mato grosso

Sedec busca fortalecimento da agroindústria de Mato Grosso em visita à Argentina

Publicados

em


Uma comitiva da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso conheceu a sede do Instituto Nacional de Tecnologia Industrial (INTI) em Buenos Aires, nesta segunda-feira (28.03). O órgão argentino é vinculado ao Ministério de Desenvolvimento Produtivo. A visita técnica tem como intuito fortalecer a agroindústria do Estado, por meio do intercâmbio de informações voltados ao setor.

O Instituto promove pesquisas e fornece tecnologia direcionadas à evolução do agronegócio, indústria, automação, biotecnologia, energia renovável, eletrônica, madeira, construção e infraestrutura, mecânica e logística, certificação de produtos, processos e pessoas. Bem como, metrologia e qualidade.

De acordo com o secretário Adjunto de Investimentos, Inovação e Sustentabilidade da Sedec, Anderson Lombardi, o objetivo é estimular a produção industrial mato-grossense trazendo as experiências positivas argentinas para o Estado.

“Mato Grosso já tem expertise de produção agrícola, agora queremos ampliar nossa agroindústria por meio dos cases de sucesso que serão customizados a nossa realidade. E o Instituto é uma referência de acompanhamento da produção nacional, de inovação e desenvolvimento para exportação, em soluções tecnológicas e em competitividade industrial”, ressalta Lombardi.

O secretário relata ainda que as iniciativas servirão de parâmetro para a criação de novas políticas estaduais que vão favorecer as cadeias produtivas ligadas ao setor.

Nos próximos dias, a equipe da Sedec também fará o Circuito de Maní (Amendoim) em Río Cuarto, onde será acompanhado o plantio e colheita da oleoginosa e em seguida serão feitas visitas às indústrias beneficiadoras na província de Córdoba.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Estudantes poderão escolher duas áreas de conhecimento para cursar em 2023

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), por meio da Secretaria Adjunta de Gestão Educacional, promove a I Semana de Escuta do Novo Ensino Médio, de 04 a 08 de julho, em todas as escolas da Rede Estadual de Ensino. Cada unidade, sob acompanhamento da Diretoria Regional de Educação (DRE) do seu polo, definirá as melhores estratégias para desenvolver essa ação.

O objetivo é sensibilizar os estudantes sobre a importância da escolha dos Itinerários Formativos. Quem está matriculado no 9º ano do Ensino Fundamental ou no 1º ano do Ensino Médio precisa procurar a secretaria da escola onde está matriculado para formalizar a sua opção por uma das áreas de conhecimento de maior interesse.

“O novo currículo do Ensino Médio agora é organizado por uma parte comum a todos os estudantes e outra parte flexível. Na parte flexível, os estudantes agora têm ao seu dispor quatro áreas de conhecimento, mais a de formação técnica e profissional. Nesse momento, ele deverá escolher até duas áreas de conhecimento para cursar em 2023”, explica Andréa Melo da Silva Pereira, Coordenadora de Ensino Médio da Seduc-MT.

As opções estão divididas em quatro blocos: Linguagens e suas Tecnologias + Ciências Humanas Sociais Aplicadas, Matemática e suas Tecnologias + Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias + Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, além de Ciências da Natureza e suas Tecnologias + Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Andréa observa que a Formação Geral Básica do Ensino Médio, comum a todos os estudantes, continua com todos os componentes curriculares. Já os Itinerários Formativos, que é a parte flexível do currículo, em que o estudante pode escolher o que deseja cursar, é composto por Projeto de Vida, Eletivas e Trilhas de Aprofundamento. “Os estudantes terão a oportunidade de escolher as áreas que mais atendam aos seus interesses”, explicou.

As escolhas que os estudantes fizerem em 2022 serão colocadas em prática no ano letivo de 2023, de acordo com sua identificação e interesse. Assim, terão mais tempo de estudos e a oportunidade de aprofundar e ampliar suas aprendizagens, indo além da formação geral e sendo preparado para desenvolver a capacidade de aplicar o conhecimento em diversos contextos.

NOVO ENSINO MÉDIO

Começou a ser implementado de forma gradual a partir desse ano e é um modelo de aprendizagem focada na formação de cidadãos e no desenvolvimento de competências e habilidades, com disciplinas integradas em quatro áreas do conhecimento que possibilitam que os alunos escolham Itinerários Formativos de acordo com áreas de seu interesse e projetos de vida e de carreira.

Na nova estrutura, até 1.800 horas da carga horária contemplam habilidades e competências relacionadas as quatro áreas do conhecimento que fazem parta da Base Nacional Comum Curricular. Outras 1.200 horas são flexíveis e ficarão reservadas para o aprofundamento.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana