Rondonópolis

Secretarias Municipais levam serviços para população da região do Dona Neuma

Publicados

em


Neste sábado (22), a Prefeitura de Rondonópolis vai levar serviços de diversas Secretarias Municipais e beneficiar a população que mora no residencial Dona Neuma e região. Promoção e Assistência Social, Saúde, Educação, Ciência e Tecnologia são algumas das pastas que estarão com serviços que antecedem um grande mutirão de serviços. 

Da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social a equipe vai fazer o atendimento social, que integra profissionais da assistência, psicologia e pedagogia, inscrição e atualização do Cadastro Único e também fazer a busca ativa de pessoas interessadas em participar dos grupos de convivência que acontecem nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). 

Esses e os demais serviços públicos integrados vão se concentrar todos na Escola Maria Aparecida de Oliveira, do bairro Dona Neuma. Os atendimentos serão oferecidos a partir das 7h e vão seguir durante todo o dia até o encerramento marcado para as 15h.

Por meio de uma parceria com uma empresa do setor frigorífico, as equipes do Cras da região e do setor de recursos humanos da empresa vão buscar profissionais para ocupar postos de trabalho que estão abertos na cidade. “Uma oportunidade única para as pessoas que estão precisando trabalhar. Quem tiver o perfil desejado pela empresa vai fazer a entrevista e poderá sair de lá já empregado”, comentou a secretária Iriana Cardoso, da pasta de Promoção e Assistência Social.

A população também vai poder fazer o cadastro para a castração de animais com a equipe da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) e solicitar as matrículas das crianças na rede municipal de educação. Todos esses serviços antecedem um grande mutirão previsto para acontecer no dia 5 de fevereiro, também nessa região.

Comentários Facebook
Propaganda

Rondonópolis

Rondonópolis já aplicou mais de 470 mil doses de vacina contra Covid-19

Publicados

em

Rondonópolis ultrapassou a marca de 470.454 doses de doses aplicadas contra a Covid-19. É o que aponta o relatório da Secretaria Municipal de Saúde fechado nesta terça-feira (24). Os dados mostram também que 181.154 rondonopolitanos, o correspondente a 82,04% do público estimado para ser imunizado, já completaram o esquema vacinal com duas doses de imunizantes.

Deste montante que já recebeu duas doses no município, 161.365 são pessoas com mais de 18 anos, o correspondente a 87,93% do referido público. Já os adolescentes de 12 a 17 anos somam 12.992 pessoas dos que já receberam, pelo menos, duas doses da vacina, o que representa 66,12% dessa faixa etária.

Quanto à dose de reforço (terceira e quarta), 70.316 pessoas com mais de 18 anos já tomaram, correspondente a 43,57% do público desta faixa etária que já receberam as duas doses. Portanto, deste público, ainda necessitam completar o esquema vacinal com as doses adicionais 91.049 pessoas.

Até o momento, conforme relatório da Secretaria Municipal de Saúde, 220.809 pessoas receberam pelo menos uma dose de imunizante contra a Covid-29 em Rondonópolis, o que representa 93,23% da população estimada para receber a vacina contra a Covid-19 na cidade. E ainda há 7.147 pessoas moradoras do município aptas sem receber a primeira dose. 

ALERTA

Mesmo considerando como positivos os números de imunização alcançados pelo município até aqui, o responsável pelo departamento de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde, Paulo Padin, demonstra preocupação com uma diminuição da procura pelas doses de reforço.

Ele avalia que a queda na procura pode ser “ocasionada pela falsa sensação de proteção”. Lembra que, no entanto, mesmo com a redução de novos casos e óbitos por Covid-19, os estudos apontam que a imunização do coronavírus precisa ser reforçada, seja com a segunda dose ou as doses adicionais de reforço (terceira e quarta).

“Muitas pessoas, vendo a diminuição dos casos da doença e achando que já estão protegidas, não voltaram para tomar as doses adicionais”, comenta Padin. “Então, para manter o quadro epidemiológico, onde a cidade não registra morte pela doença há mais dois meses, a população deve procurar os postos de vacinação para completar o esquema vacinal”, completa o gerente do Departamento de Saúde Coletiva.

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde, faltam completar no município o esquema vacinal com duas doses 10.855 crianças com idade entre cinco e 11 anos. Desse público estimado em 24.799 crianças, 7.147 delas não receberam ainda a primeira dose.

Entre os adolescentes de 12 a 17 anos, 93,11% deste público estimado em 21.100 residentes no município já receberam a primeira dose. Deste montante que é estimado em 19.648 adolescentes no município, somente 66,12% retornaram até agora para completar o esquema vacinal.

Restam ainda nesta faixa estaria de 12 a 17 anos para completar o esquema vacina de primeira e segunda doses, o montante de 5.656 adolescentes, sendo ainda que 1.452ainda  não compareceram para receber a primeira dose.  

Das pessoas com mais de 18 anos, onde 96,10% de moradores da cidade inclusos nesta faixa etária receberam a primeira dose, 87,93% já retornaram para receber a segunda dose.
Destes, 70.316 retornaram para aplicação das doses de reforço, o que dá 43,75% do referido público. 

O relatório da Saúde aponta que restam ainda 91.049 pessoas desta faixa etária para completar o esquema vacinal, como as doses adicionais. 

Nesta faixa etária acima dos 18 anos, não compareceram aos locais de vacinação para receber a primeira dose 7.428 pessoas, representando 6,77% do referido público. 

VACINAÇAO CONTÍNUA

Padin reforça que toda a população a partir de 18 anos está apta a receber uma dose de reforço e que as pessoas com mais de 70 anos que tomaram a terceira dose a mais de quatro meses precisam procurar uma unidade de saúde para atualizar a situação vacinal.

Atualmente, o imunizante contra a Covid-19 está disponível em todas as unidades básicas de saúde, que ficam abertas de segunda a sexta, das 7h15 às 11h e das 13h15 às 17h. Estão sendo oferecidas à população desde as primeiras e segundas doses para as crianças de cinco a 11 anos, a primeira dose para pessoas com mais de 12 anos e também a segunda dose de reforço (quarta dose) para a população idosa, acima de 70 anos.

Os imunossuprimidos também podem receber até a quarta dose em qualquer unidade de saúde, com a obrigatoriedade de apresentar o comprovante médico e ter um intervalo mínimo de quatro meses desde a última dose.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana