esportes

Semifinais esquentam Campeonato Mineiro no domingo

Publicado


.

O Campeonato Mineiro chega às semifinais no próximo domingo (2) com a certeza de que um time de fora da capital vai lutar pelo título. A primeira partida da semifinal será disputada entre Tombense e Caldense, às 11h, no estádio Independência. O jogo de volta está marcado para quarta-feira (5), no mesmo local, às 16h.

Após quatro vitórias consecutivas nas últimas quatro rodadas, a Tombense garantiu a liderança da primeira fase com 26 pontos, o que permitiu a vantagem de se classificar com empates nos dois jogos ou com uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols. O grande destaque da equipe é o atacante Rubens, que fez o gol da vitória sobre o Uberlândia, garantindo o primeiro lugar da equipe e o colocando na artilharia do campeonato, com 6 gols marcados.

A Caldense ficou na quarta posição na fase inicial, mas conquistou uma classificação heroica. A equipe de Poços de Caldas chegou à última rodada podendo perder para o Cruzeiro por até dois gols de diferença para passar de fase. Tomou o primeiro gol logo aos 14 minutos do primeiro tempo, mas conseguiu segurar o atual bicampeão mineiro.

Ouça na Rádio Nacional

A outra semifinal tem dois times de Belo Horizonte. Às 16h, o Mineirão será palco do confronto entre América e Atlético. O Coelho até tinha chances de terminar a primeira fase como líder, mas o próprio técnico Lisca já esperava o confronto com Galo. Logo depois de derrotar a URT por 3 a 0, o treinador revelou que desde quarta-feira (29) prepara o time para o confronto de domingo.

“Já esperávamos. Trabalhei de manhã a equipe titular treinando já em cima do que devemos projetar no jogo de domingo, e já projetamos o adversário sendo o Atlético mesmo pela manhã antes da última rodada. Já estávamos muito focados nesse jogo da semifinal antes mesmo da definição”, disse à TV Coelho.

O Atlético, do técnico Jorge Sampaoli, mostrou força com a goleada de 4 a 0 sobre o Patrocinense na última rodada. Contudo, o empate em 1 a 1 com o América, na 10ª rodada, e a vantagem do Coelho de dois empates ou uma vitória e uma derrota pelo mesmo saldo de gols mostram que chegar à final não vai ser fácil, como diz Hyoran: “É um jogo muito difícil, um clássico, e temos que estar concentrados para fazer um grande jogo. Sabemos a vantagem deles, mas é entrar em campo focados, fazer o que o Sampaoli pede e buscar nesse primeiro jogo a vitória e reverter essa vantagem para, no segundo jogo, ter um pouco mais de tranquilidade para buscar a vaga na final”.

O jogo de volta entre América e Atlético será no Independência, quarta-feira (5), às 21h30.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
publicidade

esportes

Domenèc Torrent quer Fla ofensivo, rápido e pressionando adversários

Publicado


.

Domènec Torrent, ou apenas Dome, como prefere ser chamado, participou, nesta segunda-feira (03) de sua primeira entrevista coletiva na função de técnico do Flamengo. Paciente, diplomático e tentando improvisar um “portunhol”, o catalão deixou bem claro como pretende trabalhar com o elenco rubro-negro, as mudanças que deve fazer no estilo de jogo e admitiu que já tem até uma possível escalação para a estreia do Campeonato Brasileiro.

Em todos os momentos, Dome fez questão de deixar claro a grandeza do Flamengo, afirmando ser um dos 10 maiores clubes do mundo e conhecido na Europa. Ao receber a proposta do Rubro-Negro, ele não hesitou.

“Eu não sei se Brasil sabe o quanto o Flamengo é respeitado fora da América. Na Espanha, quando você fala de uma equipe brasileira, a primeira que vem à cabeça é o Flamengo. Quando pessoas que eu confio me falaram sobre o Flamengo eu disse: para tudo. Primeiro é o Flamengo     e se a coisa for adiante e tivermos um processo bom, é minha primeira opção 100%. Só há dez equipes no mundo que se podem comparar a Flamengo. Foi fácil para mim. Quando me falaram sobre o interesse do Flamengo era minha primeira opção de poder trabalhar com esse grandioso clube”.

Dome admitiu que acompanhou cerca de 10 jogos recentes do Flamengo e, dentre eles, as finais da Libertadores e do Mundial Interclubes. Apesar de elogiar o trabalho de Jorge Jesus, que ganhou quase tudo pelo clube, o novo comandante rubro-negro revelou que vai mudar, aos poucos, a maneira de o time atuar. Para isso, conta com a ajuda dos jogadores, e já sabe até a escalação para o primeiro compromisso do Campeonato Brasileiro.

“Quando você ganha tudo quer dizer uma coisa: os jogadores são ‘top’, são muito inteligentes, e não têm nenhum problema em mudar. O mais importante não é ganhar, é voltar a vencer quando já venceu antes. Isso é muito difícil. Já tenho experiência em como tratar esses tipos de jogadores. É muito fácil jogar com esses tipos de jogadores, que conheço perfeitamente todos, ou quase todos. Praticamente conheço todo o plantel e já tenho em mente a equipe para a próxima partida”.

Dome afirmou que vai jogar para frente, pressionando o adversário e revelou que prefere ganhar de 4 a 3 do que de 1 a 0. E como o técnico pretende mudar o Flamengo?

 “Acho que a grande diferença é a rapidez que se joga na Europa, o ritmo de treinamento é muito alto. Acredito que as pessoas pensam que o jogador brasileiro gosta muito de tocar a bola e joga mais lento. Eu não penso assim. Eu acho que o jogador brasileiro pode jogar de qualquer maneira porque tem muita qualidade. O mais importante é ter qualidade. Você pode jogar aqui como na Europa, rápido, esta é minha ideia. O que eu quero dizer é que se você pode jogar com dois toques, não jogue com três. Se pode jogar com três toques, não dê quatro. Dar velocidade ao jogo sendo muito ofensivo”.

Ouça na Rádio Nacional

Ao ser questionado sobre uma possível crítica ao Flamengo por ter contratado mais um técnico estrangeiro, Dome preferiu elogiar os treinadores brasileiros e lembrou que na Espanha há muitos técnicos de diversas nacionalidades.

Para o torcedor rubro-negro que ainda está magoado com a saída de Jorge Jesus logo depois de ter renovado contrato, Dome declarou que tem outro objetivo

“Eu quero que o Flamengo tenha um estilo muito próprio e eu gostaria de ficar aqui no Rio por muitos anos. Isto quer dizer que ganhamos muitos títulos, que os dirigentes estão felizes, os torcedores contentes e eu também. Não estou aqui para ficar um ou dois anos, ter sucesso e sair. Quando estou feliz em algum lugar, quero ficar 2,3,4 ou 5 anos. Quer dizer que nós ganhamos, ganhamos, ganhamos e ganhamos.

Domenèc Torrent trouxe dois profissionais para integrar a comissão técnica do Flamengo. O auxiliar Jordi Guerrón e o analista de desempenho, Jordi Gris.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana