Cuiabá

Secretaria de Cultura relembra carnaval de rua e levará blocos para o Beco do Candeeiro

Publicados

em

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer realiza nesta quinta-feira (16), a partir das 19h em mais uma edição do projeto Arte no Beco, um evento para relembrar a saudade dos carnavais de rua e contar um pouco da história dessa tradição em Cuiabá. A festa Blocos no Beco vai apresentar a nova Liga dos Blocos Carnavalescos de Cuiabá, coroar os reis e rainhas de 2021, além de contar com desfile de fantasias confeccionadas por projetos aprovados em edital municipal com recurso da Lei Federal Aldir Blanc, apresentação da bateria Samba in Bloco e demais atrações. O evento é gratuito e segue as medidas de biossegurança.

O Beco do Candeeiro foi restaurado e entregue pelo prefeito Emanuel Pinheiro para a população no dia 14 de maio. Desde então, a programação de atividades na rua também chamada de 27 de dezembro vem sendo construída coem parceria entre as Secretarias da administração municipal, encabeçada pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

“A restauração do Beco do Candeeiro tem proporcionado um resgate da cuiabania e da memória da cidade sem precedentes. A cada evento realizado me sinto muito feliz como gestor que devolveu para a gente de Cuiabá esse espaço de pertencimento tão importante”, disse o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

Nesta quinta-feira (16), os blocos tradicionais de Cuiabá apresentam a preparação para uma das mais tradicionais festas de rua do Brasil e também com muito história em Cuiabá, que o Carnaval. Na ocasião será lançada a Liga Recreativa e Cultural de Blocos Carnavalescos e Escolas de Samba de Cuiabá, composta por: GRES Tradição, Unidos do Araés, Boca Suja, Império de Casa Nova, Melados, Unidos do Pedregal, Divas Cuiabanas, Explosão do Samba e Bloco Mara.

“A cada semana um evento diferente e todos tem espaço no Beco do Candeeiro, lugar democrático, histórico, de uma importância imensa para a cultura cuiabana e agora o local para relembrarmos o carnaval de rua, que sei que todos sentem saudades. Mais do que só festejar, também queremos reconhecer todo o estudo, dedicação das pessoas que trabalham durante todo o ano para organizar este momento de alegria e pura arte”, disse a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Rabello Leite Jacob.

A criação da Liga tem por objetivo a união dos blocos e escolas de samba da capital para a construção de um carnaval cada vez mais organizado, incentivando a construção cultural em torno da festa e apresentando para a sociedade a história dessas movimentações culturais, dessas escolas e blocos e como elas transformam a realidade comunidades, como se integram a comunidade e se entrelaçam com a identidade local.

O espaço Cultural Celso Nazário, aprovado em edital de Subsídio, lançado pela Prefeitura de Cuiabá em 2020, por meio da Secretaria de Cultura, com recurso da Lei Federal Aldir Blanc apresenta o resultado do curso de confecção de adereços carnavalescos pra o enredo de 2021 do bloco Tradição do Araés. O projeto do curso e a manutenção do bloco em questão foram aprovados em edital de Fomento e Subsídio, respectivamente.

Na programação do evento também consta coroação do rei Momo e Rainha 2021, Rei e Rainha Gay 2021, desfile de fantasias, lançamento de pesquisa de enredo realizado pelo bloco Tradição do Araés, Encontro de Rainhas de Bateria e apresentação musical do grupo Raízes do Samba e da bateria Samba in Bloco.

Toda a programação no Beco do Candeeiro é realizada com entrada franca e respeitando as medidas de biossegurança em decorrência da pandemia da COVID-19, como uso obrigatório de máscara e disponibilização de álcool 70%.

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Vereador diz que valor a ser gasto em clínica conveniada daria para castrar 600 pets no CCZ

Publicados

em


Secom Câmara

Vidal lembrou que em fevereiro fez um Anteprojeto de Lei pedindo ao prefeito que construísse dentro do CCZ uma clínica para castrações de pets


O vereador Sargento Vidal (Pros) criticou durante a sessão ordinária desta terça-feira (26/10), na Câmara de Cuiabá, a ação proposta pela Diretoria de Bem-Estar Animal de castrar 50 animais ao mês. Segundo ele, o número mínimo deveria ser de mil castrações mensais para diminuir a proliferação nas ruas da capital.

O parlamentar lembrou que em fevereiro fez um Anteprojeto de Lei pedindo ao prefeito que construísse dentro do Centro de Controle de Zoonoses, uma clínica para castrações de pets. Segundo ele, o mesmo valor que gastaria mensalmente para castrar entre 500 a 600 animais dentro do CCZ, a diretoria vai gastar agora com 50 em clínicas conveniadas.&nbsp

“Esse valor poderia ser utilizado de forma correta e todo o material utilizado nessa clínica veterinária dentro do CCZ não se perderia, pois assim que construísse o Hospital Público Veterinário o material seria todo remanejado, então não se perderia um centavo, castraria cerca de 600 onde vai castrar 50”, disparou.

Vidal questionou os critérios que a diretora da pasta utilizou para chegar a essas 50 castrações que, segundo informações, irão começar pelo Residencial Nico Baracat. Pontuando que em Cuiabá há 10 ONGs e em cada uma delas tem no mínimo 100 animais precisando ser castrados e que deveriam ser prioridade.&nbsp

“Se temos hoje cerca de 12 mil animais nas ruas abandonados entre cães e gatos, com esses animais que estão nas ONGs, se estivessem nas ruas, poderíamos dizer que nos próximos dois anos poderíamos aumentar para 20 mil, porque a gata procria quatro vezes ao ano e a cadela três vezes, cada ninhada tem no mínimo de sete a 10, aí é só fazer a conta vezes mil a 1.200”, explicou ele.

Ele acredita que essas castrações têm o intuito de atrasar ainda mais o início da obra do Hospital Público Veterinário, que já era para ter sido lançada.

Vidal destacou que desde o início do seu mandato não viu dificuldades em conversar com o prefeito Emanuel Pinheiro e seus secretários, no entanto, não consegue dialogar com a diretora do Bem-Estar Animal.

“Faço parte da Comissão do Meio Ambiente e mesmo assim é impossível falar com a diretora do Bem-Estar Animal que não atende e não dá satisfação justamente ao único parlamentar da Casa que representa a causa animal”, declarou o vereador.&nbsp

Ao final, o vereador Kássio Coelho – presidente da Comissão do Meio Ambiente – disse que irá convocar a diretora para prestar esclarecimentos à comissão.

Luana Valentim/Gabinete Vereador Sargento Vidal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana