mato grosso

Seduc lança guia para auxiliar professores da Educação Infantil

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), por meio da Coordenadoria de Ensino Fundamental, elaborou um manual orientativo que vai ajudar professores nos desafios da Educação Infantil em tempos de pandemia, com foco no ensino remoto. O material foi disponibilizado para duas creches estaduais, localizadas em Cuiabá, e será encaminhado à União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), que por sua vez fará a distribuição aos municípios.

Autora e organizadora do guia, a assessora técnica pedagógica da Seduc, Jussana Valéria de Souza, disse que esse tipo de material já tinha sido elaborado para demais séries, mas não para a Educação Infantil. “Ainda não havia nada específico para essa etapa da aprendizagem, que precisa ser pensada de forma específica, direcionada para essas crianças”, disse.

O guia orientativo relembra que o momento é desafiador tanto para educadores quanto para pais e alunos, e que o contato com o professor, ainda que virtual, leva segurança e acolhimento aos estudantes, e vai motivá-los a fazer as atividades propostas. 

Outro ponto abordado é que os educadores devem planejar as atividades de ensino conforme a necessidade das crianças, sempre questionando se elas têm condições de realizar as tarefas propostas no ambiente em que vivem. Para isso, o contato constante com a família é fundamental. 

De maneira simples e didática, o guia orienta que os professores priorizem atividades lúdicas a fim de envolver os menores, para que não somente aprendam o conteúdo repassado, mas que guardem na memória a experiência vivida.

Metodologias e avaliações
O guia dá sugestões de metodologias de ensino. Sugere, por exemplo, que os professores gravem aulas priorizando histórias, músicas e brincadeiras, com interação com as crianças, e que realizem pelo menos uma aula ao vivo por semana. Além disso, pede que os docentes utilizem redes sociais de fácil acesso para aumentar a participação dos alunos.  

O orientativo tem ainda planilhas de progressão e de registro de atividades, e exemplos de modelo de relatórios. Professores têm que registrar e avaliar o desenvolvimento e dificuldades dos alunos em planilhas, via observação e análise crítica e criativa, feedback dos pais e das crianças, garantia do espaço de escuta dos alunos e conselho semanal entre professor e coordenação. 

Depois dessa avaliação, o educador deve dar início ao processo de intervenção pedagógica para ajudar a criança a avançar naquilo que está com dificuldades. 

Mais informações sobre a cartilha podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone (65) 3613-6414.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Taxa de ocupação das UTIs chega a 92,97% em Mato Grosso

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 489 internações em UTIs públicas e 344 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 92,97% para UTIs adulto e em 40% para enfermarias adulto.

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (13.06), 427.979 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.417 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 407 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 427.979 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.872 estão em isolamento domiciliar e 401.968 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 489 internações em UTIs públicas e 344 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 92,97% para UTIs adulto e em 40% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.294), Rondonópolis (31.259), Várzea Grande (29.186), Sinop (20.792), Sorriso (14.770), Tangará da Serra (14.712), Lucas do Rio Verde (13.096), Primavera do Leste (10.959), Cáceres (9.222) e Alta Floresta (8.158).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (12.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.374.818 casos da Covid-19 no Brasil e 486.272 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.296.118 casos da Covid-19 no Brasil e 484.235 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (13.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana