POLÍTICA NACIONAL

Senado aprova isenção de contas de luz adicionais a amapaenses

Publicados

em


O Senado aprovou (30) a Medida Provisória (MP) 1.010/2020, que concede isenção nas faturas de energia elétrica concedida aos consumidores do Amapá. O texto vai à sanção presidencial. 

Em novembro, um incêndio em um dos transformadores da subestação de energia em Macapá, capital do estado, deixou praticamente todo o estado sem energia por cerca de 80 horas, o que causou prejuízos para moradores e empresários do Amapá. 

O texto da MP foi alterado na Câmara, tornando-se um Projeto de Lei de Conversão. Pelo projeto, o valor que sobrar dos R$ 80 milhões liberados para compensar o benefício deverá ser utilizado para custear a isenção de três faturas de energia elétrica adicionais para consumidores residenciais de baixa renda.

Essa sobra poderá pagar ainda as faturas de consumidores residenciais e rurais (até 280 kWh de consumo médio mensal). Todos os consumidores devem ser de cidades atingidas pelo apagão. De acordo com o relator da MP no Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), os amapaenses ainda sentem os efeitos do apagão de novembro, potencializados pela pandemia.

“Os consumidores afetados de forma mais gravosa por essas interrupções do fornecimento de energia elétrica foram os consumidores enquadrados na Subclasse Residencial Baixa Renda ou na Classe Rural dos Municípios do Estado do Amapá e consideramos justo, portanto, que se ofereça tratamento diferenciado para esses consumidores. É justa a extensão do período de isenção de pagamento da fatura de energia elétrica aos três meses posteriores ao término do período”, disse Alcolumbre em seu relatório.

* Com informações da Agência Senado

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Comissão da Covid-19 quer explicações sobre corte do Bolsa Família no Norte e Nordeste

Publicados

em


A Comissão Temporária da Covid-19, que acompanha as ações de enfrentamento ao coronavírus, pediu informações ao ministro da Cidadania, João Roma, sobre a queda no número de beneficiários do Bolsa Família no Norte e Nordeste entre o fim do ano passado e fevereiro de 2021. O período coincide com o fim do pagamento do auxílio emergencial. O requerimento da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) foi aprovado nesta segunda-feira (17) e pede ainda dados sobre quantas famílias aguardam para entrar no programa, e se essa inserção é proporcional em todas as regiões.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana