artigos

Será que a morte foi súbita ou foram ignorados os avisos que o coração deu?

Publicados

em

Médico Max Lima

Por Max Lima

Quem nunca ouviu a expressão “infarto fulminante”, “mal súbito” ou “morte súbita” antes? Todos esses são termos muito utilizados pela população leiga para se referir a um episódio de óbito de causa inexplicada que ocorre de maneira aguda.

Para nós, médicos, ou qualquer outro profissional da saúde, esses termos devem deixar de existir. Na maioria das vezes, estamos nos referindo a uma morte súbita cardíaca (MSC).

Qual a importância disso? Qualquer um conhece algum caso ou já ouviu sobre um caso próximo de tal fatalidade. A MSC é responsável por cerca de 4 milhões de mortes por ano em todo o mundo.

Representa 25% das mortes de origem cardiovascular. A incidência varia se o paciente possui algum substrato prévio ou não (infarto do miocárdio e arritmia ventricular complexa), sendo muito maior nos que possuem alguma lesão cardíaca estrutural como as exemplificadas. Morte súbita cardíaca pode ser definida como morte natural inexplicada, de causa cardíaca, que ocorre de forma super aguda (em geral, com menos de 1 hora do início dos sintomas), em indivíduos sem comorbidades agudas prévias que poderiam evoluir para o evento (óbito).

Será que é mesmo inexplicada ou deixamos de lado avisos e o autocuidado? Essa frase provacativa chama atenção para uma associação bem sabida por nós cardiologistas: Obesidade X Morte Cardiovascular.

A epidemia de sobrepeso/obesidade já afeta 39% da população adulta e 18% das crianças e adolescentes entre 5 e 18 anos, com consequências consideradas devastadoras para a saúde.

Algumas estimativas indicam que o excesso de peso é a segunda causa de morte no mundo, perdendo apenas para as doenças associadas ao tabagismo.

Uma das doenças associadas à obesidade, o distúrbio do sono conhecido como Apneia é caracterizado por pausas respiratórias com duração mínima de 10 segundos. Essa interrupção está relacionada diretamente com alterações cardíacas e pulmonares.

A apneia é uma doença crônica, progressiva e incapacitante. Os principais sintomas são o ronco, a fadiga diurna e a diminuição da capacidade concentração que podem trazer prejuízos no aspecto social e afetar negativamente a vida do paciente.

Quais são os Riscos Cardiovasculares?

A apneia está relacionada com outros fatores de risco cardiovasculares, como índices de colesterol elevados, diabetes e obesidade. A apneia, inclusive, pode estar relacionada com casos de morte súbita noturna.

O Coração fraco, várias arritmias e principalmente arritmia na parte de baixo do coração, conhecida como ventriculares, têm relação com morte súbita de noite. A apneia do sono é uma doença que é subdiagnosticada. É algo que precisa de mais atenção e que precisa ser avaliada no dia a dia.

Max Lima é médico especialista em cardiologia e terapia intensiva, conselheiro do CFM, médico do corpo clínico do hospital israelita Albert Einstein, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso (SBCMT), Médico Cardiologista do Heart Team Ecardio no Hospital Amecor e na Clínica Vida , Saúde e Diagnóstico. CRMT 6194 – Email: [email protected]

 

Comentários Facebook
Propaganda

artigos

A beleza que comunica

Publicados

em

Por Fernanda Fernandes

Algum dia você parou para pensar na maquiagem como ferramenta de comunicação? A maquiagem embelezadora, clássica, pode ser a sua maior aliada em diversas ocasiões.

O brasileiro é vaidoso por natureza. Estudo da Euromonitor, empresa internacional de pesquisa de mercado, estima que o Brasil é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, do Japão e da China.

Nos dias de hoje a maquiagem se tornou indispensável para muitas mulheres, ela pode proporcionar autoestima, transmitir estilo, estado de espírito e comunicar ao mundo quem é você.

O conceito é simplesmente realçar a beleza da mulher. Esse é o meu propósito todas as vezes que pego em um pincel para embelezar uma pessoa.

A comunicação visual é a forma como o outro nos percebe, mas acima de tudo com nos vemos diante do espelho faz muita diferença, ou melhor, faz muito bem para o nosso autocuidado. Através da imagem pessoal podemos valorizar o nosso posicionamento diante do nosso público, e a maquiagem pode ser uma potencializadora desse resultado, como por exemplo, harmonizando o tom da pele cansada, com olheiras depois de uma noite mal dormida, proporcionando suavidade e uma pele com aspecto saudável.

Hoje, as mulheres não procuram os serviços de uma maquiadora profissional apenas quando tem um evento, a demanda aumentou muito para outras ocasiões como por exemplo para ensaio de fotos profissional, e até curso de automaquiagem para aprender a se maquiar no dia a dia.

Também existem regras na maquiagem, mas eu não uso, respeito a forma do rosto da mulher para que ela olhe no espelho e se admire e não ache que está com aparência de outra pessoa.

Prezo muito pelo cuidado com a pele, o momento skin care faz toda diferença, e a maquiagem entra como um suporte, respeito o gosto de cada um, mas me admira a beleza real, limpa, leve que a maquiagem também proporciona.

Carrego na alma a naturalidade do belo. Da beleza que comunica!

O meu propósito me fez realizar um grande sonho, conquistar o meu Studio Fernanda Fernades Makeup.  Engana-se quem ainda analisa como futilidade a área, o setor da beleza é extremamente rentável, pois a maquiagem me proporcionou sair de um emprego de salário fixo para faturar 5x mais.

Fernanda Fernandes é maquiadora profissional, especialista em maquiagem clássica, empreendedora, mãe, apaixonada por maquiagem. Também possui formações técnicas em designer e micropgmentação de sobrancelhas. Especialista em valorizar a beleza natural através da maquiagem – Siga no instagram @fernanda.fernandesmakup

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana