Rondonópolis

Rondonópolis tem o melhor saneamento do Centro-Oeste por três anos consecutivos no Ranking ABES da Universalização do Saneamento

Publicados

em


A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES lançou na última terça-feira (15), a edição 2021 do Ranking ABES da Universalização do Saneamento que consolida o município de Rondonópolis em primeiro lugar no Centro-Oeste pelo terceiro ano consecutivo, avaliado com 487,57 pontos, ficando assim, a frente das capitais.

Com esta pontuação Rondonópolis ficou bem à frente da capital do país Brasília que obteve o segundo lugar com 486,46 pontos; Goiânia 482,75 pontos; Campo Grande obteve 456,69 pontos; e em último lugar a capital de Mato Grosso Cuiabá com apenas 323,81 pontos. Veja as colocações no gráfico:

O ranking edição 2021 reúne 1670 municípios brasileiros que forneceram ao SNIS – Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – as informações para o para o cálculo de cada um dos cinco indicadores utilizados no estudo, o que representa cerca de 70% da população do país.

Segundo a ABES, a organização da publicação, como nos anos anteriores, divide os municípios em duas faixas populacionais: pequeno e médio porte (até 100 mil habitantes) e grande porte (acima de 100 mil), o que torna a comparação mais equilibrada. Para todas as bases foi considerado o ano de referência: 2019.

Rondonópolis conta com 100% de água tratada e 93% de esgoto coletado sendo, 100% desse esgotamento sanitário é tratado antes de ser devolvido a natureza, 99,95% dos resíduos domésticos coletado e o município possui ainda, coleta seletiva em mais de 80 bairros e quatro ecopontos para o descarte ambientalmente correto de resíduos.

O diretor-presidente interino do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis Terezinha Silva de Souza (Sanear), Hermes Ávila de Castro, destacou a importância do planejamento estratégico da autarquia pelo bom desenvolvimento no ranking.

“Ao longo dos anos, através do planejamento estratégico vislumbrando 10, 15 anos à frente, conseguimos adquirir bons equipamentos, elaboração de projeto, e principalmente, corpo técnico com profissionais qualificados, isso, contribuiu para Rondonópolis atingir esse resultado. Não ficamos somente no ‘apaga fogo’ do dia a dia ”, disse o Diretor.

Comentários Facebook
Propaganda

Rondonópolis

Mais de 100 pessoas foram atendidas no mutirão contra o câncer de cabeça e pescoço no Ceadas

Publicados

em


O Centro Especializado de Apoio Diagnóstico Albert Sabin (Ceadas) realizou nesta sexta-feira (30) um mutirão de atendimento para diagnosticar precocemente ocorrências de câncer de cabeça e pescoço.

O mutirão, realizado em parceria com a Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (Apor), Consórcio Regional de Saúde Sul de Mato Grosso (Coress), Oncoprime, Clínica Sirius e Laboratório Célula, faz parte da programação da Secretaria Municipal de Saúde do “Julho Verde”, mês dedicado para ações que viam conscientizar a população quanto à prevenção e ao diagnóstico precoce da doença.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), os cânceres de cabeça e pescoço têm alto índice de mortalidade no país, e fazem parte os tumores de lábios, cavidade oral, faringe, laringe, cavidade nasal e tireoide.

“Uma vez diagnosticado precocemente, em fase inicial, a chance de cura é altíssima, em média 90% de possibilidade de eliminar a doença com o tratamento adequado”, destacou o médico Carlos Henrique Fortes Pereira, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço, que coordenou o mutirão no Ceadas.

Ao todo, 114 pessoas de diferentes idades foram atendidas nesta sexta-feira. De acordo com o médico cirurgião Carlos Henrique, destas, seis passaram por biopsias de lesões suspeitas de câncer de boca e laringe.

“Caso o resultado seja positivo, serão encaminhadas para iniciar o tratamento adequado”, informou o médico, complementando que também foram agendadas 24 cirurgias para tratamento de lesões suspeitas de câncer de pele.

De acordo com o médico cirurgião, em Rondonópolis são realizadas de dez a 15 cirurgias oncológicas de cabeça e pescoço por mês. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana