GERAL

Sem Censura desta segunda recebe o presidente do Inmetro

Publicados

em

O presidente do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Marcos Heleno Guerson, é o entrevistado do programa Sem Censura desta segunda-feira (2). Ele fala com a apresentadora Marina Machado e os debatedores convidados sobre sua gestão à frente do instituto. A importância da padronização dos produtos pelas empresas nacionais para a melhoria da qualidade dos serviços também é tema da conversa.

Guerson nasceu em Cruzeiro do Sul, no Acre. É formado em engenharia de fortificação e construção e mestre em engenharia de transportes, ambos pelo Instituto Militar De Engenharia, além de pós-graduação em governança corporativa pela Fundação Getulio Vargas. Tem experiência com gestão em tecnologia, regulação de mercado, pesquisa científica e administração pública. Já atuou como professor da Academia Militar das Agulhas Negras e como integrante da Companhia de Engenharia de Força de Paz no Haiti. Também foi pesquisador no corpo de engenheiros do Exército norte-americano.

Em fevereiro de 2020 foi nomeado presidente do Inmetro. Na sua gestão foram fiscalizados mais de 7 milhões de produtos infantis, 5,8 milhões de instrumentos de medição como balanças, bombas de combustíveis, termômetros entre outros, e feitas mais de 200 mil inspeções de conformidade.

Participam como debatedores convidados os jornalistas Alessandro Saturno, repórter da Record, TV Brasília e Rádio Mais Brasil News, e Márcia Fernandes, repórter da TV Brasil e Voz do Brasil.

O programa Sem Censura vai ao ar às segundas-feiras, às 21h, logo após a novela A Escrava Isaura, com transmissão para todo o país em TV aberta, por intermédio das emissoras afiliadas à Rede Nacional de Comunicação Pública – TV, gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e por outras plataformas, como Facebook, Twitter e Youtube, por onde o público pode participar usando a hashtag #SemCensura.

Ao vivo e on demand

Acompanhe a programação da TV Brasil pelo canal aberto, TV por assinatura e parabólica. Sintonize: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar

Seus programas favoritos estão no TV Brasil Play, pelo site play.ebc.com.br ou por aplicativo no smartphone. O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV: tvbrasil.ebc.com.br/webtv

Sem Censura – Marcos Heleno Guerson

Segunda-feira (02), às 21h, na TV Brasil

Facebook
Twitter 
Instagram
YouTube 
TikTok

Fonte: link

Comentários Facebook
Propaganda

GERAL

Motoristas e cobradores aprovam greve de ônibus em São Paulo

Publicados

em

Motoristas e cobradores de ônibus do transporte coletivo na capital paulista entrarão em greve, a partir da 0h desta quarta-feira (29). A paralisação deverá durar 24 horas, caso o setor patronal não se manifeste. A categoria também aprovou uma nova assembleia para amanhã, às 16h, para deliberar o plano de luta e ações.

A decisão foi tomada durante assembleia com mais de 6 mil trabalhadores, segundo o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas), realizada na tarde desta terça (28), no bairro da Liberdade, onde fica a sede entidade.

De acordo com o sindicato, embora tenha sido garantido o reajuste salarial de 12,47% sobre os salários e vale-refeição, o setor patronal ignorou os outros itens da pauta de reivindicações da categoria, como a hora de almoço remunerada, participação nos lucros e resultados, adequação de nomenclaturas e plano de carreiras do setor de manutenção.

“Já se passaram dois meses das nossas negociações e os patrões mostraram-se intransigentes, pedindo prazos, paciência e protelando decisões. A categoria está estafada dessa enrolação”, destacou o presidente em exercício do sindicato, Valmir Santana da Paz, o Sorriso.

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss) disse, em nota, que lamenta a paralisação e avaliou que ela traz “terríveis consequências para a mobilidade da população”.

“A entidade espera que os profissionais do setor de transporte coletivo não penalizem os passageiros, cumprindo a determinação da Justiça, adotada na paralisação de 14 de junho, de colocar em operação 80% da frota nos horários de pico”, diz a nota.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana