POLÍTICA NACIONAL

Relator do projeto da regularização fundiária rejeita alterações propostas pelo governo

Publicado


.
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Comissão Especial sobre a Prisão em 2ª Instância (PEC 199/19). Dep. Marcelo Ramos (PL - AM)
Marcelo Ramos cita preservação do meio ambiente e combate à grilagem de terras

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM), relator do projeto de lei sobre a regularização fundiária, disse que não aceitará as mudanças propostas pelo governo em seu texto. O projeto foi retirado da pauta de votação do Plenário. Ramos divulgou a seguinte nota:

“Sobre a retirada de pauta do PL da Regularização Fundiária (PL 2633/20), reitero que construí um acordo com vários segmentos da sociedade. No entanto, alguns setores do governo desejam um projeto mais flexível e com limites maiores. Não tenho como avalizar isso, razão pela qual não aceitarei mudança no meu relatório, porque tenho compromisso com a garantia de titulação, crédito e adesão a programas governamentais aos pequenos produtores e agricultores familiares, com proteção ao meio ambiente e travas à grilagem. Como amazonense, não posso me afastar disso.”

O projeto resultou de uma medida provisória que perdeu o prazo de validade, sem ser votada, por falta de acordo. O deputado Zé Silva (Solidariedade-MG) era o relator da MP e seu relatório foi transformado no PL 2633/20.

“Não votar o projeto significa que não terá regularização. As queimadas, desmatamentos e invasões ilegais continuarão por não haver segurança jurídica e todos permanecerão na ilegalidade. Perde a sociedade mais uma vez quando não discutimos tecnicamente um assunto”, afirmou Zé Silva.

 

Da Redação/WS

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Derrotado no Rio, Crivella agradece apoio de Bolsonaro: “Contrariou a maré”

Publicado


source
crivella e bolsonaro
Reprodução/Internet

Jair Bolsonaro e Marcelo Crivella

Derrotado  por Eduardo Paes (DEM) nas eleições desde domingo (29), o atual prefeito do Rio de Janeiro , Marcelo Crivella  (Republicanos) fez questão de agradecer o apoio que recebeu do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a campanha tentando a reeleição.


“Não poderia deixar de agradecer ao presidente Jair Bolsonaro, um apoio tão honrado. Mesmo com todas adversidades, nos apoiou, esteve ao nosso lado, deu declarações, pediu aos seus deputados bolsonaristas que marchassem conosco. Não foi, vamos dizer assim, na maré, contrariou a maré porque tinha convicção de que eu e minha vice eram a melhor opção pra cidade do Rio. E isso me honra muito”, disse.

Crivella disse estar triste pelo resultado, mas não se sentindo derrotado.

“Lembro a todos de que a vida pública tem disso. Essa é a oitava eleição: a gente ganha, a gente perde, mas não somos derrotados jamais. Porque só é derrotado quem perde a fé em Deus”, comentou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana