esportes

“Sempre coloquei pressão sobre mim mesmo”, diz Anthony Davis

Publicado


O jogador do Los Angeles Lakers Anthony Davis esperou toda sua carreira para chegar às finais da NBA (liga de basquete profissional dos Estados Unidos) e, no jogo 1, na última quarta (30), ele mostrou que está se esforçando ao máximo.

Maior pontuador na vitória do Lakers sobre o Miami Heat por 116 a 98, Davis somou 34 pontos, nove rebotes e cinco assistências, adicionando peso ao formidável ataque do time de Los Angeles.

“Obviamente [eu] quero estar lá e jogar bem […]. Sempre coloquei pressão sobre mim mesmo”, disse Davis aos repórteres. “Você acaba sentindo adrenalina antes porque está tão animado apenas por estar aqui e fica pronto para ir lá e jogar”, declarou.

Davis se transferiu para o Lakers em meados do ano passado, após um desentendimento público com o New Orleans Pelicans, que o contratou em 2012. Assim, ele juntou forças, em Los Angeles, com o astro LeBron James.

Embora o desempenho de Davis tenha impressionado muitos, LeBron, de 35 anos, que busca o quarto título da NBA este ano, disse que é simplesmente o que espera de seu companheiro de equipe.

“Ele está se preparando para este momento durante toda a temporada. Estou feliz por estar na mesma quadra com ele e com o mesmo uniforme”, afirmou LeBron. “Ele foi, mais uma vez, uma força em todas as facetas do jogo, ofensivamente e defensivamente”, afirmou o craque.

O Lakers enfrenta o Heat no jogo 2 das finais da NBA na próxima sexta-feira (2).

Comentários Facebook
publicidade

esportes

Desfalcado na zaga, Bahia volta a ter defesa mais vazada do Brasileirão

Publicado


A derrota por 4 a 0 para o Bragantino para o Bragantino, na última sexta-feira, fez o Bahia chegar a 34 gols sofridos no Brasileirão e retomar o posto de defesa mais vazada, agora ao lado do Goiás, lanterna da competição. Vale lembrar que a 22ª rodada ainda está em andamento e muitas equipes têm jogos a menos.

Antes da chegada de Mano Menezes, o Bahia tinha disputado oito jogos no Brasileirão, com 14 gols sofridos e média de 1,72 por partida. Em apenas um jogo não sofreu gols e vinha de amargas derrotas, entre elas um 5 a 3 para o Flamengo, em Pituaçu.

Com o treinador, no Brasileirão, o Tricolor fez 14 partidas e sofreu 20 gols, o que significa média de 1,42 por jogo. Destas partidas, ficou sem ser vazado em duas delas.

Para piorar a situação, Mano tem convivido com desfalques e poucos zagueiros à disposição. Juninho, Anderson Martins, Lucas Fonseca e Ernando são os quatro zagueiros do elenco profissional utilizados. Lucas, porém, está machucado e Ernando em fase final de recuperação de lesão. O segundo, inclusive, pode pintar no jogo desta terça, contra o Unión Santa Fé, pela Copa Sul-Americana.

E, no seu próximo compromisso, o treinador vai precisar ter uma defesa afinada já que, na Sul-Americana, há o critério de gol qualificado. A partida contra o Unión Santa Fe está marcada para esta terça-feira, às 19h15, na Arena Fonte Nova.

 

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana