POLÍTICA NACIONAL

Sérgio Cabral será transferido de Bangu para batalhão da PM

Publicados

em


source
Ex-governador Sérgio Cabral
Agência Brasil

Ex-governador Sérgio Cabral



O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, determinou ontem a transferência do ex-governador Sérgio Cabral Filho do presídio de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, para o Batalhão Especial Prisional da PM, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

A decisão atende a determinação do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro entendeu que procede um pedido da defesa do ex-governador do Rio para que ele se mantenha afastado de pessoas mencionadas em depoimentos de seu acordo de delação premiada.

Em sua decisão, Bretas também indeferiu pedido da defesa de Cabral para que fosse feita a substituição de sua prisão preventiva por prisão domiciliar. O juiz federal entendeu que quando o ex-governador saísse de qualquer unidade prisional administrada pela Secretaria de Administração Penitenciária, a determinação do ministro seria cumprida.

Leia Também

Cabral está preso preventivamente desde novembro de 2016 e já soma 20 condenações, totalizando 393 anos e dois meses de prisão. Nenhuma delas transitou em julgado ainda. A 20ª condenação do ex-governador ocorreu em junho deste ano, junto com empresários de ônibus que pertenceram à cúpula da Fetranspor, no âmbito da Lava-Jato.


Nesse processo, Cabral foi acusado de corrupção passiva por integrar um esquema de propina envolvendo empresários de ônibus. Na sentença, o ex-governador é apontado como idealizador de esquemas ilícitos. Cabral foi sentenciado a 16 anos e oito meses de prisão neste processo. Também recebeu uma multa de mais de R$ 580 mil.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Saruê deixa cartucho de fuzil em gabinete de senador em Brasília

Publicados

em


source
Gambá levou cartucho na boca até o Congresso Nacional
Luiz Wolff/ Divulgação

Gambá levou cartucho na boca até o Congresso Nacional


Após um cartucho de fuzil ser encontrado próximo ao gabinete do senador Álvaro Dias (Podemos-PR), se descobriu que o objeto foi deixado no local por um saruê, que o carregou na boca até o Congresso. O fato aconteceu na tarde desta quarta-feira (27), no Senado Federal .

Segundo o portal G1 DF, a Polícia Legislativa confirmou que o animal era o culpado após analisar as imagens das câmeras de segurança. A polícia explicou que se tratava de um cartucho não disparado.


Para os agentes, o saruê pode ter encontrado a bala no esgoto. O animal é uma espécie de gambá que costuma se reproduzir durante a primavera, por isso é mais comum vê-lo na cidade nesse período do ano .

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana