Cuiabá

Secretário Zito Adrien apresenta projeto ‘Viva o Feriado em Cuiabá’

Publicados

em

Secretário de Turismo de Cuiabá, Zito Adrien | Foto: Gustavo Duarte

O secretário de Turismo de Cuiabá, Zito Adrien, apresentou ao setor produtivo da Capital o projeto ‘Viva o Feriado em Cuiabá’, que visa movimentar a cidade em feriados prolongados com a abertura do comércio em geral, bares, restaurantes, pontos turísticos e outros.

A reunião contou com a presença do presidente da  Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio), José Wenceslau de Souza Júnior, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC),Jonas Alves, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), Celio Fernandes e da diretora técnica do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Eliane Ribeiro Chaves.

Conforme Zito, a parceria com entidades, poder público e iniciativa privada é quem irá alavancar esse projeto. “O projeto Viva o Feriado em Cuiabá irá proporcionar um aumento significativo no consumo, junto aos setores de comércio, bens e serviços, bem como criar inúmeras possibilidades de entretenimento, cultura, gastronomia, conhecimento, religiosidade e lazer para a população local e também aos visitantes que serão atraídos pelas promoções e mídias de divulgação que serão amplamente veiculadas. Essa reunião serviu para que pudéssemos corrigir alguns itens. O nosso pessoal é especializado em turismo, mas precisaremos da orientação do setor do comércio e essa integração é muito importante. Eu preciso da ajuda de todos vocês, do setor do comércio, dos hotéis, bares, restaurantes e de todos.  Porque vamos permitir que os cuiabanos conheçam a Cuiabá e para aqueles que venham do interior. Acima de tudo, além de ter o que se fazer, os estabelecimentos estejam abertos nessas datas.  Eu vim aqui para podermos fazer muito, o trade turístico está animado, e se cada um fizer a sua parte será uma nova forma de se trabalhar”, comentou Zito.

O presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza Júnior, conhecido também por Júnior da Verdão, considerou o projeto grandioso e poderá ajudar o setor, que foi um dos mais prejudicados na pandemia.” O projeto é maravilhoso. Estamos atendendo a demanda da Prefeitura em nome do secretário Zito. A gente reuniu o setor produtivo da Capital e conhecemos o projeto. Vivemos e dependemos do comércio e essa visão dos feriados prolongados em que a Capital para, precisamos preencher esse espaço com pessoas circulando, e mostrar o que temos para oferecer. Tudo isso para termos uma Cuiabá melhor”, comentou ele.

Da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), Jonas Alves, pontuou que o poder público e o setor privado devem caminhar juntos para que esse projeto dê certo. “Concordo com o esvaziamento da cidade nesses feriados prolongados. Criou-se esse hábito na população e temos que fazer com que Cuiabá fique movimentada. Neste caso, o poder público pode se atentar para a questão do transporte público nesses dias, dos pontos turísticos que estão sob os cuidados de órgãos públicos, que devem permanecer nestas datas, permanecerem abertos. Precisamos viabilizar pontos turísticos, estruturar hotéis, porque a nossa cidade ainda carece muito disso”, avaliou ele.

O gestor do Centro de Inteligência de Desenvolvimento Sustentável de Cuiabá e membro do Conselho, Alex de Deus, foi quem apresentou o projeto pontualmente aos representantes das classes.   E o assessor técnico da Secretaria Municipal de Turismo, João Eduardo Sá Costa Moreira Brito.

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá realiza ação de combate ao trabalho infantil na feira livre do CPA III

Publicados

em

A Prefeitura de Cuiabá, via Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, realizou, na noite de sexta feira (24), uma grande mobilização popular de combate ao trabalho infantil na feira livre do bairro CPA III, Região Norte do município. 

A ação de conscientização pertence a ampla programação idealizada pela Gestão Emanuel Pinheiro com a finalidade de exterminar práticas desta natureza na sociedade, bem como alertar a população sobre as consequências devastadoras e irreparáveis ocasionadas nas vítimas. No local foram distribuídos folhetos informativos, banners e orientações sobre o tema, sensibilizando os comerciantes e visitantes sobre a importância de defesa da causa, seguindo as diretrizes do Programa Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). 

A coordenadora do PETI no município, ligada ao Executivo Municipal Rute Merle, afirmou que as iniciativas nesses locais, onde há uma intensa movimentação de pessoas, tiveram início no ano passado e, desde então, passaram a fazer parte do cronograma anual. “Tendo em vista que dentro da agricultura familiar existe um número alto de crianças e adolescentes trabalhando, ainda que seja com seus familiares, porém, não deixa de ser um trabalho que prejudica, principalmente, o desenvolvimento das crianças durante à infância, respectivamente. Somos muito bem recebidos em cada uma das feiras e vamos continuar levando a mensagem e fazendo a nossa parte enquanto representantes do Poder Público”, disse. 

O conselheiro tutelar, Osvir Leite, enfatizou que a presença da equipe em ocasiões como esta é pautada por uma atuação informativa, contribuindo para diminuição dos índices atuais. “Estamos conversando, ouvindo e dialogando de forma passiva, orientando as pessoas para se renderem à essa realidade que ainda persiste nos dias atuais”, completou. 

A moradora Andréia Arruda, elogiou o empenho da Gestão Emanuel Pinheiro em levar o assunto para às ruas da cidade. “Sou contra o trabalho infantil, pois tudo tem seu tempo e hora certa. Tudo que é feito corretamente faz bem para todo mundo”, acrescentou. 

No Brasil, é considerado trabalho infantil toda forma de trabalho exercida por crianças e adolescentes, de ambos os sexos, abaixo da idade mínima legal permitida de 16 anos, exceto perante a condição de admissão em caráter de aprendiz, a partir dos 14 anos completos. 

O encerramento das ações está marcado para acontecer na próxima quarta-feira (29), nas instalações do Mercado do Porto, com início previsto para às 09 horas. Contudo, os munícipes podem ser um potente agente inibidor de ocorrências desta natureza. Para colaborar é bem simples, ao presenciar casos como este, basta entrar em contato pelo Disque 100 ou pelo telefone: (65) 99206-6741 (Conselho Tutelar Plantão). 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana