MULHER

Saiba os problemas de um relacionamento ioiô, como o de Carla Diaz e Arthur

Publicados

em


source

Alto Astral

Saiba os problemas de um relacionamento ioiô, como o de Carla e Arthur
Reprodução: Alto Astral

Saiba os problemas de um relacionamento ioiô, como o de Carla e Arthur

Carla Diaz e Arthur, o principal casal do Big Brother Brasil 21, está vivendo um relacionamento ioiô, repleto de idas e vindas. O nome já diz tudo, se trata de uma relação instável, que vai e volta em suas manifestações amorosas, positivas em alguns momentos e em outros, nem tanto.

Desde que a relação começou, os dois estão quase sempre juntos e trocando carinhos. No entanto, nas últimas semanas, o clima ficou tenso e confuso . Entre festas e o dia a dia na casa, eles se afastam e se aproximam conforme o desenrolar dos acontecimentos no jogo.


As idas e vindas

Alguns episódios marcaram a relação deles nos últimos tempos. Em um determinado momento, Arthur disse que dormiria com Carla, mas quando chegou e a viu desacordada, decidiu deitar em outro lugar. Ao acordar e ver que estava sozinha, sem explicações de Arthur, ela retribuiu o ocorrido com um emoji de banana no queridômetro.

Depois, a atriz ficou chateada quando soube que não era a confidente número um do affair e cobrou um posicionamento por parceria. Contudo, ao perceber que iria para o Paredão, Arthur acalmou o clima e os dois ficaram de amores.

Também houve desentendimento sobre as alianças e inimizades dentro do reality, que não estão alinhadas entre os dois, gerando tomadas de decisões e posicionamentos distintos. Além disso, ela ficou incomodada com os assuntos do brother, que em grande parte do tempo, giram em torno de Projota.

Por fim, na festa de João, a sister teve uma conversa com o cantor, uma das pessoas mais próxima de Arthur na casa. O rapper apontou a falta de diálogo e alinhamento do casal como o principal fator dos problemas que os afetam.

Problemática da relação ioiô

Você viu?

Segundo o psicólogo Alexander Bez, tais relacionamentos se caracterizam por uma imaturidade emocional de ambas as partes. Geralmente, os motivos pelos quais o casal decide terminar e seguir separado são bobos. Contudo, em um segundo momento, por conta da dependência emocional mútua, acabam voltando e impulsionando um ciclo vicioso.

“A problemática está em quanto essa prática de terminar e manter este relacionamento, pode causar um sofrimento psicológico e levar a consequências mais graves”, alerta o profissional.

As duas partes podem ser afetadas pelas consequências que derivam das incertezas do relacionamento ioiô, instaurando um sentimento de insegurança e confusão. “Quanto mais o casal permanece nesse movimento de ioiô no relacionamento, mais desgastados ficam e mais afetados psicologicamente”, explica o profissional.

Do ponto de vista clínico, é uma mistura de dor e prazer. No entanto, os períodos de solidão e inconstância podem levar a problemas mais graves como ansiedade, depressão e outros transtornos.

Alternativas

“O primeiro passo é compreender os motivos que os levaram a estabelecer essa relação ioiô”, afirma Alexander. Depois de ambos entenderem os problemas dentro do relacionamento precisam se questionar se o certo é manter a relação ou não”, descreve.

Caso optem por seguir como um casal, é fundamental que cuidem das incertezas e procurem estabelecer uma base mais sólida, evitando cair novamente no ciclo vicioso de incertezas.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

MULHER

Quais são os maiores erros de quem busca procedimentos estéticos faciais

Publicados

em


source

Alto Astral

Quais são os maiores erros de quem busca procedimentos estéticos faciais
Reprodução: Alto Astral

Quais são os maiores erros de quem busca procedimentos estéticos faciais

Buscar alternativas para mudar algo na aparência, quando se está insatisfeito, parece uma boa solução para a baixa autoestima. Além de tratamentos com dermocosméticos e truques de maquiagem, muita gente prefere opções mais definitivas e recorre aos procedimentos estéticos.

Em 2020, o Brasil tornou-se o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo. A Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) divulgou uma pesquisa em dezembro de 2019, a qual mostrava a realização de mais de 1 milhão de cirurgias plásticas pelos brasileiros. Além disso, houve também 969 mil procedimentos estéticos não cirúrgicos. Estando em primeiro no ranking, a população precisa estar cada vez mais informada sobre o assunto.

Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em dermatologia e medicina estética, conta que a maioria dos pacientes que procura consultórios médicos para tratar sinais de envelhecimento têm uma ideia errada do que os métodos podem fazer por sua pele .

A ideia de que você sairá da clínica com outra aparência por crer que tais métodos farão milagres na aparência é equivocada. “Quando a intenção é alterar diversos aspectos do rosto, é indicado uma conversa com o médico para verificar a possibilidade de combinar mais tratamentos, de modo a alcançar um resultado melhor, mas não milagroso”, explica a especialista. Ela relembra também que os procedimentos bem feitos sempre ficarão com aspecto natural.

A noção de tempo também um fator decisivo nessa escolha. Segundo a dermatologista, demorar demais para procurar alternativas para sinais de envelhecimento da pele exigirá técnicas que, apesar de mais agressivas, talvez não conseguirão chegar a um resultado satisfatório. Ao passo que procurar tratamento preventivo é mais eficaz.

Ainda sobre a importância do tempo, é importante estar consciente que os efeitos alcançados não durarão para sempre. Dra Roberta ressalta que métodos de preenchimento, por exemplo, têm um prazo de validade, sendo necessária uma manutenção da técnica para que o efeito perdure.

Você viu?

Outro ponto, é compreender que a eficácia depende também do que virá depois. Os cuidados com a face e o corpo tornam-se ainda mais importantes, pois são imprescindíveis para manter os resultados obtidos e garantirem sua duração. Além de limpar, hidratar e proteger a pele com produtos adequados ao seu tipo, a especialista em estética ressalta. “Não esqueça também de ter uma boa alimentação, bem equilibrada , pois isso garante que os nutrientes, minerais e vitaminas abasteçam as células para produzir colágeno e conferir ação antioxidante”, afirma.

Apesar de rugas e flacidez serem as maiores queixas, há outras evidências de envelhecimento menos conhecidas, como a ponta nasal caída. “Para corrigi-lo é preciso submeter-se à rinoplastia, ou seja, fazer alterações estruturais no osso e cartilagem através de pequenas incisões no nariz ou até mesmo ao redor da narina (com anestesia geral)”, conforme indica o Dr. Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, especialista em Rinoplastia Estética e Reparadora.

Com base em um estudo publicado pelo periódico Aesthetic Surgery Journal, o médico explica: “É um procedimento que a maioria das pessoas não considera como ferramenta para o rejuvenescimento, mas esse estudo mostrou que a rinoplastia, ou cirurgia plástica do nariz, pode fazer uma mulher parecer até três anos mais jovem”.

Querer buscar sempre aquela que julga ser melhor versão de si mesmo e sentir-se feliz ao olhar-se no espelho não são atitudes erradas. Pelo contrário, o que realmente importa é o bem-estar e a qualidade de vida. No entanto, entender o envelhecimento e seus sinais como um processo natural da vida é essencial.

Consultoria: Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em dermatologia e especialista em medicina estética e Dr. Paolo Rubez, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e Mestre em cirurgia plástica.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana