Cuiabá

Secretaria Municipal de Saúde divulga o 13º Informe Epidemiológico de 2021 sobre a Covid-19

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

Em 10 de abril de 2021, o Brasil acumulava 13.445.006 casos e 351.334 mortes. O crescimento acelerado dos casos no país resultou na elevação da taxa de ocupação de leitos UTI e célere aumento dos óbitos por Covid-19. As regiões Sul e Centro Oeste do país são as que apresentam um cenário mais crítico, considerando incidência e mortalidade, agravado pela saturação dos sistemas de saúde em seus estados. Com cerca de 327 mil casos confirmados e mais de 9 mil óbitos registrados até 10 de abril, Mato Grosso é uma das Unidades da Federação que segue com tendência de aumento da incidência e da mortalidade.

Em relação à ocupação de leitos de UTI Covid-19, em 05 de abril, 19 estados e o DF registravam taxa de ocupação igual ou acima de 90%, destacando-se Mato Grosso com 98%. Vinte e uma capitais estavam com taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos iguais ou superiores a 90%, sendo em Cuiabá, 98%.

Diante do quadro epidemiológico e da sobrecarga da rede de assistência na capital apresentados neste e nos últimos informes publicados esse ano é essencial ampliar e fortalecer as medidas de distanciamento físico e social, uso de máscaras e higienização das mãos, promulgadas desde o início da pandemia como medidas preventivas eficazes contra a Covid-19. Medidas mais rígidas de restrição da circulação e das atividades não essenciais bem como a testagem oportuna de casos suspeitos e seus contatos são necessárias. Para além dessas medidas e igualmente imprescindível é a urgente aceleração da vacinação na capital.

Desde o registro dos primeiros casos em Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde, com apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso, publica semanalmente o Informe Epidemiológico sobre a Covid-19, com o objetivo de monitorar o padrão de morbidade e mortalidade e descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG – pelo SARS-Cov-2 em residentes no município de Cuiabá. Dando continuidade à divulgação de informações sobre a Covid-19 em Cuiabá, esse é o 51º informe produzido, no qual apresentamos as informações desde a data da notificação do primeiro caso em Cuiabá até a 14ª Semana Epidemiológica (SE), compreendendo o período de 14 de março de 2020 a 10 de abril de 2021. 

Destaques do período de 14 de março de 2020 a 10 de abril de 2021

  – Foram registrados 70.085 casos de COVID-19 de residentes em Cuiabá, 92,7% recuperados; 6.409 internações e 2.306 mortes. Nesta semana (SE 14) foram notificados 937 casos e 117 óbitos.

  – A média de casos das últimas duas semanas foi 1.155,5 casos/semana. A média semanal registrada no mês de março de 2021 (2.636,8/semana) supera as médias semanais dos meses de fevereiro (1.584,5), janeiro (1.678,8) e dezembro de 2020 (1.275,8).

  – O risco de infecção é maior para indivíduos de raça/cor preta/parda (11.306,9/100.000 habitantes) quando comparado com os de raça/cor branca (6.542,1/100.000 habitantes).

  – A taxa de incidência é mais elevada entre 30 a 39 anos, contudo as taxas em crianças, adolescentes e jovens de 20 a 29 anos foram as que mais cresceram desde a primeira semana de janeiro – 81,4, 96,8% e 70,9% respectivamente, evidenciando aumento superior do risco de infecção nesses grupos etários quando comparado com os demais. O risco também é maior para o sexo feminino (12.215,0/100.000) quando comparado ao masculino (10.430,3/100.000).

  – Entre os pacientes residentes em Cuiabá internados por covid-19 e vieram a óbito, 65,9% ocuparam leitos de UTI e 64,9% estiveram em leitos de UTI desde o momento da internação.

  – Aproximadamente 41,2% dos idosos, 16,5% dos adultos, e 9,9% das crianças e adolescentes internados por Covid-19 foram a óbito.

  – Desde dezembro de 2020 tem se registrado o aumento de mortes, e esse padrão tem persistido até esta última semana de abril de 2021. O número de óbitos nas duas últimas semanas de março (SE 11 a 12 – 14 a 27 de março de 2021) e nas duas primeiras semanas de abril (SE 13 e 14 – 28 de março a 10 de abril de 2021) apresentou quantitativo maior ao observado no pico de mortes do ano de 2020 (SE 27 a 29 – 28 de junho a 18 de julho de 2020).

  – Em 10 de abril a taxa de ocupação de leitos de UTI adulto dos hospitais de Cuiabá foi 98,3%, e este índice tem se mantido nesse patamar nas últimas semanas, atingindo 100% de ocupação. A taxa de ocupação de leitos de enfermaria (65,3%) e a de leitos de UTI infantil reduziu (75,0%) quando comparadas a duas semanas (27 de março).

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Pessoas que vivem com HIV devem informar unidades às quais estão vinculadas para vacinação contra a covid-19 em polo específico

Publicados

em


Davi Valle

Clique para ampliar

A vacinação contra a covid-19 das pessoas que vivem com vírus da imunodeficiência humana (HIV), que estão na faixa etária de 55 a 59 anos, será no SAE Grande Terceiro, durante o mês de maio. A vacinação em um local específico visa garantir o sigilo do diagnóstico desses pacientes, o que é assegurado por lei e também na nota técnica nº 282/2021 do Ministério da Saúde. 

“Existe toda uma mobilização nacional para que a vacinação seja feita nos SAEs justamente para não expor o usuário. Como ele já é vinculado no Serviço, onde faz o tratamento, ele vai ser vacinado no Serviço. E assim o Ministério da Saúde regulamentou para minimizar a quebra do sigilo do diagnóstico, que é um direito do paciente assegurado por lei”, explica Mariela Padilha, coordenadora do Programa IST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). 

Para serem vacinadas no SAE Grande Terceiro, essas pessoas precisam seguir o seguinte passo-a-passo: 

1.Acesse o site cadastro.vacinacuiaba.com.br

2.Clique em “Aceitar e Continuar” no quadro pré-cadastro

3.Selecione a opção “Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos” e clique em próximo passo

4.Selecione a opção “Centro de Evento do Pantanal – Portaria” e clique em próximo passo

5.Preencha todos os dados do solicitante destacados como “obrigatório”. Na opção “Estabelecimento”, informe qual unidade está vinculado (SAE Grande Terceiro, SAE Regional Norte ou CERMAC) e na seção “Comorbidade Relacionada” selecione a opção “Imunossuprimidos”

6.Clique em “Enviar Cadastro”. 

Após o cadastramento, a pessoa deve aguardar a confirmação do agendamento, acompanhando diariamente no site da campanha “Vacina Cuiabá”, na aba “Consultar Cadastro”. Na data da vacinação, o paciente deverá estar munido dos seguintes documentos: 

– QR Code com as informações de data, horário e local de vacinação

– Documento oficial com foto

– Guia de encaminhamento para vacinação assinado por profissional de saúde, disponível no SICLOM, em caso de usuários vinculados na unidade do CERMAC.

Quem já realizou o cadastro e foi agendado para ser vacinado em outro polo de vacinação será atendido normalmente nesses locais. Mas caso a pessoa queira mudar o local de vacinação para o SAE Grande Terceiro, deve entrar em contato com a equipe da unidade, pessoalmente ou pelo telefone (65) 3634-0497. Importante destacar que, mesmo que a pessoa queira o sigilo de seu diagnóstico, também terá esse direito assegurado nos demais polos de vacinação. 

A vacina da covid-19 é contraindicada para pessoas com HIV que sejam menores de idade (lembrando que, no momento, estão sendo vacinadas aquelas com idade entre 55 e 59 anos); que estejam com sintomas relacionados à infecção oportunista ou com sintomas gripais. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana