POLÍTICA NACIONAL

Senador Omar Aziz é diagnosticado com Covid-19: “Estou assintomático”

Publicados

em


source
Senador Omar Aziz (PSD-AM)
Jefferson Rudy/Agência Senado

Senador Omar Aziz (PSD-AM)

Nesta sexta-feira (21), o  senador Omar Aziz (PSD-AM) informou que testou positivo para a Covid-19, em publicação nas redes sociais. O parlamentar disse estar sem sintomas da doença após ter tomado “todas as doses da vacina” e que, mesmo com os cuidados necessários, contraiu o vírus.

“Amigos, mesmo com as medidas de precaução e distanciamento contrai COVID. Tomei todas as doses da vacina e estou assintomático. Vou cumprir quarentena como determinam as autoridades médicas. Um bom dia e abraços a todos”, escreveu.





Leia Também



O senador presidiu a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no ano passado, que ouviu integrantes do governo, empresários, ex-ministros, deputados, médicos e cientistas. A Comissão tinha o objetivo de investigar supostas omissões e irregularidades nas ações do governo federal durante a pandemia no Brasil. 

A CPI foi instaurada no Senado Federal em 27 de abril de 2021 e finalizada em 26 de outubro do mesmo ano , durando 5 meses e 29 dias. No documento final, feito pelo então relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), a Comissão pediu o indiciamento de 78 pessoas , incluindo o do presidente Jair Bolsonaro (PL) e de duas empresas.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Leitura de carta pela democracia lota pilotís da PUC-Rio

Publicados

em

O professor Marcelo Jasmim discursa no ato pela democracia na PUC-Rio
Luis Felipe Azevedo/IG

O professor Marcelo Jasmim discursa no ato pela democracia na PUC-Rio

A PUC-Rio sediou o ato Pilotis pela Democracia na manhã desta quinta-feira (11). Localizada na Gávea, Zonal Sul do Rio de Janeiro, a universidade mobilizou professores, funcionários e alunos para a leitura da “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito”, organizada por juristas da Faculdade de Direito da USP. A manifestação também contou com a presença do deputado federal e candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro, Alessandro Molon (PSB-RJ), e da depuatada federal Jandira Feghali (PCdoB).

Durante a cerimônia, houve defesa do sistema eleitoral e críticas à intolerância e ao autoritarismo. Professor do departamento de História da PUC-Rio, Marcelo Jasmim estava na universidade em maio de 1977 quando, na época da ditadura militar, forças policiais isolaram o bairro da Gávea e demonstraram ostensivamente seu poder de coerção.

“A democracia não será nesse país mais uma jovem assassinada. A liberdade e a democracia não são dados da natureza nem dados da história. Elas dependem de nós, da nossa ação”, disse o professor.

Para o estudante de Jornalismo da PUC-Rio Danilo Akel, de 19 anos, o ato é simbólico e visa demarcar o posicionamento da universidade contra investidas autoritárias.

“O Brasil atual é perigoso no sentido da violência e da linguagem. A carta demonstra a união entre parte das forças políticas brasileiras que, apesar das divergências, concordam com o mínimo que são as regras do jogo”, afirmou o estudante.

O movimento foi encerrado com manifestações contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com grito de viva a democracia.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana