CIDADES

Reinserção no mercado de trabalho muda vida de egressos do sistema prisional

Lutando contra o preconceito, ex-detentos mostram que podem contribuir com a sociedade

Publicados

em

Voltar ao mercado de trabalho é um dos principais desafios para a ressocialização dos egressos do sistema prisional brasileiro. Para ajudar a diminuir essa dificuldade, iniciativas como a da Fundação Nova Chance do Governo de Mato Grosso são essenciais, direcionando homens e mulheres para trabalhar em empresas dispostas a acolhê-los.

Uma dessas empresas é a Eletroconstro Prestação e Terceirização de Serviços, responsável pela limpeza urbana dos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, e já contratou mais de 250 recuperandos desde 2016. As pessoas encaminhadas pela Nova Chance recebem salário, uniforme, alimentação, vale transporte e capacitação com técnicos de segurança do trabalho, assim como qualquer outro funcionário da empresa.

“Nós temos egressos em diferentes equipes, como, por exemplo, as que fazem limpeza de vias públicas, coleta de lixo, pintura de meio fio e roçagem” explica Neimar Toledo, diretor da Eletroconstro.

Sem essa oportunidade, muitos egressos se tornam reincidentes. Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) o índice de reincidência de pessoas que já cumpriram pena pode variar entre 60% a 70%, uma vez que sem perspectiva ou oportunidades de reinserção no mercado de trabalho, essa parcela da população acaba voltando a cometer delitos.

Após um ano de prestação de serviços e sem novas infrações perante a Justiça, os reeducandos e egressos têm a oportunidade de efetivação na empresa. É o caso do Daniel Rosa da Silva, de 54 anos. Encaminhado em 2017 como reeducando, Daniel foi efetivado e permanece trabalhando em uma equipe de limpeza em Cuiabá.

“Só tenho coisas muito boas para falar sobre essa oportunidade. Eu dou graças a Deus de ter mudado de vida, e principalmente pela empresa que me deu essa chance”, agradece.

Além de ser uma oportunidade de reinserção na sociedade para os reeducandos e egressos do sistema prisional, um trabalho também representa a garantia de subsistência de várias famílias em situação de vulnerabilidade, destaca a Diretora Executiva da Fundação Nova Chance, Michelli Egues Dias Monteiro.

“Por isso, entendemos como fundamental que empresas como a Eletroconstro sejam nossas parceiras, pois auxiliam a sociedade como um todo, ao oportunizar a essas pessoas, uma nova chance. ” destaca a diretora.

Para o diretor da empresa, a progressão dos ex-detentos para cargos melhores é comum, pois há muita dedicação de quem está buscando uma nova chance de viver em sociedade. “A maioria do pessoal que trabalha conosco teve uma nova chance. A gente nunca sabe a capacidade que o outro tem e há muitos talentos escondidos por aí” finaliza.

Comentários Facebook
Propaganda

CIDADES

Presidente da AMM parabeniza os prefeitos eleitos neste domingo

Publicados

em


Os eleitores de Acorizal, Matupá e Torixoréu foram às urnas neste domingo, 1º de agosto, para escolher os novos prefeitos que vão comandar os municípios até o término de 2024. A eleição suplementar, ocorreu sem incidentes, coordenada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga parabeniza os novos  prefeitos e deseja a eles uma boa gestão. Diego Figueiredo Taques de Acorizal, Bruno Santos Mena de Matupá e Thiago Timo Oliveira de Torixoréu. “Os desafios são muitos para atender a demanda da população nas diversas área da administrativa municipal”, disse Neurilan, destacando que a AMM estará sempre á disposição com a prestação de serviços aos municípios.

Diego Figueiredo Taques é o novo prefeito de Acorizal. Ele e seu vice, Wbiracy Santos Vilela, receberam 2.758 votos. O segundo colocado, Benancy Lemes da Silva 2.253 votos. Dos 6.138 eleitores do município aptos ao exercício do voto, 5.102 (83%) compareceram às urnas.

O candidato eleito em novembro de 2020, Meraldo Sá, teve seu registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral, que considerou que ele estava com direitos políticos suspensos.

Em Matupá, Bruno Santos Mena e seu vice-prefeito, Celso Luiz Sorgatto, foram eleitos com 4.460 votos. A candidata Marinilde Bernardi ficou em segundo lugar com 2.612 votos. Dos 11.047 eleitores do município aptos ao exercício do voto, 8.260 (74%) compareceram às urnas. As eleições suplementares em Matupá foram ocasionadas porque o candidato eleito Fernando Zafonato, teve seu diploma cassado pela Justiça Eleitoral.

Thiago Timo Oliveira foi eleito prefeito de Torixoréu. Ele e seu vice, José Wilton, receberam 1.489 votos. Em segundo lugar, com 1.214 votos, ficou Jonnes Aurélio Franco Saggin. Dos 3.295 eleitores do município aptos ao exercício do voto, 2.747 (83%) compareceram às urnas.

Torixoréu passou por uma nova eleição pois a candidata que obteve a maioria dos votos nas eleições, Inês Moraes Mesquita Coelho, esposa do ex-prefeito Odoni Mesquita, teve seu registro de candidatura indeferido. A legislação veda mais de dois mandatos seguidos do mesmo grupo familiar.  

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana