante a inauguração aconteceu o desfile da coleção ‘Mamma&Chita’ que mostrou a edição limitada das camisetas da MT Mamma customizadas. A primeira-dama de Mato Grosso abriu o desfile acompanhada por sua filha, Maria Luiza.

“A Virginia Mendes veio abrilhantar o nosso desfile, entrando com a sua filha Maria Luiza. Esse gesto reforça a importância dos dois projetos e fortalece as nossa ações”, disse Zilda Zompero, coordenadora da comissão de responsabilidade social da BPW.

“Estou muito feliz por fazer parte desses projetos! É a união de duas causas extremamente importantes que dá forças para as mulheres que lutam contra o câncer e também às mulheres que precisam de uma renda para manterem o seu lar. Me sinto honrada por estar aqui e poder contribuir com essas ações”, disse a primeira-dama de Mato Grosso.

Para a diretora administrativa da MT Mamma, Margarete Torres é muito importante ter o apoio da primeira-dama Virginia Mendes na união desses ações. “A primeira-dama representa todas as mulheres do Estado, para nós é uma honra termos o apoio dela nesse projeto, porque ela sabe a importância da causa social e da ajuda ao próximo. É uma mulher que faz a diferença, que é voluntária e que faz realmente as coisas acontecerem. A Virginia Mendes tem o poder de sensibilizar as pessoas e isso é muito importante para as causas sociais”, ressaltou Margarete.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana