BRASIL E MUNDO

Sérgio Cabral já passou por 4 presídios diferentes em maio e junho

Publicados

em

source
Sérgio Cabral
Reprodução/Record

Sérgio Cabral

Nos últimos 43 dias, o ex-governador Sérgio Cabral passou por quatro presídios diferentes. Na noite desta quarta-feira, ele foi transferido de volta para o Batalhão Especial Prisional (BEP) da Polícia Militar em Niterói, de onde saiu no último dia 3 de maio após uma vistoria da Vara de Execuções Penais (VEP) identificar regalias na cela, como celulares, anabolizantes, dinheiro e lista de compras em restaurantes na unidade.

No dia 5 de maio, Cabral foi transferido para Bangu 1, onde teria que cumprir isolamento determinado pela VEP. Após um dia no presídio de segurança máxima, o ex-governador foi transferido para custódia no Corpo de Bombeiros, por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele foi levado ao 1º Grupamento de Bombeiro Militar, no Humaitá, Zona Sul do Rio.

Inicialmente, Cabral seria transferido para o Grupamento Especial Prisional (GEP) dos Bombeiros, em São Cristóvão, mas a mudança para o Humaitá ocorreu após Leandro Monteiro, comandante do Corpo de Bombeiros do Rio, elencar ao juiz Bruno Monteiro Ruliere, uma série de problemas que dificultariam o cárcere do ex-governador na unidade prisional. Ao final do documento, ele pede que a a decisão seja cumprida no Humaitá.

Mas, por determinação da juíza Ana Paula Abreu Filgueiras, o ex-governador foi transferido na noite de 23 de maio para o GEP. Em sua decisão, ela afirmou que, após vistoria no GEP, foi constatado que a unidade fica ao lado de duas escolas, sem proximidade de comunidades e com um grande espaço de circulação e estacionamento.

Em mais uma reviravolta, na noite desta quarta-feira (15), Sérgio Cabral deixou o GEP do Corpo de Bombeiros, em São Cristóvão, na Zona Norte, e retornou à à Unidade Prisional da Polícia Militar, no Fonseca, em Niterói. A decisão da volta foi tomada pela 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ). Os desembargadores determinaram que Cabral fique na unidade até o fim do processo disciplinar aberto pela Polícia Militar que apura as denúncias de regalias, “garantindo-se o contraditório e ampla defesa, inclusive em grau recursal”.

Advogados de defesa do ex-governador, Patrícia Proetti, Daniel Bialski e Bruno Borragine emitiram a seguinte nota: “”A corte corrigiu uma arbitrariedade baseada em suposições, jamais em fatos e provas. O ex-governador agora voltará à unidade da Polícia Militar”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Operação Baixas Temperaturas leva 320 pessoas a locais de acolhimento

Publicados

em

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), informa que foram encaminhadas 320 pessoas para os serviços de acolhimento da rede socioassistencial entre as 18h de quarta-feira (10) e as 10h desta quinta-feira (11). Durante esse mesmo período foram entregues 96 cobertores pelas equipes da Coordenação de Pronto Atendimento Social (CPAS).

Desde o início da Operação Baixas Temperaturas 2022, em 30 de abril, até o dia 8 de agosto foram registrados 1.596.893 acolhimentos nos serviços da rede socioassistencial. É importante destacar que nesta ação – que será promovida até 30 de setembro – uma pessoa pode ser acolhida mais de uma vez. Além dos chamados pelo 156, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social realiza a busca ativa daqueles que se encontram em situação de rua, juntamente com as equipes do Consultório na Rua, durante as noites e madrugadas. Os encaminhamentos são executados por meio do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), da CPAS e dos atendimentos nas tendas. Foram distribuídos, até o momento, mais de 61 mil cobertores às pessoas que vivem em situação de rua.

Vagas

A rede socioassistencial conta com mais de 18 mil vagas. Para a OBT 2022 já foram criadas 2.044 novas vagas. Além disso, ainda no período deste inverno, estão previstas a criação de 250 vagas em novos Centros de Acolhida localizados em Perus e Santana, na Zona Norte; e Guaianases, na região Leste.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social também informa que haverá mais 600 vagas nos prédios cedidos pela Fundação Casa, que estão em fase de análise técnica para adequações estruturais. As primeiras 100 vagas para famílias devem ser abertas neste mês de agosto no Itaim Paulista, na região Leste da cidade.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana